Hospedagem de Sites: descubra o que é e como funciona

hospedagem de sites

Como funciona uma Hospedagem de Sites?

Para que um site possa ser acessado na internet, ele precisa estar disponível em um lugar, que neste caso chamamos de servidor. Um servidor é um computador, parecido com o que utilizamos em casa, mas especializado em armazenar arquivos e deixá-los disponíveis para serem acessados por outros computadores.

hospedagem de sitesSendo assim, o termo hospedagem de site está relacionado ao servidor que armazena e disponibiliza determinado site na internet.

Um site é um conjunto de arquivos que pode ser baixado e lido por programas especializados, chamados de navegadores ou browsers. Se os arquivos que compõem um site estão armazenados em determinado servidor, dizemos que ele está hospedado neste servidor. É possível configurar qualquer computador para se tornar um servidor e publicar um site na internet, porém vamos encontrar vários inconvenientes ao fazer isso.

Por esse motivo é que existem empresas de hospedagem de sites na internet. Essas empresas mantêm o que chamamos de parques de servidores ou data centers. Tratam-se de lugares especializados em manter centenas ou até mesmo milhares de servidores em funcionamento, garantindo a segurança dos dados e disponibilidade dos sites em tempo integral.

Recursos de uma Hospedagem de Sites

Uma hospedagem possui diversos recursos, que costumam variar conforme os tipos de hospedagem e os planos oferecidos por cada empresa. Vamos detalhar neste artigo os principais recursos que deve-se analisar ao contratar uma hospedagem de sites: espaço em disco, transferência, domínios e e-mail.

Espaço em disco

espaço em disco
O espaço em disco está relacionado à quantidade de espaço que um site pode utilizar no servidor e é medido em Megabytes (MB) ou Gigabytes (GB). Algumas hospedagens oferecem limites específicos, enquanto outras oferecem hospedagem ilimitada. O mais importante ao analisar um plano é entender:

  • Se o espaço será suficiente para armazenar os arquivos do seu site
  • Se o espaço oferecido inclui também o e-mail, pois este tende a usar muito espaço

As melhores hospedagens de sites costumam oferecer bons espaços em disco, mesmo em planos mais baratos. Fique atento, no entanto, pois empresas pequenas ou que oferecem hospedagem grátis limitam bastante este recurso.

Também é importante saber que não existe hospedagem ilimitada, ou pelo menos não no sentido de “infinita”, como costuma parecer. Quando uma empresa oferece uma hospedagem de sites com espaço em disco ilimitado, está informando que não há um espaço definido de armazenamento para o seu site, mas não que você tem todo o espaço do mundo para inserir arquivos. A propósito, a maioria das empresas não permite que o cliente utilize a hospedagem como repositório de arquivos, imagens e outros itens não relacionados ao site.

Esta regra se aplica principalmente à hospedagem compartilhada, que as empresas costumam se referir como hospedagem de sites. Em servidores dedicados e VPS o espaço em disco é sempre definido, pois é exclusivo para cada cliente, enquanto na hospedagem compartilhada centenas de clientes dividem os mesmos recursos.

Transferência (ou tráfego)

transferência
Já a transferência ou tráfego diz respeito à quantidade de dados que serão transferidos quando uma pessoa acessa e navega no seu site ou quando você o atualiza. Isso porque cada usuário, ao acessar o seu site, faz download desses arquivos no seu navegador (ex: Chrome). Quando você faz upload de imagens ou qualquer conteúdo no seu site, também está usando este recurso.

Assim como acontece com o espaço em disco, a transferência de dados por vezes é ilimitada. Neste caso, lembre que nada é infinito e que certamente há outra limitação imposta pela empresa de hospedagem. Uma delas é o número de acessos simultâneos ao seu site. Sites pequenos não costumam ter problemas, mas se o seu tiver um tráfego crescente ou picos de tráfego, considere contratar um plano de hospedagem de sites mais robusto, como dedicado ou Cloud, para que o seu site não saia do ar no momento mais importante. 🙂

Número de domínios

campo de pesquisa registro de dominio nacional

Domínio é o endereço eletrônico que utilizamos para acessar os sites na internet, como por exemplo: www.meusite.com.br. Os planos de hospedagem podem permitir apenas um domínio, uma quantidade definida de domínios ou domínios ilimitados.

Se você possui apenas um site, pode contratar o plano de um domínio, que costuma ser mais barato, mas se tiver vários domínios, então vale a pena contratar planos maiores, pois no total ele sai bem mais barato do que quando contratados separadamente. Um plano de hospedagem de sites que oferece a inclusão de muitos domínios permite que você hospede vários sites em um único plano de hospedagem.

Quanto a ter domínios estacionados ou apontados para o domínio principal, onde está o site (exemplo: meusite.com redireciona para meusite.com.br), é muito comum que seja permitido e que não contabilize no limite de domínios, mas vale confirmar.

Contas de e-mail

e-mail

Quando você registra um domínio, tem direito à criar contas de e-mail no domínio em questão. Ou seja, se você registrou o domínio fictício meuprimeirosite.com.br, você poderá criar qualquer e-mail contendo este domínio, como por exemplo [email protected].

Ao contratar um serviço de hospedagem de sites, a empresa deverá lhe oferecer as ferramentas necessárias para você criar as contas de e-mail que deseja sob o domínio que irá utilizar. O acesso às novas contas de e-mails poderá ser realizado através de programas de e-mail, como o Outlook, Thunderbird ou até mesmo de seu smartphone. É comum que as empresas também ofereçam acesso através de um webmail, que é um programa que pode ser acessado pela internet. O tipo de webmail oferecido varia conforme a empresa, que pode utilizar um programa proprietário ou de terceiros.

O e-mail é oferecido gratuitamente pela maioria das empresas de hospedagem de sites, mas às vezes é vendido como um item opcional, através de parcerias como Microsoft Outlook e Google Apps. Ter o e-mail incluído na hospedagem pode ser uma grande economia, ainda mais se forem muitos endereços de e-mail, já que os opcionais cobram por usuário.

Ao analisar um plano, verifique dois itens em relação ao e-mail: número de contas permitidas e capacidade de armazenamento. Você precisa se certificar que poderá criar os e-mails que precisa e, principalmente, que terá espaço para armazenar seus e-mails ao longo do tempo. Se pretende utilizar muito o e-mail, considere um serviço profissional como o Google Apps ou Microsoft Outlook.

Servidores, banco de dados e linguagens de programação

liguagens de programação
A linguagem padrão das páginas da internet é o HTML, que é uma linguagem de marcação de textos. No entanto, existem muitas outras linguagens que podem ser utilizadas na web, incluindo diversas linguagens de programação, como PHP ASP.

Antes de contratar um plano de hospedagem, é importante verificar se o servidor em questão é compatível com a linguagem que você pretende utilizar em seu site. Existem linguagens que funcionam apenas em servidores Linux, outras que funcionam apenas em servidores Windows e algumas que funcionam em ambos.

Além do tipo de servidor e da linguagem, há também o banco de dados. Por exemplo, qualquer site que possua um gerenciador de conteúdo, como um blog, necessitará da disponibilidade de um banco de dados para armazenar informações. Normalmente os planos possuem um ou mais bancos de dados disponíveis.

Painel de controle

cpanel

Painel de Controle cPanel (versão em inglês)

Normalmente, a empresa de hospedagem fornece aos seus clientes um painel de controle, acessível através da internet. Nele é possível gerenciar os principais recursos de sua hospedagem, como criar e-mails, alterar senhas, configurar novos domínios e criar bancos de dados.

Alguns painéis de controle são bastante populares e utilizados por diversas empresas, como é o caso do cPanel, painel para gerenciamento de hospedagens Linux, e do Plesk, para gerenciamento de hospedagens Windows e Linux. Algumas empresas, no entanto, preferem desenvolver sua própria solução de painel de controle.

Como escolher a hospedagem de sites ideal?

Veja o que você levar em consideração na hora de escolher a hospedagem para o seu site:

Recursos oferecidos

Espaço, transferência, domínios e e-mails são os recursos mais importantes para considerar, além do sistema operacional (Windows ou Linux). Procure saber se há restrições nesses recursos e qual o impacto eles têm em suas necessidades.

Se você planeja criar seu próprio site, contrate um criador de sites que já vem com a hospedagem. É importante que seja fácil de usar, que os temas sejam modernos e que se adaptem aos celulares e tablets.

Preços

Avalie os preços dos planos e se possível aproveite as promoções, que costumam ser em planos anuais. É possível ganhar 1 ano de domínio grátis ou economizar em ciclos mais longos, em que você paga o valor adiantado e ele sai mais em conta do que pagar mensal. Fique atento também às “pegadinhas”. Às vezes um plano está muito barato, mas na renovação ele custa o dobro. Não é que você não vai aproveitar, pois muitas vezes vale a pena, mas cuidado para não contratar um plano sem analisar esses detalhes. Veja sempre o preço na contratação e na renovação. Algumas empresas têm apenas um preço e às vezes no longo prazo ele acaba saindo mais barato.

Suporte ao cliente

Verifique se a empresa oferece suporte por e-mail, chat e telefone, 24h por dia e em português. Avalie também a sua reputação nas redes sociais e como ela se posiciona no Reclame Aqui. Suporte é uma coisa séria e você precisa poder contar com isso quando precisar.

Extras

Itens como instalador automático de aplicações (ex: WordPress) e serviço de migração gratuita podem ser muito úteis. Este último, por exemplo, permite que você tenha seu site transferido para a nova hospedagem, sem custo. É útil para quem não é técnico e quer trocar de empresa de hospedagem. Algumas empresas também oferecem 1 ano de domínio grátis ou IP dedicado e SSL gratuitos.

Garantia de satisfação

A garantia de devolução do dinheiro é muito válida, pois permite que você teste a hospedagem sem riscos. Normalmente pode ser usado até 30 dias após a compra, e é oferecido por algumas empresas.

Descubra qual a hospedagem ideal para o seu site em nossa ferramenta gratuita

Se você ainda está em dúvida sobre o tipo de hospedagem ideal para o seu site, acesse nossa ferramenta gratuita. São apenas 3 perguntas, e o resultado você vê logo abaixo. Se preferir acessar a ferramenta em uma janela maior, clique aqui.

Esperamos que essas dicas tenham sido úteis para você! Se tiver gostado, curta ou compartilhe, assim mais pessoas poderão se beneficiar deste conteúdo. Se tiver alguma dúvida, deixe um comentário aqui no post, que faremos o possível para ajudar você! 🙂

19 Comentários

  1. Marlon

    Olá, gostei muito do artigo! Tenho uma dúvida…
    Eu estou atualmwnte desempregado estudo Análise e Deswnvolvimento de Sistemas e não estou conseguindo arrumar nem estágio na área … Pois bem, estou pensando em empreender desenvolvendo sites e aplicações web e queria saber se na hora de contratar a hospedagem e domínio seria melhor o cliente pagar do próprio bolso em nome dele, ou seria melhor eu mesmo contratar e hospedar os sites e cobrar por minha conta? Desde já agradeço!

    Responder
    • Redação

      Olá, Marlon!
      Essa decisão dependerá de como você deseja cobrar pelos seus serviços.
      Se você pretende oferecer apenas serviços de desenvolvimento/programação, então pode ser melhor contratar o serviço de hospedagem em nome do cliente, para que ele fique responsável por fazer os pagamentos diretamente à empresa.
      Se, por outro lado, você desejar ficar responsável por hospedar o site dos seus clientes, cobrando para isso o valor que considerar adequado, pode ser interessante ter uma revenda de hospedagem. Assim, você pagará um valor fixo pelo serviço de hospedagem e poderá ter uma receita extra revendendo o serviço para seus clientes. Nesse cenário, você também ficará responsável por dar suporte técnico ao seu cliente, para questões relacionadas à hospedagem.
      Para saber mais sobre o assunto, veja este artigo sobre Revenda de Hospedagem.
      Um abraço e boa sorte com a empreitada! 🙂

      Responder
  2. Daniel

    Parabéns pelo post! Ficou MUITO acima da média!

    Deixo como sugestão a ideia de criar um post explicando o que seria necessário para criar um site num servidor caseiro, e quais os problemas que surgiriam em relação a uptime e tráfego, entre possíveis outros.

    Abraços.

    Responder
    • Redação

      Olá, Daniel!
      Obrigado pelo comentário! 😀
      Pode deixar, sua sugestão foi anotada será considerada para um próximo artigo.
      Um abraço.

      Responder
  3. Vanderlei Goulart

    Olá, Administrador!

    Sou o Gerente da Profissional Hosting (www.profissionalhosting.com) e preciso dizer que achei o post simplesmente perfeito!

    Em 2017 queremos crescer e aumentar nossa cartela de clientes, oferecendo o ótimo suporte que já realizamos, e sempre melhorar nossos serviços.

    Embora não estejamos nas listagens de maiores sites do nicho do mercado, entendemos a importância de um bom atendimento, inclusive aqueles que não são clientes.

    Gostaria de deixar registrado o alto nível do seu blog e parabenizá-lo pela iniciativa.

    Responder
  4. PAULO ROGERIO COSTA SEIXAS

    Indiquei a UOL para um cliente meu hospedar o site desenvolvido por mim. Vou ser o responsável técnico. Como devo proceder? Seria interessante que eu pudesse providenciar tudo, e apenas fornecer o boleto de pagamento a ele, como fiz no Registro BR, é possível?
    O boleto deve conter os dados do meu cliente.

    Responder
    • Redação

      Olá, Paulo!
      O UOL Host possui um recurso que para lidar com este tipo de situação. Peça para o seu cliente acessar o link “Desenvolvedor”, no menu superior do painel do cliente. Lá, ele poderá escolher acessar como cliente e cadastrar você como desenvolvedor. Se ele te fornecer a senha, você mesmo poderá fazer o procedimento. A tela será como essa abaixo:
      UOl Host painel cliente desenvolvedor
      Ao selecionar a opção “Cliente”, você poderá cadastrar um desenvolvedor para administrar a conta.
      A qualquer momento, é possível editar o perfil de acesso, para transformar um perfil de cliente em desenvolvedor, e vice-versa.

      Esperamos ter ajudado! Caso tenha outras dúvidas, basta entrar em contato.
      Um abraço.

      Responder
  5. José Oscar

    Bom dia! A situação é a seguinte:
    1- desempregado ( por consequência duro);
    2- registrei um domínio, por tratar de assunto que domino (o alvo do website), pra quem mostrei ( tb da área) só recebi elogios e coisas positivas;
    3- não manjo lhufas de webdesigner, fiz o layout através de html pego na net;
    4- um site que oferece informações específicas na área de transportes (passageiros/cargas/compras/ serviços e afins a nível Brasi) com vários links e possibilidade de inumeros anunciantes, pode ser feito só por html?
    5- tentei sócio, vender domínio e achei melhor continuar com o projeto, aprender html e hospedar. Daria certo fazer sem um especialista da área?
    6- dando certo (e vai dar) como consigo os anunciantes?

    Obrigado

    Responder
    • Redação

      Olá, José!
      Obrigado pelo seu comentário! Uma pena saber que está desempregado. Por outro lado, ficamos felizes com a sua iniciativa de empreender na internet. Quanto às suas perguntas, vamos lá:

      4 – Sim, qualquer site pode ser feito somente com html. Chamamos isso de site estático, porque ele não possui variáveis e o seu conteúdo está gravado diretamente nos arquivos html das páginas (e não em um banco de dados, como ocorre com um CMS). O problema dos sites estáticos é administrar seu crescimento. Para citar apenas um exemplo: se você desejar alterar uma informação que está presente em todas as páginas, terá que editar arquivo por arquivo até atualizar tudo.

      5 – Sim, é possível fazer essa iniciativa dar certo, mesmo sem ser especialista na área de design ou internet. A internet é um ótimo lugar para se empreender a um baixo custo e sem ser especialista. Naturalmente, você terá que se dedicar ao assunto e aprender os conceitos básicos do funcionamento e administração de um site. Esperamos que o Tudo Sobre Hospedagem de Sites possa ser útil nesse aprendizado. 😉

      6 – Não existe uma receita de bolo para conseguir anunciantes. Com o crescimento do site, alguns anunciantes poderão lhe procurar, uma vez que o seu site terá visibilidade no assunto. Mas você também poderá prospectar empresas que atuam no mesmo segmento e propor algum tipo de divulgação ou parceria. Esse caminho dependerá um pouco da sua criatividade e persistência.

      Recapitulando, acreditamos ser perfeitamente possível começar este tipo de empreitada, mesmo sem ser um especialista em internet. No entanto, um grau de esforço e dedicação será necessário.

      Quanto a fazer um site estático, isso pode ser bom no início, uma vez que você poderá rapidamente ter o seu site publicado. No entanto, um CMS como o WordPress poderá acelerar o crescimento do site, por estar preparado para melhorias de todos os tipos, através da instalação de temas e plugins.

      Separamos alguns artigos que acredito poderão lhe ajudar em sua empreitada:

      Como criar um site: da escolha do domínio à publicação
      CMS: conheça este sistema e suas vantagens na criação de sites
      WordPress: o que é e quais as suas vantagens na criação de um site
      7 dicas para montar um site WordPress profissional
      Como criar um site WordPress em apenas 4 passos

      Se tiver outras dúvidas, entre em contato e ficaremos felizes em ajudá-lo.
      E boa sorte com o projeto! 🙂

      Responder
    • Vanderlei Goulart

      Olá, José! Sou Webdesigner e ofereço suporte a hospedagem.
      Posso te ajudar neste processo gratuitamente, tendo em vista sua iniciativa.

      Responder
  6. Luana

    No caso de contratar uma hospedagem no hostgator no plano trimestral a cada três meses eu devo pagar o mesmo valor? E essa conta vai ser renovada automaticamente ou eu terei que fazer todo o processo que fiz na primeira vez de contratar a hospedagem?

    Responder
    • Redação

      Olá, Luana!
      Se você contratar um plano com pagamento trimestral na HostGator, a cada 3 meses pagará o mesmo valor. O plano P, por exemplo, custa R$ 44,97 (equivalente a R$ 14,99 por mês) no ciclo trimestral e o valor será sempre esse.

      A conta será renovada automaticamente e você não precisa repetir o processo de contratação. Se o pagamento for feito no cartão, ele será debitado automaticamente a cada ciclo de pagamento. Se for por boleto, você deverá pagá-lo sempre que for emitido (o boleto será enviado para o seu e-mail).

      Se tiver qualquer outra dúvida, basta entrar em contato.
      Boa sorte com o site!

      Responder
      • Luana

        Muito obrigada mesmo! Parabéns pelo site, é incrível e está me ajudando muito!

        Responder
  7. Darci

    Gostaria de fazer uma citação do site de vocês(do texto acima), qual seria a referência certa?

    Responder
    • Redação

      Olá, Darci!
      Primeiramente, obrigado por perguntar. Basta inserir a fonte após a citação, com link para este post. Como sugestão, segue um exemplo:
      Trecho extraído do site Tudo Sobre Hospedagem de Sites.
      Qualquer dúvida, estamos à disposição. 🙂

      Responder
  8. OVIDIO REI DA SILVA

    Eu preciso urgente fazer a hospedagem do meu site no uol host / pagamento mensal /como é que eu faço? qual o procedimento / preciso urgente / mandar resposta no meu e-mail.

    Responder

Deixe um comentário