WordPress: o que é e quais as suas vantagens na criação de um site

WordPress: o que é

A cada dia, um número maior de pessoas tem contato ou ouve falar da plataforma WordPress. Se você ainda tem dúvidas sobre a real função desta ferramenta, ou se já tem um conhecimento inicial, mas deseja entender um pouco melhor o assunto, acompanhe-nos neste artigo e vamos esclarecer os pontos principais desta plataforma tão popular. Vamos lá!

O que é WordPress

WordPress é a plataforma de publicação de blogs e sites mais popular da internet atualmente. A plataforma é usada em mais de 26% de todos os sites no mundo, estando presente em mais de 60 milhões de websites pelo globo. Lançado em 2003, o WordPress é um sistema de código aberto, e que conta com uma comunidade fervorosa. A colaboração entre membros da comunidade ocorre de diversas formas, indo desde a criação de novas funcionalidades até a publicação de artigos de ajuda e respostas para dúvidas no fórum da plataforma.

Esse tipo de plataforma para gerenciamento de sites e blogs é chamado de CMS, que significa Content Management System, ou, em português, Sistema de Gestão de Conteúdo. O propósito deste tipo de aplicação é permitir que qualquer pessoa, mesmo sem conhecimentos técnicos, consiga publicar um site e administrá-lo, inserindo e atualizando qualquer conteúdo dentro da plataforma. Além do WordPress, existem outras ferramentas do tipo CMS que cumprem propósitos semelhantes, como o Joomla, o Drupal e outros.

Vantagens do WordPress

As vantagens em utilizar o WordPress como plataforma para o seu site ou blog são muitas e é possível que pessoas diferentes apontem vantagens distintas. Isso acontece porque a ferramenta é extremamente versátil e pode ser adaptada para uma infinidade de propósitos, desde um simples blog até uma loja online com muitos produtos.

Listamos aqui algumas vantagens ao escolher este CMS, independente da finalidade:

  • Fácil de operar – você não precisa ser um expert em internet para administrar ou publicar conteúdo em um site WordPress.
  • Amigável aos mecanismos de busca – a estrutura padrão das páginas e posts já possui todos os elementos html que são necessários para o Google e outros buscadores entenderem e indexarem seu conteúdo. Com a adição de alguns plugins, como o Yoast SEO, é possível turbinar ainda mais o seu SEO.
  • Pode ser exportado/migrado com facilidade – se em qualquer momento você precisar mudar de plano de hospedagem, é muito fácil migrar a instalação do seu WordPress de um servidor para outro. Algumas empresas de hospedagem até oferecem o procedimento como um serviço gratuito.
  • É suportado por uma comunidade gigantesca – encontre respostas para praticamente qualquer questão na documentação ou no fórum oficial da plataforma. Não encontrou o que precisava? Procure no Google e você vai se deparar com uma infinidade de blogs e sites falando sobre o assunto.
  • Possui milhares de especialistas – se em algum momento você precisar de ajuda profissional, ou seja, contratar alguém para customizar ou incrementar o seu WordPress, saiba que existem muitos profissionais, entre designers, desenvolvedores e programadores especialistas na plataforma.
  • Adaptável a qualquer cenário – precisa de um fórum online? Use o WordPress. Quer publicar uma loja virtual, mas não sabe por onde começar? Use o WordPress. Deseja ter um site com uma área exclusiva para determinados clientes? Vá de WordPress! Apesar de não ser a solução para todas as situações, o que seria impossível, o WordPress é bastante flexível e pode se transformar em diferentes ferramentas. Por isso, ao pensar em empreender na internet, veja se o WordPress poderá atender suas necessidades antes de pensar em outras ferramentas.

WordPress e suas modalidades

wordpress.com e .org - diferenças

O WordPress está disponível para todos em duas modalidades: a versão comercial, disponível em WordPress.com, e a versão gratuita, disponível em WordPress.org. Na versão comercial, a hospedagem da ferramenta é oferecida gratuitamente e o sistema pode ser usado com algumas limitações. Para usar outros recursos, como um domínio próprio, outros layouts e plugins, é preciso pagar pelo serviço. Já na versão disponível em WordPress.org, o sistema está disponível gratuitamente para quem quiser usá-lo e o usuário fica com a responsabilidade de instalar e manter o sistema. Para isso, basta ter uma hospedagem de sites e um domínio.

Neste artigo, vamos abordar apenas a versão gratuita (instalada) do WordPress. Para saber mais e ver outros detalhes sobre as diferenças entre WordPress.com e WordPress.org, leia este artigo ou clique no link abaixo.

Recursos do WordPress

Como veremos daqui a pouco, os recursos do WordPress podem ser (bastante) ampliados através da instalação de plugins e temas. Apesar disso, os recursos básicos da plataforma, aqueles que vêm instalados por padrão, já são suficientes para se fazer muita coisa. Dentre os recursos nativos da ferramenta, podemos destacar:

  • Editor de páginas e posts com recursos avançados de formatação de textos;
  • Biblioteca de mídia com recursos para edição simples de imagens (ex.: recorte e giro);
  • Gerenciador de comentários com moderação incluída por padrão;
  • Editor de aparência do site, onde é possível editar diversos itens do template, como cores, marca e menus*;
  • Editor de widgets, que são áreas do site para inclusão de informações especiais, como menus personalizados, categorias, agenda e uma infinidade de outros recursos;
  • Gerenciador de plugins (leia mais informações sobre isso a seguir);
  • Gerenciador de temas (leia mais informações sobre isso a seguir);
  • Gerenciador de usuários, com definição de capacidades por usuário (ex.: administrador, editor, colaborador, etc.);
  • Configuração de URLs amigáveis;
  • Plugin anti-spam (Akismet) instalado por padrão, para filtrar spam nos comentários.

* A edição da aparência do site em tempo real pode variar dependendo do tema utilizado.

Além dos recursos listados acima, o WordPress ainda conta com a possibilidade de instalação multisite, na qual é possível administrar diversos sites em um único painel de controle e com uma única instalação. Esse recurso é útil quando se deseja ter uma rede de blogs, por exemplo. Da mesma forma que na instalação padrão, é possível definir diversos papéis diferentes para cada usuário.

Plugins e temas

Talvez um dos motivos que explique o sucesso do WordPress seja a sua capacidade de adaptação e transformação de seus recursos para atender aos mais variados propósitos. Essa faceta adaptativa se deve ao fato da plataforma permitir o uso de plugins e temas de terceiros. Na verdade, os próprios usuários podem desenvolver seus plugins e temas, caso tenham algum conhecimento em desenvolvimento web. Vamos entender um pouco melhor o que são os plugins e temas a seguir.

Plugins

diretório de plugins WordPress

Os plugins são como extensões, que possuem o objetivo de oferecer recursos extras para o site. Dessa forma, é possível manter o sistema principal do WordPress enxuto, evitando a inserção de recursos que poderiam ser desnecessários para muitos, mas dando a possibilidade de que itens específicos sejam adicionados ao site apenas por quem deseja utilizá-los. Por exemplo: se preciso inserir um formulário de contato ou uma galeria de fotos customizada, posso fazê-lo através da instalação de um plugin específico para essa finalidade. Atualmente, mais de 46 mil plugins estão disponíveis para download gratuito no diretório de plugins.

Temas

diretório de temas WordPress

Os temas, ou templates, têm por objetivo modificar e personalizar a aparência do site para quem o visita. Ao contrário dos plugins, em que é possível ter diversos instalados simultaneamente, apenas um tema pode ser usado por vez. É possível alterar completamente a aparência de um site apenas com a instalação de um novo tema. Além disso, os temas podem oferecer recursos extras incorporados no tema, evitando a instalação de alguns plugins para determinadas funcionalidades. Milhares de temas gratuitos estão disponíveis no diretório de temas.

Também é possível encontrar plugins e temas pagos para o seu site. Geralmente esses plugins e temas oferecem recursos e layouts diferenciados e que não são encontrados no diretório gratuito do WordPress. Se você pretende ter um site com bastante personalidade e recursos especiais, vale a pena dar uma olhada em uma dessas opções. Ao comprar um plugin ou tema, você paga apenas uma vez e pode fazer download do produto para instalá-lo em seu próprio site. Um site bastante conhecido para a compra de temas pagos é o ThemeForest. Lá, é possível encontrar temas a partir de US$ 39.

Outras opções de sites para compra de tema incluem o Mojo Marketplace, Elegant Themes, Template Monster, e muitos outros. Para plugins, o site CodeCanyon disponibiliza uma infinidade de plugins, que podem ser comprados a partir de US$ 3.

Compatível com dispositivos móveis

O painel de administração do WordPress é compatível com dispositivos móveis, ou seja, seus recursos podem ser administrados através de um celular ou tablet com acesso à internet. Naturalmente, alguns recursos, como a edição de imagens, são mais confortáveis de serem utilizados em um computador, mas isso não impede que se faça uma edição ou atualização de um post ou página em qualquer lugar.

wordpress painel mobile

Além da versão responsiva, também existe um aplicativo para Android e iOS para gerenciar seu site em dispositivos destas plataformas.

A maior parte dos temas, que é a parte que ficará visível para o leitor, também está preparada para mobile. Ainda assim, é importante certificar-se de que o tema em questão é responsivo antes de instalá-lo.

Instalação

Instalar WordPress

A instalação do WordPress é bem simples. Se você assina ou pretende assinar um serviço de hospedagem de sites, é possível que a empresa ofereça a instalação automática do WordPress. Esse é o caso das principais empresas de hospedagem no Brasil, como HostGator, UOL Host e Locaweb (veja outras aqui). Algumas empresas também oferecem serviços de hospedagem especiais para o WordPress. Em geral, essas hospedagens especializadas oferecem servidores otimizados para a plataforma e alguns recursos extras, como backup e controle de versão.

Se você é desenvolvedor/designer ou apenas curioso e pretende instalar o WordPress manualmente, o processo também é bastante simples. Você precisará apenas de um servidor Linux com PHP e um banco de dados MySQL. O processo em detalhes está descrito na página de instalação do WordPress. Vale lembrar que ele também pode ser instalado em um ambiente local (ex: seu computador), o que é ótimo para experimentações e testes de recursos.

Atualizações

atualizações wordpress

O WordPress é mantido e disponibilizado gratuitamente por uma empresa chamada Automattic. A cada ano, a empresa disponibiliza cerca de 3 upgrades de versão e diversos upgrades menores da plataforma (melhorias de segurança e correções de bugs). Para garantir que você terá sempre a versão mais moderna e mais segura da ferramenta, é importante mantê-la sempre atualizada.

Se você estiver usando o WordPress.com, os upgrades serão feitos automaticamente. No caso de instalações externas do WordPress, a responsabilidade pela atualização fica a cargo do administrador do site. Em algumas empresas que oferecem o serviço de hospedagem especial para o WordPress, é possível que as atualizações de versão e de segurança já ocorram de forma automatizada. Em hospedagens de site tradicionais, isso geralmente não ocorre.

O processo de atualização manual é simples e, com alguma prática, pode ser bem rápido. Antes de iniciá-lo, no entanto, é importante fazer um backup dos arquivos do seu site e também da base de dados. Mais detalhes podem ser encontrados na documentação oficial da ferramenta.

Como o WordPress pode ser usado

Como dissemos acima, por ser uma ferramenta flexível, o WordPress pode ser empregado em diversos cenários. Entretanto, podemos destacar algumas situações nas quais a plataforma se encaixa como uma luva. São elas:

  • Blogs e redes de blogs;
  • Sites institucionais e pequenos portais;
  • Lojas virtuais de pequeno porte (com o plugin WooCommerce);
  • Fóruns de discussão (com o plugin bbPress);
  • Sites em mais de um idioma;
  • Sites de ensino/cursos;

E muitos outros!

Para quem o WordPress é indicado

Mesmo se você tiver identificado o seu projeto na lista acima, talvez ainda poderá estar pensando: “Mas será que o WordPress é pra mim?“. Essa dúvida é perfeitamente normal para aqueles que nunca usaram a ferramenta. Então se você…

  • Valoriza a liberdade e deseja ter controle total da aparência e dos recursos do seu site;
  • Tem planos para expandir seu site ou projeto no futuro;
  • Quer uma plataforma duradoura e que acompanhe o avanço da tecnologia;
  • Tem algum tipo de conhecimento em desenvolvimento web ou está disposto a contratar um profissional para isso;
  • Quer fazer SEO (otimização para os mecanismos de busca) com o seu site.

… experimente o WordPress! Se você se identificou com pelo menos um dos itens listados acima, vale a pena considerá-lo para o seu projeto.

Conclusão

Como vimos, o WordPress pode ser uma poderosa ferramenta para a criação de sites, adaptando-se a diversos tipos de propósitos e cenários. Apesar de não ser indicado para todos os tipos de situação (ex.: grandes lojas virtuais), é possível estender os recursos do CMS através da instalação de plugins para que ele se transforme em uma infinidade de coisas. E a possibilidade de instalar temas customizados pode deixar o site com a aparência que você desejar.

Manter o seu site atualizado também será algo fácil nesta plataforma, afinal, atualizações e upgrades são lançados com frequência, o que mantém o sistema seguro e moderno. Além disso, se você cansar da aparência atual do seu site, pode transformá-lo completamente através da instalação de um novo tema ou template.

Está esperando o quê? Não tenha medo de experimentar o WordPress!

Por:

Designer, desenvolvedor web e um dos fundadores do Tudo sobre Hospedagem de Sites. Entusiasta do WordPress e apaixonado por tecnologia em geral. Acredita que a internet está ajudando a tornar o mundo um lugar melhor de se viver. =)

Deixe um comentário