O que é tráfego, transferência e largura de banda?

tráfego, transferência e largura de banda

Seja você um novato ou alguém experiente em temas relacionados à hospedagem de sites, é provável que já tenha esbarrado em termos como tráfego, transferência e largura de banda. Muitas vezes usados como sinônimos, é importante saber o que significam e a diferença entre eles.

Neste artigo, vamos esclarecer e diferenciar o significado de tráfego, transferência e largura de banda. Também vamos descobrir quais são as limitações impostas pelas empresas de hospedagem de sites e como evitar que o seu site seja afetado por eventuais restrições.

Tráfego e transferência

Tráfego e transferência são sinônimos, ou seja, significam a mesma coisa. Algumas empresas optam por usar apenas tráfego, enquanto outras escolhem apenas transferência. No final das contas, podemos usar qualquer um dos dois termos. Tráfego e transferência são termos muitas vezes confundidos com largura de banda, mas isso é um equívoco.

Na área da computação, tráfego (ou transferência), é a quantidade de dados (bytes) trocados entre dois pontos de rede em determinado período. No universo de hospedagem de sites, isso se aplica à qualquer dado trocado entre o servidor de hospedagem e computadores externos, como por exemplo, o carregamento das páginas de um site. Mas nessa conta também devemos considerar tudo o que entra e sai de um servidor, como por exemplo, e-mails e a troca de arquivos feita em programas de FTP.

As empresas de hospedagem utilizam um período de tempo pré-definido para medir o tráfego de dados que pode ser utilizado. Geralmente o intervalo escolhido é mensal, o que indica a quantidade de dados transferidos entre o servidor e os computadores de seus usuários no período de 1 mês.

Vale lembrar que a palavra tráfego também pode ser utilizada para se referir à audiência de um site. Nesse caso, refere-se ao tráfego de visitantes, e não de dados, como estamos fazendo neste artigo.

Em resumo, podemos dizer que o tráfego, ou transferência, é a quantidade de dados que trafegam pelo servidor em um intervalo de tempo pré-definido.

Largura de banda

Largura de banda é a capacidade de transferência de dados. Essa capacidade está diretamente relacionada com a velocidade. Pra exemplificar, entre os provedores de internet, é muito comum encontrar planos vendidos em pacotes de velocidade. Por exemplo, um pacote de internet com 20 Mb significa que você pode fazer o download de um arquivo e que a velocidade de download será de até 20 Megabits por segundo. Se você desejar baixar vários arquivos ao mesmo, a velocidade de download de cada arquivo será reduzida, para que caiba dentro da largura de banda oferecida em seu plano.

Levando esse conceito para o universo de hospedagem de sites, a largura de banda é a capacidade máxima de transferência de dados do plano de hospedagem. Assim, quando vários usuários estão em seu site requisitando páginas e arquivos ao mesmo tempo, a largura de banda será compartilhada entre eles. Um site com uma largura de banda restrita, mas com muitos acessos, passará por momentos de lentidão, pois a capacidade de transferência de dados terá que ser dividida entre todos os visitantes daquele site em dado momento.

Em resumo, largura de banda é a capacidade máxima de transferência de dados de um servidor de hospedagem.

Diferenciando tráfego, transferência e largura de banda

Tráfego de carros em um túnel

Para facilitar a diferenciação entre os termos, vamos fazer uma comparação com o mundo real. Podemos pensar na largura de banda como um túnel em uma estrada. Quanto maior a largura do túnel e o número de pistas, mais carros podem passar por ele ao mesmo tempo. Em momentos de muito trânsito, com muitos carros precisando passar por lá, o túnel poderá engarrafar e até mesmo parar por conta do alto tráfego.

Nesse exemplo, o tráfego, ou transferência, seria o número de carros que passam pelo túnel em um determinado período de tempo, um mês, por exemplo. Assim, nosso túnel imaginário poderia ter a largura de banda de 4 carros e a transferência mensal de 100 mil carros, por exemplo.

Limitações de tráfego e largura de banda impostas pelas empresas de hospedagem

As empresas de hospedagem geralmente impõem limites quanto ao tráfego mensal utilizado em cada plano. O mesmo ocorre para a largura de banda, já que sempre existirá uma capacidade máxima de transferência de dados. Quanto maior a largura de banda, maior será a capacidade de transferir dados. Em outras palavras, maior será a velocidade no download e/ou upload de arquivos.

A transferência mensal está diretamente relacionada com o tamanho de sua audiência e com o peso dos arquivos que você utiliza para carregar cada página do seu site. Quanto maior sua audiência, maior será o consumo da transferência mensal permitida.

É comum encontrar também, empresas que oferecem planos com transferência ilimitada. Isso não quer dizer que você poderá usar níveis de transferência altíssimos, mas apenas que não há um valor definido para o tráfego de dados. Caso o seu site utilize um nível de recursos que prejudique outros clientes no mesmo servidor, você poderá ter o site suspenso temporariamente ou até mesmo bloqueado.

Nem sempre estas informações estão claras para o consumidor nos sites das empresas de hospedagem. Por isso, é importante ler atentamente o contrato de prestação de serviços de hospedagem.

Como os níveis de transferência e largura de banda podem afetar meu site?

Considere que o tráfego do seu site utiliza com frequência a largura de banda total disponível. Quanto menor a largura de banda e maior o tráfego, mais lento será o carregamento do seu site, independente da velocidade de conexão da internet do usuário. Este é um dos motivos pelo qual, às vezes, o download de um arquivo pode ser bastante lento, apesar de temos um plano de internet de alta velocidade. O problema não está no computador do usuário ou em sua conexão à internet, mas sim no servidor no qual o arquivo está hospedado, que não consegue atender tantas requisições com a velocidade adequada àquela audiência.

À medida que a audiência do seu site cresce, mais largura de banda será necessária para que os visitantes possam navegar com certo conforto (velocidade). Lembra-se da comparação que fizemos com um túnel? Pois então, em um site com muito tráfego e pouca largura de banda, o túnel fica engarrafado e o tráfego de dados ocorrerá mais lentamente.

Em situações extremas, os visitantes de um site com muitos acessos podem literalmente ter que esperar em uma fila, aguardando a sua vez de carregar o conteúdo de uma página. Esse processo não é transparente para o usuário, que experimenta apenas seu efeito, ou seja, lentidão para carregar páginas e solicitações daquele site.

Caso este tráfego seja maior do que a capacidade do servidor de processar requisições, o servidor pode até mesmo congelar e deixar o site fora do ar por algum tempo. Esse cenário (muitas requisições em um único site) pode ser provocado artificialmente para derrubar um site, ação também conhecida como ataque DDoS.

Como reduzir o consumo de transferência e largura de banda

É claro que ninguém quer manter a audiência de um site baixa para evitar problemas com a hospedagem. Muito pelo contrário: quanto mais visitantes, melhor! Apesar disso, é importante ter em mente que mais visitantes significam maior consumo do tráfego mensal disponibilizado no seu plano de hospedagem. Para evitar problemas, existem algumas medidas que podem ser tomadas para reduzir o consumo de banda mensal. Vejamos algumas:

Otimize o carregamento das páginas do seu site

Um site leve carrega mais rápido e consome menos tráfego. É bom para o usuário e bom para o dono do site. Se você utiliza um tema ou template, procure por um que seja comprovadamente leve. O mesmo vale para criadores de sites. Dependendo da plataforma, muito código desnecessário pode ser utilizado.

Use uma ferramenta de otimização de páginas para identificar os pontos que podem ser otimizados em seu site. Existem diversas ferramentas, gratuitas e pagas para isso. Uma delas é o Page Speed Insights, do Google.

Otimize as imagens e arquivos do seu site

Este item está diretamente relacionado ao anterior, mas as imagens podem aumentar tanto o consumo de banda que merecem uma atenção especial. Quanto mais leves, melhor. Faça um balanço entre o tamanho e a qualidade da imagem. Se design não é sua praia, use uma ferramenta de compressão sem perdas, como o Tiny PNG. Submeta todas as imagens que pretende publicar no site. Antes de publicá-las, ok? 😉

Não hospede áudio/vídeo em seu site

Arquivos multimídia podem ser grandes violões de tráfego em sua hospedagem. Se você deseja inserir um vídeo em seu site, escolha usar um serviço externo, como o YouTube ou o Vimeo. Depois de hospedar o vídeo por lá, faça apenas a inclusão do mesmo no seu site, via código embed. Assim, o usuário vai gastar apenas o tráfego do serviço de vídeos, e não o da sua hospedagem.

O mesmo vale para músicas e arquivos de áudio. Eles podem ser hospedados em serviços especializados, como o SoundCloud, por exemplo, e inseridos em seu site posteriormente.

Monitore regularmente o consumo de tráfego de seu site

Por último, mas não menos importante, monitorar o consumo de banda de seu site é fundamental para entender o quanto do tráfego mensal está sendo consumido. Criar uma rotina de verificação pode te ajudar a identificar possíveis padrões de uso e evitar problemas inesperados, como a lentidão do site. Ou até mesmo evitar que ele fique fora do ar por ultrapassar o limite contratado em seu plano.

As melhores empresas de hospedagem possuem, dentro do painel de controle, um medidor do consumo de banda. Assim, o cliente pode realizar esse acompanhamento sempre que desejar. Se você está com dificuldades em encontrar essa informação em sua hospedagem, entre em contato com o suporte da empresa e peça que eles lhe indiquem o caminho.

Conclusão

Neste artigo, aprendemos o que é largura de banda e transferência, bem como a diferença entre estes termos. O conhecimento destes itens é fundamental para todos os que desejam administrar o seu próprio site na internet.

Vimos também algumas maneiras de reduzir o consumo de banda e como ficar de olho no uso destes recursos em sua hospedagem.

Ficou com alguma dúvida ou quer acrescentar alguma informação? Deixe um comentário! Será um prazer ajudá-lo.

Por:

Designer, desenvolvedor web e um dos fundadores do Tudo sobre Hospedagem de Sites. Entusiasta do WordPress e apaixonado por tecnologia de um modo geral. Acredita que a internet está ajudando a tornar o mundo um lugar melhor de se viver. =)

2 Comentários

  1. Marcelo Bittencourt Linhares

    Parabéns Bill !!

    Esse assunto sempre gera polêmica, e sua explicação e exemplificação foi muito show.

    Responder
    • Bill Bordallo

      Olá, Marcelo!
      Que honra ver você por aqui 🙂
      Obrigado pelo comentário! Fico feliz em saber que o artigo está sendo útil.
      Um abraço.

      Responder

Deixe um comentário