7 dicas para montar um site WordPress profissional

7 Dicas para montar um site WordPress profissional
Construir um site pode ser uma tarefa fácil ou difícil, dependendo do seu nível de conhecimento no assunto. Para nossa sorte, ferramentas cada vez mais amigáveis e profissionais estão se multiplicando na internet, como o WordPress. Graças à suas possibilidades de customização e facilidade no uso, o sistema vem sendo utilizado tanto por leigos quanto por profissionais experientes na área.

Neste artigo, vamos passar por um check list básico para qualquer pessoa, experiente ou não, que deseja montar um site WordPress profissional. Passando por 7 etapas, você não apenas estará apto a ter o seu próprio site, como também já começará com alguma vantagem em relação àqueles que ignoram estas questões.

1 – Faça um planejamento básico

Planejamento site WordPress

Planejamento é algo que deve ser considerado antes do início de qualquer projeto. Na construção de um site não poderia ser diferente. Use este artigo como ponto de partida e invista algum tempo em listar tudo o que precisará fazer até a publicação do seu site. Não se preocupe em ser muito detalhado, se não quiser. Uma simples lista de tarefas já será de grande ajuda, desde que ela reflita o que efetivamente precisará fazer durante a execução do projeto.

Não se preocupe em ser muito detalhado (…). Uma simples lista de tarefas já será de grande ajuda.

Você pode criar sua lista de tarefas em um documento de texto simples, mas se quiser usar uma ferramenta mais interessante, existem muitos aplicativos gratuitos que poderão ajudá-lo(a) bastante na criação do seu planejamento. Um dos preferidos por aqui é o WorkFlowy, mas opções, como o Trello e o Wunderlist são igualmente úteis e interessantes, para citar apenas alguns.

Portanto, controle um pouco a ansiedade e faça o mínimo de planejamento antes de colocar a mão na massa. Isso fará grande diferença no futuro.

2 – Escolha cuidadosamente o tema/template

Quando se trata da aparência do site, pequenos detalhes podem fazer grande diferença. Ainda bem que o WordPress oferece uma infinidade de temas, gratuitos ou pagos, que poderão ser instalados e configurados com poucos cliques. Um deles certamente poderá se encaixar no que deseja para o seu próprio site.

Mas antes de dar a palavra final e instalar o tema, faça algumas perguntas para si mesmo, para verificar se sua escolha está sendo acertada. Por exemplo:

  • Se você tem um logotipo, o tema escolhido está alinhado com sua marca?
  • As cores do tema estão em harmonia com a sua marca?
  • O tema precisará de muita customização para ficar do jeito que você deseja?
  • Ele possui os recursos básicos necessários para o seu site?
Avaliação tema WordPress

Exemplo de tema no diretório do WordPress.org, com avaliação dos usuários e link para o fórum de suporte.

Além dos itens acima, também é importante verificar também se o tema não possui bugs ou outros problemas. Para isso, verifique a reputação do tema, ou seja, o que outros usuários acharam do tema e se a pessoa que o criou oferece suporte e atualizações constantes.

Se você escolheu o tema pelo painel de administração do WordPress, o tema deverá estar listado no diretório de temas do WordPress, disponível em wordpress.org/themes. Ao clicar em um tema, você verá à direita a classificação dada pelos usuários. Se clicar no botão View Support Forum, você poderá ver as dúvidas e problemas reportados pelos usuários daquele tema específico no fórum do WordPress. Com essas informações em mãos, será mais fácil avaliar se o tema serve ou não para você.

3 – Planeje antecipadamente os plugins que precisará ter em seu site

Plugin para WordPress

Plugins estão para o WordPress assim como a tecnologia está para nós humanos, ou seja, um plugin pode aumentar consideravelmente o número de recursos que um tema WordPress oferece por padrão. Mas antes de sair por aí instalando todos os plugins que encontrar pela frente, algumas considerações são importantes.

Tenha em mente que cada plugin aumentará um pouco o tempo de carregamento do site. Isso ocorre porque cada plugin contém um script que será processado juntamente com o seu site no momento em que um usuário clica para acessar uma página. Por isso, escolha cuidadosamente os plugins que deseja instalar e pergunte-se se ele será mesmo necessário para o seu site.

Alguns plugins, como veremos a seguir, são essenciais, enquanto outros, podem e devem ser evitados. Avalie a reputação do plugin, da mesma forma que fez para o tema, olhando tanto a classificação dos usuários quanto o fórum de suporte daquele plugin especificamente.

4 – Faça as configurações básicas de SEO (muito importante)

mecanismos de buscaO termo SEO significa Search Engine Optimization, em português, otimização para mecanismos de busca. Se você quer divulgar o seu site para um público completamente novo, deve contar com os mecanismos de busca, sendo o Google o principal deles.

Uma série de fatores define o posicionamento do seu site em uma busca, como por exemplo o tipo de conteúdo e a importância de suas páginas para determinado assunto. No entanto, para ficar bem posicionado, é fundamental que o seu site tenha uma estrutura de código amigável aos buscadores, que fazem diariamente uma leitura automatizada de milhões de sites em todo o mundo.

Felizmente existem boas soluções prontas para te ajudar a deixar o seu site search-friendly. Um dos melhores plugins para esse fim é o Yoast SEO. Criado por uma empresa especializada no assunto, o plugin é gratuito e te ajuda a configurar itens fundamentais para um bom SEO, como editar o título e as meta-informações de todas as páginas, criar e submeter um sitemap para os buscadores e muito mais! Veja mais informações sobre o plugin em wordpress.org/plugins/wordpress-seo.

5 – Faça a instalação do Google Analytics

“Aquilo que não se pode medir, não se pode melhorar”, disse o físico Irlandês Lorde Kelvin no século XIX. Essa afirmação vale para tudo que pode ser melhorado de alguma maneira. Na internet isso não poderia ser diferente. Para ter sucesso em um empreendimento digital, é fundamental definir e acompanhar alguns indicadores relacionados ao desempenho e à evolução do seu site. Alguns dos indicadores nos quais você deve ficar atento incluem o número de visitantes, a origem das visitas e o tempo médio de permanência no site.

O Google Analytics é uma ferramenta poderosa e 100% gratuita, fornecida pelo Google. Pra usá-la, você precisa apenas ter uma conta Google (um Gmail). Para começar a usar a ferramenta, você precisará cadastrar o seu site no Google Analytics (google.com/analytics) e inserir um pequeno script em seu site. No caso do WordPress, você não precisará lidar com edição de código, basta instalar o plugin Google Analytics by Yoast e inserir o seu número de cadastro no campo apropriado, após a instalação.

Painel Google Analytics WordPress

Outra grande vantagem do plugin é a possibilidade de excluir do relatório as visitas dos administradores do site. Em muitos momentos você navegará por várias páginas do site (por exemplo, enquanto cria e edita uma página). Você não vai querer que suas visitas sejam somadas à de visitantes legítimos do site. Com o plugin Google Analytics by Yoast, você poderá definir quais perfis de administração deseja não inserir nos relatórios, entre muitas outras possibilidades de configuração.

Além do mencionado acima, o plugin também oferece a visualização das principais estatísticas de visita dentro do próprio painel do WordPress. Muito útil!

6 – Configure o compartilhamento nas redes sociais

Além dos mecanismos de busca, as redes sociais podem ser grandes aliadas quando o assunto é gerar tráfego para o seu site. Por isso, é importante facilitar a vida dos seus leitores e disponibilizar maneiras simples de compartilhamento de conteúdo nas redes sociais. O plugin Yoast SEO, que mencionamos acima, oferece a possibilidade de incrementar o compartilhamento nas redes sociais, através da inserção de meta-informações no cabeçalho da página, que são lidas pelas principais redes, como o Facebook e o Twitter. Assim, quando alguém copiar um link do seu site e colar no Facebook, por exemplo, ele já trará o título da página, um pequeno resumo e uma imagem, se esta estiver disponível no campo imagem destacada, do WordPress. Somente este recurso já seria muito útil, mas é possível melhorar ainda mais.

Simple Share Buttons Adder WordPress Plugin

Simple Share Buttons Adder – Plugin para WordPress

É interessante ter também o compartilhamento sempre à mão em cada página do site. Para isso, existem plugins que podem facilitar bastante este trabalho, como o AddThis Sharing Buttons. O plugin é bastante customizável e oferece a possibilidade de inserção de botões de compartilhamento de dezenas de redes sociais. Você também pode escolher em quais páginas ou tipo de páginas deseja inserir o plugin.

Além do AddThis, exitem muitas outras opções, como o Social Media and Share Icons e o Simple Share Buttons Adder.

7 – Escolha uma boa hospedagem de sites para o seu WordPress

Hospedagem WordPress

No planejamento do seu site WordPress não pode faltar um dos itens mais importantes: a escolha de uma boa hospedagem de sites. O WordPress possui requisitos de instalação bastante comuns e que muitas empresas oferecem. No entanto, para que ele tenha um bom desempenho, é fundamental escolher uma empresa que ofereça o melhor ambiente possível para a plataforma. Bom desempenho, no que diz respeito ao WordPress, significa que a resposta do servidor será rápida, assim como o carregamento das páginas. Naturalmente, o carregamento rápido não é exclusivamente de responsabilidade da hospedagem, outros fatores de configuração do site também contam, mas não adianta ter um site otimizado e leve se o servidor não responde à altura.

A boa notícia é que o WordPress tem se tornado tão popular que algumas empresas oferecem planos exclusivos para a plataforma (conheça as melhores hospedagens para WordPress). No Brasil, empresas como a HostGator, oferecem uma ótima relação custo/benefício, com planos exclusivos para a plataforma a partir de R$ 19,99. Para aqueles que tem facilidade com o inglês, uma boa pedida é a DreamHost, que hospeda sites WordPress em servidores virtuais (VPS), com armazenamento em SSD, a partir de US$ 5,78.

Conclusão

Outros fatores, tão importantes quanto os listados acima, farão diferença para o sucesso do seu site, como por exemplo a escolha do domínio e o tipo de conteúdo que será publicado. Todavia, se você considerar os 7 itens descritos neste artigo, certamente terá um excelente ponto de partida para lançar o seu site WordPress. E que ele seja um sucesso!

Gostou do que leu? Possui alguma dúvida? Deixe um comentário e vamos conversar.

,

Publicado originalmente em 23/10/2015 - Atualizado em 22/10/2017

Por:

Tudo Sobre Hospedagem de Sites é um site independente e que se propõe a ser exatamente o que sugere seu nome: uma fonte de conhecimento relevante sobre o universo de hospedagem de sites.

2 Comentários

  1. RICARDO ESTEPHAN

    Excelente site, extremamente informativo e funcional,
    Parabéns

    Responder
    • Redação
      Equipe Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Obrigado pelo comentário, Ricardo. 🙂

      Responder

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados. Então, seu comentário não será exibido imediatamente após o envio.
Mas fique tranquilo(a), porque ele será respondido em breve. 😉