CMS: conheça este sistema e suas vantagens na criação de sites

CMS: conheça este sistema e suas vantagens

Com o avanço do comércio online, muitas empresas estão vendo a necessidade de procurar um lugar na rede por meio de uma loja virtual, um site, um blog ou outro tipo de aplicativo.

Os números apontam para o crescimento dos negócios na internet, e um dos motivos é a praticidade para um cliente poder realizar uma compra. Com apenas alguns cliques, o usuário pode entrar em várias lojas virtuais, pesquisar o melhor preço e fazer compras sem sair de casa.

Percebendo que essa é uma realidade que veio para ficar, empresários de diversos setores estão investindo alto na sua presença online, e para isso, constroem sites para atender aos seus públicos e aumentar os lucros das suas empresas. Porém, alguns param diante desse desafio — a criação de sites — por receio de que seja oneroso para ser construído e mantido.

Quem mais se encaixa nesta situação são os pequenos empresários, que, como alternativa, recorrem às redes sociais para divulgar seus produtos. O que até é uma boa opção, mas que não substitui a necessidade e os benefícios de ter um endereço virtual próprio.

Nesse sentido, será que existem opções para as empresas que escolhem manter um orçamento baixo para a criação de um site? A resposta é sim. Atualmente, existem diversas opções para criação de sites de baixo custo.

Neste artigo, vamos conhecer uma modalidade chamada de CMS. Por meio dela, muitos estão tendo essa oportunidade de montar e publicar o seu próprio site a um baixo custo. Acompanhe-nos e entenda o que é um CMS e como ele pode ajudar o seu negócio!

O que é CMS?

A sigla CMS (Content Management System, ou Sistema de Gerenciamento de Conteúdo, em português) define esse tipo de sistema, que permite que o usuário crie seu site, blog, loja virtual, fórum e outros, através de uma plataforma desenvolvida para esta finalidade.

Como o próprio nome diz, esse tipo de sistema permite que você gerencie todo o conteúdo do seu site através de uma interface de gerenciamento amigável. Assim, você pode editar as imagens, os textos, bem como escolher um layout de sua preferência, sem ter que lidar com linhas de código ou depender do trabalho de uma pessoa especializada. Em geral, os CMSs são práticos e fáceis de usar, sendo o seu gerenciamento feito através de qualquer navegador de internet.

As vantagens de um CMS

Assim como nos criadores de sites, uma das vantagens de um CMS é a liberdade que esta plataforma oferece à pessoa que quer criar um site. É possível personalizar seu portal sem precisar conhecer técnicas de programação, e assim, não ficar dependente dos serviços de um programador profissional. Até mesmo a instalação da ferramenta pode ser feita de forma automática na maioria das empresas de hospedagem. É verdade que, para customizações e personalizações específicas, você poderá sentir a necessidade de contar com um especialista para realizar a tarefa. Mas essa definitivamente não é uma condição de uso deste tipo de plataforma. Há milhares de não-profissionais publicando sites baseados em CMSs por conta própria mundo afora.

Outras vantagens deste tipo de ferramenta incluem a ampla documentação e suporte dado pela comunidade de usuários. É possível encontrar guias gratuitos para praticamente qualquer tipo de customização que se deseje fazer. Além disso, os CMSs, notadamente aqueles de código aberto, são atualizados com frequência, o que traz segurança e melhorias constantes para todos que o utilizam.

Podemos destacar também a inclusão de plugins como mais uma vantagem dos CMSs. Os plugins adicionam diversas funções ao site — como registro de e-mail para visitantes, botões de compra, formulários de contato, inclusão de mapas, criação de enquetes, e muitas outras. Através do uso de plugins específicos, por exemplo, é possível melhorar as técnicas de SEO da página, facilitando o site ser encontrado em páginas de busca, como o Google.

A flexibilidade é outro fator oferecido pelo CMS na criação de sites, pois o sistema pode atender às necessidades da sua empresa enquanto ela se desenvolve. Tanto uma pequena empresa quanto uma multinacional podem desfrutar da ferramenta e expandir seus recursos à medida que sua presença online evolui.

Quanto custa um CMS?

Existem CMSs gratuitos e pagos. É importante entender que o nome CMS refere-se a qualquer tipo de plataforma que pode gerenciar conteúdos de maneira dinâmica. Sendo assim, muitas empresas desenvolvem seus próprios sistemas e CMSs, que podem ser vendidos ou alugados para seus clientes. Chamamos esse tipo de plataformas de CMSs proprietários. Neles, nem sempre o código-fonte do sistema poderá ser modificado livremente, o que cria uma dependência entre fornecedor e cliente. O custo para utilizar um CMS deste tipo poderá variar muito, dependendo dos recursos do sistema e do tipo de serviço oferecido pela empresa que disponibiliza o CMS.

No entanto, como veremos daqui a pouco, alguns gerenciadores de conteúdo de código aberto (open source) se destacam por serem gratuitos e por sua ampla utilização. O WordPress, por exemplo, é utilizado em mais de 60 milhões de sites em todo o mundo, o que representa cerca de 26% de todos os sites do globo. Uma das explicações para tanto sucesso é a possibilidade de se modificar e estender os recursos da plataforma livremente.

Em torno dos CMSs gratuitos e open source desenvolveu-se um mercado de empresas e profissionais que, entre outras coisas, criam temas (templates) e plugins para incrementar os recursos dos sites criados nessas plataformas. Esses temas e plugins geralmente oferecem recursos extras e especializados, geralmente não encontrados nos diretórios gratuitos. É possível comprar um novo layout para o seu site ou um novo recurso pagando muito pouco. Em sites especializados, como o ThemeForest, um template para WordPress custa pouco mais de 30 dólares.

Em outros casos, empresas e profissionais oferecem serviços específicos para esse tipo de ferramenta. Por exemplo, se você deseja ter um site com um design exclusivo, poderá contratar uma empresa ou um web designer para criar e desenvolver este layout e aplicá-lo no seu CMS. O custo deste trabalho dependerá de diversos fatores, como a complexidade do tema e a plataforma escolhida para o seu site.

CMSs gratuitos e populares para sites, blogs e lojas virtuais

Como vimos, entre os CMSs disponíveis, existem plataformas gratuitas e pagas. Separamos aqui quatro sistemas de gerenciamento de conteúdo bastante populares e totalmente gratuitos. Todos os gerenciadores de conteúdo listados abaixo podem ser instalados em qualquer hospedagem de sites compatível e podem ser usados livremente.

WordPress

wordpress logoÉ o CMS mais popular no momento. Fácil de instalar e operar, o WordPress conta com a participação de uma comunidade gigantesca de usuários. Seu sucesso não é sem motivos: a plataforma disponibiliza uma enorme variedades de temas, plugins e tutoriais, que podem ser encontrados em dezenas de idiomas.

Disponibilizado em duas versões, o WordPress atende tanto o usuário que quer a comodidade de uma plataforma com tudo incluído (WordPress.com) quanto o que prefere controlar e personalizar todos os aspectos técnicos do site (WordPress.org).

O WordPress é popular tanto entre empreendedores, que desejam publicar por conta própria seu negócio na internet, até grandes empresas, como a CNN e a Disney. Se você duvida, dá uma olhada nesses sites famosos que foram construídos com WordPress.

Joomla

Joomla logoAssim como o WordPress, o Joomla (pronuncia-se djumla) possui uma grande variedade de temas e plugins e uma comunidade bastante participativa. Com esta plataforma é possível construir sites dos tipos mais variados, indo desde blogs pessoais à portais de informação.

Drupal

Drupal logoAssim como as anteriores, o Drupal é uma ferramenta profissional para a criação de sites. Grandes portais, como o site das Olimpíadas Rio 2016 e o site da Casa Branca, foram construídos utilizando este CMS, que pode ser usado tanto em projetos simples quanto em sistemas mais complexos.

Possui uma comunidade mais especializada tecnicamente, não sendo indicado para quem está construindo seu primeiro site. Por ser open source, disponibiliza com frequência atualizações e aperfeiçoamentos em seu sistema. Mais informações podem ser encontradas na comunidade Drupal Brasil.

Magento

Magento logoO Magento é uma plataforma versátil e voltada exclusivamente para a criação de lojas virtuais. Através deste CMS é possível gerenciar diversos aspectos de um e-commerce, como estoque, promoções, cálculo de frete e muitos outros. Também é possível cadastrar um número ilimitado de produtos na loja e realizar a integração com diversos meios de pagamento. O Magento pode ser usado em lojas virtuais de todos os tamanhos.

Conclusão

Não temos dúvidas de que os gerenciadores de conteúdo, especialmente os de código aberto, vieram para democratizar a criação de sites e ajudar empreendedores e empresas a terem seu próprio espaço virtual fazendo um investimento baixo. É importante mencionar que a lista de CMSs disponíveis na internet não se limita aos citados aqui.

Se você também deseja publicar o seu próprio site utilizando um CMS, que tal começar com o WordPress? Neste tutorial nós ensinamos como criar um site WordPress. Em apenas quatro passos você também poderá ter o seu próprio site. Confira!

, ,

Publicado originalmente em 6/10/2016 - Atualizado em 20/04/2018

Por:

Tudo Sobre Hospedagem de Sites é um site independente e que se propõe a ser exatamente o que sugere seu nome: uma fonte de conhecimento relevante sobre o universo de hospedagem de sites.

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados. Então, seu comentário não será exibido imediatamente após o envio.
Mas fique tranquilo(a), porque ele será respondido em breve. 😉