WordPress gratuito ou pago: descubra qual é o mais indicado para você

WordPress gratuito ou pago?

Todo mundo sabe como é fácil criar um site hoje em dia. Com uma ideia na cabeça e um computador (ou celular) com internet é possível publicar um site em minutos. E o melhor, sem gastar um tostão.

E é dessa forma que muitos começam na internet. Graças às ferramentas gratuitas, como o WordPress.com, que permitem criar site e blogs com facilidade e sem custo. E se para alguns, o site é apenas um hobby, para outros é profissão. Nesse momento surge a dúvida: quando investir em um plano pago?

Se você tem ou quer ter um site ou blog no WordPress, esse artigo é para você! Nele vou explicar todos os recursos de cada modalidade do WordPress.com, para que você possa avaliar e decidir qual é a mais indicada para você. Vamos lá?

Diferenças: WordPress gratuito x WordPress pago

Antes de detalhar as diferenças entre as modalidades de planos do WordPress, fiz o resumo abaixo, para quem busca uma análise mais objetiva.

Lembrando que estamos comparando as modalidades do WordPress.com, que é a versão hospedada pela própria empresa. Caso você esteja procurando o WordPress que é instalado em uma hospedagem externa, confira esse artigo que fala sobre o WordPress.org.

Em qual situação você se encaixa?WordPress gratuitoWordPress pago
Estou apenas experimentando a ferramentax 
Preciso de um site/blog e não tenho recursos financeirosx 
Meu site ou blog é apenas um hobbyx x
Estou começando e ainda não sei se vai dar certoxx
Quero criar um site ou blog profissional x
Meu projeto terá grande personalização e funcionalidades x
Pretendo gerar receita com o meu blog ou site x
Planejo criar uma loja virtual com o WordPress x

Ver planos no site do WordPress.com

Como vimos, a escolha pelo WordPress pago ou gratuito depende do momento e das necessidades do seu projeto online. Nem sempre optar pelo plano pago é a melhor escolha.

Agora vamos analisar os recursos oferecidos em cada modalidade, explicar para que servem e em quais situações são importantes. Assim você terá as informações necessárias para tomar a decisão certa. 🙂

Domínio personalizado

O domínio é uma das diferenças mais marcantes entre as modalidades gratuita e paga do WordPress.com. Quando criamos um site ou blog gratuito nessa ferramenta, somos obrigados a utilizar um endereço dentro do domínio WordPress.com. Na versão paga, podemos utilizar qualquer domínio.

Funciona da seguinte maneira: no WordPress gratuito, ao escolher o nome do site, ele automaticamente coloca o wordpress.com no endereço. Então seu endereço tem uma estrutura parecida com: meublog.wordpress.com. O mesmo ocorre com outras plataformas gratuitas, como Blogger e Wix. Na verdade, o que você está usando é um subdomínio do WordPress.com.

Mais recentemente o WordPress.com criou novos endereços gratuitos, especialmente para blogueiros. Em vez do final wordpress.com, agora também é possível criar endereços dentro de um subdomínio .blog, como meunome.design.blog. Continua sendo limitado, mas é mais uma opção gratuita. Para saber mais, confira nosso artigo com 3 maneiras de encontrar um domínio no WordPress.com.

Para ter o direito de usar um endereço personalizado (ex: meublog.com), você precisa contratar um plano pago do WordPress.com. Esse recurso está disponível a partir do plano pago “Pessoal”, cuja mensalidade é R$ 15 por mês, pagos anualmente. Há um plano ainda mais barato, o “Blogger”. Ele custa R$ 10 por mês, mas possui uma restrição: permite apenas domínios terminados em .blog. Para quem deseja ter um endereço nessa extensão, pode ser uma boa opção.

Mas por que ter um domínio personalizado?

Talvez você esteja se fazendo essa pergunta. Um dos motivos para ter um domínio próprio é dar mais credibilidade ao seu site ou blog. Quando temos um endereço com final “wordpress”, “wix” ou “blogger”, passamos uma imagem menos profissional para os visitantes do site. Por ser gratuito, pode transmitir a ideia que não é tão confiável, pois a pessoa ou empresa por trás do site sequer investiu em um domínio, algo considerado básico nos dias de hoje.

Outro motivo seria a visibilidade nos mecanismos de busca. Imagine que você tenha um blog durante anos e então decida registrar um domínio para torná-lo mais profissional. Ao fazer isso, você precisará mudar todas as URLs para o novo domínio. Essa mudança terá impacto no seu posicionamento no Google, mesmo que temporariamente. E ainda que tenha feito os redirecionamentos de URL. Para evitar esse problema, o ideal seria começar com o endereço que você pretende usar de forma definitiva. Além disso, muitos afirmam que o ranqueamento também fica prejudicado em sites que não possuem seu próprio domínio.

Uma questão positiva do WordPress.com é que eles oferecem 1 ano de domínio gratuito no plano, o que significa uma economia de R$ 40 a R$ 50 no primeiro ano. Depois é preciso renovar e pagar pelo domínio anualmente.

É importante dizer que, em alguns casos, o WordPress gratuito é a melhor escolha. Por exemplo, blogs e sites criados apenas por hobby ou como teste podem continuar no plano pago gratuito. Não há motivo para pagar pelo serviço. A não ser que se queira usar mais funcionalidades, claro. Aí pode valer a pena!

Instituições ou pequenos negócios que ainda não geram receita para investir nisso também podem continuar no plano gratuito. Apenas tenha em mente a possibilidade futura de investir um pouco mais e dar o próximo passo no seu negócio. 🙂

Anúncios do WordPress

Outra grande diferença entre os planos WordPress gratuito e pago está na exibição de anúncios da empresa. No plano gratuito, seu site exibe anúncios do WordPress e você não recebe nada por isso. Nos planos pagos isso não acontece.

A explicação é simples. Imagine que você tem uma empresa que permite criar sites de graça. Milhares de usuários entram todos os dias para criar e publicar sites e blogs, sem gastar nenhum real com o seu negócio. Sua empresa precisa pagar contas, inclusive com servidores para armazenar todo esse conteúdo. Esse negócio não parece fazer muito sentido, não é? A não ser que haja alguma contrapartida interessante para a empresa.

Em troca de oferecer algo de graça para os usuários, a empresa veicula anúncios do próprio WordPress.com nos sites e blogs gratuitos construídos na ferramenta. Dessa forma, eles conseguem mais usuários. Alguns deles se tornarão assinantes de planos pagos, retornando receita para a empresa.

Anúncios veiculados dentro de um blog gratuito no WordPress.com
Anúncios veiculados dentro de um blog gratuito no WordPress.com

Para os usuários que possuem um site ou blog gratuito no WordPress.com, parece ser uma troca justa. Afinal, qual o problema em exibir anúncios do WordPress dentro do seu conteúdo? Porém, se você tem um negócio e quer um site profissional para mostrar aos seus clientes e público em potencial, exibir anúncios pode influenciar negativamente na percepção dos usuários sobre a sua empresa ou marca.

Para não exibir anúncios no WordPress.com é preciso contratar um dos planos pagos. O plano Blogger, que é o mais básico (R$ 10/mês), já não exibe anúncios da empresa. Já para remover a marca WordPress.com do rodapé do site, é preciso contratar um plano mais caro. Esse recurso é restrito aos planos Negócios e eCommerce.

Armazenamento

Todos os planos do WordPress.com diferem em relação ao espaço que você possui para guardar os arquivos do seu site. O plano gratuito oferece um espaço de armazenamento de 3 GB. Já os planos pagos fornecem 6 GB, 13 GB e até armazenamento ilimitado. É muito espaço, mesmo no plano gratuito.

Para dar uma referência, este site ainda não atingiu 3 GB de conteúdo, apesar de ser atualizado com frequência, desde 2013. É claro que precisamos levar duas coisas em consideração. A primeira é que nossas imagens são ilustrações, e não fotos e vídeos, que consomem muito mais espaço. E a segunda é que sempre otimizamos as imagens, antes de publicá-las no site.

Ainda assim, podemos dizer que o espaço do plano gratuito é bastante amplo. Sites institucionais provavelmente nunca teriam problemas de falta de espaço no WordPress gratuito. Blogs frequentemente atualizados e com muitas imagens, no entanto, possivelmente esbarrariam nessa limitação com o passar do tempo. Lojas virtuais sequer poderiam usar o plano gratuito, por conta de outras restrições que citarei adiante.

Temas e personalização do layout

Um dos pontos fortes do WordPress é a quantidade de temas disponíveis. São milhares de temas gratuitos e pagos. Apesar de reduzido, mesmo no WordPress.com a variedade é satisfatória. No total, há mais de 300 temas (layouts) prontos para serem usados.

Neste caso, a diferença entre os planos está na quantidade de temas disponíveis. Para ter acesso a temas premium do WordPress é preciso ter um plano pago Premium (ou superior), que custa R$ 26 por mês. Neste momento, existem quase 200 temas nessa categoria. Os planos gratuito, Blogger e Pessoal têm acesso a 131 temas.

Ainda assim é uma boa variedade, mas dependendo das necessidades do seu site ou blog, é provável que você sinta falta de um design diferenciado ou de mais opções que combinem melhor com o seu tipo de conteúdo.

Galeria de temas gratuitos e pagos do WordPress.com
Galeria de temas gratuitos e pagos do WordPress.com

Além da quantidade de temas, o nível de personalização do design também é restrito no plano gratuito até o Pessoal. Neles é possível mudar apenas o esquema de cores, o fundo e os estilos de fonte predefinidos do tema. E em uma gama reduzida de opções. Isso é suficiente para dar um ar diferente para a sua página, mas poderá ser frustrante com o tempo, caso tente evoluir com o layout.

Em outras palavras, se você quer ter controle total sobre a aparência do seu site ou blog no WordPress.com, precisa ter um plano pago a partir do “Premium”. Com ele você tem mais opções de layout e pode editar à vontade o CSS do tema.

E mais, caso queira fazer upload do seu próprio tema, é possível fazê-lo a partir do plano Negócios. Este é um dos diferenciais do plano, que custa R$ 83 mensais.

Crie seu site na plataforma mais poderosa do mundo. Comece já

Plugins

Todo site ou blog precisa de funcionalidades específicas, e para isso servem os plugins. Eles podem ser usados tanto na parte “visível” do site, para inserir uma loja virtual ou formulário de contato, por exemplo, como na parte interna, para visualizar estatísticas, aumentar a segurança do site, fazer SEO, entre outros.

Todos os planos do WordPress.com vêm com o plugin Jetpack instalado. Ele foi criado pela Automattic, mesma empresa que criou o WordPress (leia aqui nosso review do Jetpack). O plugin possui um pacote de recursos úteis, que incluem SEO, proteção contra spam, compartilhamento e estatísticas do site, entre outros.

Apesar de ser excelente, o Jetpack infelizmente não é completo. É aí que está é a maior limitação do WordPress.com. Os únicos planos que permitem instalar plugins são o Negócios e o eCommerce. São também os mais caros (R$ 83 e R$ 149 por mês). Eu diria que esses planos são os que mais se aproximam do que se pode fazer com a versão instalada do WordPress (.org).

Página de plugins de WordPree.com
Apenas na versão instalada (.org) ou no plano Negócios de WordPress.com é possível instalar plugins

Sendo assim, se você quer ter um site ou blog profissional que permita fazer customizações avançadas, saiba que dificilmente conseguirá fazê-lo sem o plano Negócios (ou superior). O mesmo vale para uma loja virtual como o WooCommerce, que também é um plugin. Basicamente você tem duas opções: utilizar esse plano ou migrar seu site do WordPress.com para o WordPress.org.

Vale a pena migrar para o WordPress.org?

Antes de tomar essa decisão, no entanto, faça uma reflexão. Optar pelo WordPress.org fará com que você fique responsável por gerenciar todos os aspectos técnicos do seu site. Hospedagem, atualização da ferramenta, segurança, performance, tudo isso será sua responsabilidade. Você eventualmente ainda precisará contar com a ajuda de algum técnico para evoluir com o seu site. Dependendo do caso, pode ser como trocar seis por meia dúzia, então pense bem antes de decidir.

Caso queira investir em maior liberdade e flexibilidade com o WordPress instalado, confira nosso tutorial sobre como migrar seu site WordPress.com para o WordPress.org. Este é um passo que recomendo, se você quer levar o seu WordPress além e não vê problemas em ficar responsável pelo gerenciamento técnico do seu site ou blog.

Otimização para os buscadores (SEO)

O WordPress é reconhecido como a ferramenta mais amigável para os mecanismos de busca e esse provavelmente é um dos principais motivos que o tornaram tão popular no mundo. Atualmente ele é usado por pelo menos 30% dos sites publicados na internet.

Sabemos, porém, que há dois tipos de WordPress. O WordPress hospedado pelo dono do site (.org) e o WordPress hospedado pela plataforma (.com). Apesar da mesma estrutura, ambos diferem na forma como se faz SEO.

O WordPress.org (instalado) permite maior controle, pois a otimização vai no nível da performance da hospedagem, do tema e de outros componentes. É o maior nível de customização possível. Por outro lado, também exige mais de quem administra o site, já que tudo fica sob sua responsabilidade. Se não for feito um bom trabalho, é possível até ter um WordPress não otimizado.

Por outro lado, todos os sites construídos no WordPress.com são amigáveis para os buscadores. No entanto, ele é mais limitado. Você não tem controle sobre o desempenho da hospedagem, por exemplo, apesar de ser de alta qualidade. O tema não pode ser totalmente customizado (exceto no plano Negócios), o que pode influenciar na velocidade de carregamento do site. E por fim, apenas a partir do plano Negócios é possível instalar o plugin Yoast SEO, indispensável para quem trabalha com isso.

Em outras palavras, o plano de WordPress ideal deve levar em conta os objetivos do seu site. O tráfego orgânico tem grande importância para o sucesso do seu site ou blog? Se a resposta é sim, invista no WordPress pago (plano Negócios ou superior) ou na versão instalada. Você também começar pequeno e mudar de plano conforme a necessidade.

Estatísticas

Os dados de acesso de visitantes ao site está disponível em todos os planos, através do plugin gratuito Jetpack. Com ele é possível visualizar o número de visitantes, local de origem das visitas, páginas mais visitadas e diversas outras informações interessantes.

Estatísticas do site via JetPack
Estatísticas do site via JetPack

Apesar de ser útil e fácil de usar, esta ferramenta é bastante limitada em comparação à soluções como o Google Analytics. Para usar o Google Analytics, é preciso ter o plano Negócios (ou superior). Todos os demais planos utilizam apenas a ferramenta de estatísticas do Jetpack.

Para usuários que veem estatísticas básicas, talvez não faça diferença. Agora, se o Google Analytics é indispensável para você, considere contratar o plano Negócios (ou eCommerce, se for uma loja virtual).

Monetização de sites

Muitos blogueiros e donos de sites rentabilizam seus blogs e sites através da veiculação de anúncios. Porém, esta é uma limitação nos planos do WordPress.com. Mesmo nos planos pagos não há liberdade total para veicular anúncios.

Funciona assim: para veicular anúncios no seu site ou blog, é preciso contratar um plano pago, a partir do Premium (R$ 26 por mês). Nesses planos, é possível adicionar anúncios ao site utilizando o programa WordAds, da própria empresa, e ganhar dinheiro com as visualizações.

O ponto fraco desse recurso, ao meu ver, é que ele limita ao uso do WordAds. Não é permitido veicular anúncios do Google Adsense, por exemplo, que é bem mais utilizado pelos anunciantes. A única saída para isso acaba sendo usar o WordPress.org.

Suporte

A última diferença significativa entre WordPress gratuito e pago é o tipo de suporte prestado aos usuários. No WordPress gratuito você tem um suporte básico, que é o acesso à comunidade WordPress.

Assim como os usuários do WordPress.org, você está por conta própria e precisa encontrar as respostas para as suas dúvidas. Naturalmente, a comunidade WordPress é gigantesca e pode te auxiliar em muitas questões. Ainda assim, você é quem precisa buscar as soluções (ou contratar alguém que te ajude).

Já os planos pagos contam com suporte por chat e e-mail, o que pode ajudar na criação e administração do seu site ou blog. Nada como falar diretamente com quem entende, na hora que você precisa. Se esta é uma comodidade que você valoriza, leve em consideração contratar um plano pago do WordPress. Um detalhe: o plano Blogger é o único que tem apenas suporte via e-mail.

Qual escolher: WordPress gratuito ou pago?

A escolha da modalidade ideal depende de uma combinação de fatores, mas espero conseguir te auxiliar com algumas dicas.

Quando escolher o WordPress gratuito:

  • Se você está começando e ainda não sabe se vale a pena investir;
  • Se o seu blog ou site é apenas um hobby e você não tem grandes pretensões com ele;
  • Se você não possui recursos para contratar um plano, mas quer ter alguma presença na internet.

Quando escolher o WordPress pago:

  • Se você tem um site ou blog do seu negócio e gostaria de dar mais credibilidade para ele;
  • Se você quer transformar seu site ou blog em algo profissional e que possa gerar receita no futuro;
  • Se você quer ter mais liberdade e flexibilidade na criação do seu site ou blog e ainda contar com as conveniências do WordPress.com.
Crie seu site na plataforma mais poderosa do mundo. Comece já

Planos do WordPress.com

Confira abaixo um resumo das diferenças dos planos WordPress gratuito e pago:

Recursos Gratuito Blogger Pessoal Premium Negócios eCommerce
Preço/mês
(cobrado anualmente)
R$ 0 R$ 10 R$ 15 R$ 26 R$ 83 R$ 149
Domínio
Personalizado
não sim sim sim sim sim
Domínio
gratuito 1º ano
não .blog sim sim sim sim
Suporte
via chat e e-mail
não E-mail sim sim sim sim
Armazenamento 3 GB 6 GB 6 GB 13 GB Ilimitado Ilimitado
Personalização
de design
não Básica Básica Avançada Avançada Avançada
Temas Premium
ilimitados
não não não sim sim sim
Remoção de anúncios
do WordPress.com
não sim sim sim sim sim
Pagamentos simples não não não sim sim sim
Monetização
do site
não não não sim sim sim
Ferramentas
de SEO
não não não não sim sim
Integração
Google Analytics
não não não não sim sim
Instalação
de Plugins
não não não não sim sim
Envio de temas
personalizados
não não não não sim sim
Funções de
e-commerce
não não não não não sim
  Visitar Visitar Visitar Visitar Visitar Visitar

Vale lembrar ainda que, nos planos pagos, o WordPress.com oferece 1 ano de domínio gratuito e 30 dias para reembolso, caso você não fique satisfeito. É uma forma de experimentar, sem correr o risco de perder o valor investido.

Conclusão

Como vimos, o WordPress.com oferece muitas possibilidades para qualquer pessoa publicar o seu site. Com um pouco de dedicação é possível criar um ótimo blog ou site, sem gastar dinheiro, através do WordPress gratuito. Ou então tornar seu projeto mais profissional, usando o modo pago da ferramenta.

Espero ter te ajudado a entender as diferenças das modalidades do WordPress.com e a descobrir qual é mais adequada ao seu momento e às suas necessidades. Caso fique alguma dúvida, deixe um comentário aqui e eu responderei com prazer.

Caso tenha concluído que precisa de uma solução ainda mais flexível e customizável, avalie a possibilidade de usar o WordPress.org. Nós ensinamos como criar um site WordPress neste artigo.

Até a próxima! 😉

Tags: ,

Por:

Profissional de marketing com mais de 10 anos de experiência na área digital, já liderou e participou da criação de dezenas de sites e blogs, desde pessoais até de grandes empresas. É cofundadora e autora do Tudo sobre Hospedagem de Sites.

54 Comentários

  1. Rose-Maria Barbosa

    Parabéns pelo artigo. Muito esclarecedor. Acho que nunca havia lido um artigo para me tirar tantas dúvidas sobre o WordPress. Estou em fase de planejamento de um blog voltado para mulher madura. Mas, simultaneamente estou na fase de planejamento também de um site de notícias. Por isso, creio nesse caso a melhor opção é ter uma empresa de hospedagem e trabalhar com o WordPress.org já que o “.com” não permite hospedar mais de um site. É isso? Obrigada e mais uma vez, parabéns pelo trabalho.

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Oi, Rose-Maria! Muito obrigada pelo comentário. 🙂
      Realmente, o WordPress.com não permite ter mais de um site ou blog no mesmo plano. Para isso, é preciso contratar planos diferentes. Sendo assim, a opção instalada (.org) acaba sendo mais econômica, uma vez que você pode usar uma mesma hospedagem. Caso opte por essa versão, não esqueça de contratar um plano de hospedagem que permita hospedar múltiplos sites. Os planos mais baratos costumam restringir a apenas um site. Boa sorte e sucesso!

      Responder
  2. Luiz

    Olá pessoal do site e a autora do artigo Tathiana.
    Eu estou tentando convencer o pessoal da minha empresa a migrar o nosso site (que não é responsivo) para wordpress com a finalidade de torná-lo adaptável para todas as telas e reduzir o custo com desenvolvimento por terceiros. Tenho formação como design e venho me aperfeiçoando em marketing de conteúdo, me tornarei o responsável pelo gerenciamento e desenvolvimento do novo site em wordpress (caso seja aprovado o projeto) e gostaria de saber o seguinte:
    Já termos um domínio próprio , mesmo assim é necessário utilizar o domínio do wordpress? ou podemos migrar diretamente com o domínio que já temos ?(acredito que a versão negocios seria a mais robusta para nossa utilização, tendo em vista que não realizamos e-commerce). Outra coisa, não entendo como funciona o pagamento, ele é um valor único de 83 ou é um valor de 83 pago a cada mês durante um ano ?

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Luiz!
      Legal que você está com esse projeto de tornar o site da sua empresa responsivo. O WordPress é de fato uma ótima ferramenta para isso.
      Sobre as suas perguntas:

      • Se você já tem o domínio, poderá usá-lo no seu site WordPress. Não é necessário registrar um novo. Você apenas precisará apontá-lo para o novo local quando o site estiver pronto. De qualquer forma, ao contratar um plano do WordPress.com você tem direito a um novo domínio gratuito por 1 ano. Não sei se seria útil no seu caso.
      • Quanto ao plano, realmente o Negócios parece ser suficiente, já que seu site não possui e-commerce. O valor desse plano é R$ 83 por mês, porém o pagamento é anual, então o valor total a ser pago na contratação seria de R$ 996.

      Se o custo for muito alto e você quiser viabilizar o projeto, existe outra forma de ter um site WordPress, que é usando a versão instalada em uma hospedagem. Apesar de mais trabalhosa, essa versão tem um custo menor e oferece mais flexibilidade. É preciso apenas levar em consideração que a administração fica quase inteiramente por conta do dono do site. Se tiver interesse em saber mais, recomendo este tutorial de como criar um site simples em WordPress. Ele dá uma boa ideia dos passos e de como essa versão funciona.

      Espero ter ajudado! Precisando de algo mais, basta responder o comentário. 🙂

      Responder
  3. thiago negrao

    Ola, adorei sua postagem, mas minha duvida. Estou querendo inicar um blog e quero monetizar com o google adsense, no plano gratuito é possivel??? Caso eu pague por um plano, para utilizar o adsense somente com o worpress.org? O que vc me indicaria??!! Muito Obrigado

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Oi, Thiago. Obrigada pelo comentário!
      No WordPress.com só é possível monetizar com o Google Adsense a partir do plano Negócios (R$ 83). Se optar por usar a solução de anúncios do próprio WordPress (WordAds), então pode fazer isso já a partir do plano Premium, que atualmente custa R$ 26/mês.
      A alternativa seria você usar o WordPress instalado (.org). Nessa modalidade você tem total controle sobre temas, plugins e outros recursos que o WordPress.com restringe aos planos pagos. Inclusive a possibilidade de usar o Adsense.
      Sobre o que eu te indicaria, acho que depende muito do seu conhecimento técnico e/ou quanto quer investir no blog. Naturalmente, a versão instalada oferece mais possibilidades, mas também é mais trabalhosa de configurar e administrar. Considerando isso, sugeriria pesar os prós e contras de cada opção e ficar com a melhor delas. Uma boa notícia é que você pode fazer a migração de uma plataforma para a outra no futuro, se desejar. 🙂

      Responder
  4. Soares França

    Boa noite a todos, estou precisando criar um loja virtual para poder negociar artigos de cama e mesa produzidos por minha empresa, como nao tenho experiencia nesse tipo de comercio, e pouco conhecimento no lidar com sites gostaria de fazer alguns questionamentos:
    1 – Terei orientação por parte da Worpress na elaboração desse Site?
    2 – Terei condição de apresentar minha loja virtual nas redes sociais? A WordPress me auxiliará nesse intuito.
    3 – Deverei optar pelo plano comercio que custa R$ 83,00 mensais, terei outros custos para as funçoes acima citadas.
    Fico no aguardo das respostas, abraços
    Soares

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Soares!
      Ok, seguem as respostas:
      1 – Em geral, você tem acesso à base de conhecimento do WordPress, e também ao suporte técnico, se contratar o plano pago. Nos planos negócios e e-commerce, eles oferecem ajuda personalizada, que consiste em uma orientação individual com a equipe de suporte para configurar o site e aprender mais sobre o WordPress.com. Como nunca usei esse suporte, não sei dar mais detalhes sobre o seu funcionamento. Nos demais planos pagos, o suporte costuma esclarecer dúvidas ou resolver problemas pontuais. Portanto, sim, você receberá alguma ajuda, mas não será a mesma coisa que contratar um especialista para criar o site em seu lugar.
      2 – Ao publicar sua loja no WordPress, ela poderá ser divulgada nas redes sociais. No entanto, isso deverá ser feito por você. O WordPress apenas oferece os recursos que permitem que você faça esse trabalho.
      3 – Neste plano você tem 1 ano de domínio, a hospedagem incluída e temas premium gratuitos. Mas outros custos podem existir, como em plugins (para recursos específicos) e serviços de desenvolvimento do site e de marketing digital. O domínio também vale apenas por 1 ano e precisará ser renovado nos anos seguintes, a um custo que gira em torno de R$ 50 anuais.
      Espero ter ajudado! Abraços.

      Responder
  5. Williane Arruda Lopes

    Olá, bom dia! Parabéns pelos posts!! Todos excelentes.
    Mas tenho uma dúvida… Estou pensando em optar pelo wordpress.com Premium. Lá fala em 1 ano de domínio grátis, pagos anualmente. Então, quer dizer que quando eu colocar os dados do cartão de crédito, para fazer o pagamento, serei cobrada somente um ano depois, e não na hora? por conta do domínio grátis por um ano, isso na forma à vista, no cartão, como eles dizem. o domínio gratuito quer dizer todas as outras regalias também que vem no plano?

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Williane! Obrigada pelo comentário. 🙂
      A contratação do plano anual é feita de forma adiantada. Ou seja, ao inserir o cartão de crédito, o pagamento é cobrado imediatamente (vindo na fatura mais próxima). Você então poderá usar o plano durante um ano, a partir da contratação. Já o domínio gratuito é um “extra” que eles oferecem na primeira contratação. A partir do segundo ano, ele é renovado pelo preço vigente. Os demais recursos valem conforme o plano contratado e estão disponíveis na tabela de planos do WordPress.com.

      Responder
  6. jose roberto guedes oliveira

    Sucesso em 2019. Parabens pelo post. É O PRIMEIRO QUE NÃO TENTA VENDER HOSTGATOR dizendo que o wordpress.org é melhor que o plano NEGÓCIOS do wordpress.com principalmente para iniciantes. Mais uma vez parabem pela sua avaliação precisa. É obvio pra quem sabe CODIGO O .ORG É melhor pela liberdade e porque vc compra hospedagem e dominio por fora que rende comissão ao “desenvolvedor”. Obrigado por tirar algumas duvidas que eu ainda tinha e pela sua ISENÇÃO. Te peço, se pudesse, postar mais coisas sobre Multisites e tambem sobre WOO com wordpress.COM.

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Obrigada pelo comentário, José. Fico feliz que tenha gostado do post!
      Concordo contigo, o WordPress.org é ótimo, mas pode ser bem complicado para quem está iniciando. Por mais simples que possa parecer, são muitas questões técnicas que a pessoa vai precisar lidar. Daí o WordPress.com ser a melhor opção, em tantas situações.
      Pode deixar que vou anotar as suas sugestões de pauta aqui. Sucesso para você também! 🙂

      Responder
  7. Alessandra

    Boa tarde Tathi e um feliz 2019! Tenho uma lojinha virtual na plataforma do Elo7, uma página no Faceboock e no Instagran, vendo folheados e estou querendo criar um blog pra ajudar na divulgação, fazer uns vídeos ensinando fabricar algumas bijuterias, com a criação desse blog também posso monetizá-lo ou mesmo ser um afiliado de outras empresas, enfim, você acha que posso tudo isso? Desculpe por tantas dúvidas, sou muito empreendedora, minha mente não para…kkk.. estou pensando na opção paga Pessoal ou a Premium. Obrigada desde já!

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Oi, Alessandra! Obrigada e um feliz 2019 para você também! 🙂
      Que bom que tem esse espírito empreendedor. Desejo que tenha muito sucesso em seus projetos!
      Sobre a sua dúvida: sim, você pode criar um blog para divulgar o seu negócio atual e ao mesmo tempo monetizá-lo, tanto com a veiculação de anúncios como sendo afiliada de outras empresas. Tecnicamente isso é viável. Minha sugestão seria apenas você escolher anúncios e programas de afiliação que combinem com o assunto do seu blog, assim eles terão relevância com a sua audiência. Sobre o plano do WordPress, o Pessoal é ideal para começar, mas para monetizar com anúncios, é preciso usar o Premium. A melhor opção, neste caso, vai depender do quanto quer investir e quais resultados espera com o seu blog.
      Espero ter ajudado, mas fico à disposição se tiver mais alguma dúvida.

      Responder
  8. arnaldo antunes

    Gostaria de fazer site com ALGUMAS PARTES que somente podem ser acessados por pessoas específicas (através de login e senha).

    É possível fazer um site assim pelo WP?

    Responder
    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Arnaldo,
      Sim, você pode restringir o acesso a determinada página e há mais de uma maneira de fazer isso. Uma delas é um recurso embutido no próprio WordPress, que é publicar a página em modo “privado”. Nesse caso, apenas usuários cadastrados no seu site (em qualquer nível de acesso) podem visualizar o conteúdo. Este recurso pode ser um pouco limitado, no entanto.
      Se desejar algo mais robusto, você pode tentar um plugin. Existem muitos que cumprem esta função, como este aqui.
      Lembrando que no WordPress.com, apenas o plano Business (Negócios) permite a instalação de plugins externos. Já com o WordPress instalado (.org), você pode usar qualquer plugin externo, mas precisa de uma hospedagem para isso. Se quiser entender melhor as diferenças, veja este artigo sobre as diferenças entre WordPress.com ou WordPress.org.

      Responder
  9. Monik C.

    Olá, boa tarde. Fiquei com uma dúvida…pelo que li em algumas respostas suas..os planos vêm com 1 ano de domínio grátis. No caso, ao contratar por exemplo o Premium, eu teria 1 ano grátis? Eu não pagaria na aquisição e só pagaria no caso na renovação? quase 1 ano depois? ou Já tenho que pagar de imediato?

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Boa tarde, Monik! Sim, todos os planos pagos do WordPress.com vêm com 1 ano de domínio gratuito. Ao contratar o plano, que é anual, você já tem o direito de registrar o domínio. Ele valerá pelo período de 1 ano e poderá ser renovado ao final desse período. Não é preciso pagar a renovação de forma adiantada. 🙂

      Responder
    • Ana

      Eu tenho um site está na plataforma wix, estou tentando voltar para WordPress como fazer.
      Acho que meu site não tem opção como eu tinha no WordPress, podia mandar para as redes sociais por WhatsApp mandava os link e neste está horrível , você poderia me dar ideias.

      Responder
      • Bill Bordallo
        Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

        Olá, Ana,
        Apesar do Wix estar evoluindo bastante, o WordPress realmente oferece mais possibilidades, sob diversos aspectos.
        Felizmente, a migração do Wix para o WordPress.com é bem fácil, porque o WordPress oferece uma ferramenta para isso. Para usá-la, basta acessar a página de importação do WordPress.com (wordpress.com/settings/import/), escolher a opção Wix e seguir as instruções na tela. Um tutorial sobre o assunto pode ser lido aqui (em inglês).
        Lembrando que estamos falando, nesse caso, do WordPress.com, que oferece a famosa plataforma como um serviço que inclui hospedagem e uma série de outros recursos.
        Para transferir o seu site Wix para o WordPress instalado em uma hospedagem de sites (WordPress.org), o procedimento é um pouco mais manual, mas igualmente possível.
        Entenda aqui a diferença entre o WordPress.com e o WordPress instalado.
        Caso tenha outras dúvidas, basta entrar em contato!
        Abraços.

        Responder
  10. Rafael Simões

    Bom dia Tatiana!
    Parabéns excelente post, tirou todas as minhas duvidas.
    Apenas gostaria de saber algo que ainda não encontrei uma resposta convincente. Tenho um blog gratuito no wordpress já faz dois anos e gostaria de migra-lo para a versão paga de R$ 144.00 anual, já tenho um trafego consolidado e tenho receio de fazer a migração e os usuários não localizarem mais minha pagina porque ela deixará de ter o site@wordpress.com e passará a ficar site@.com.br. Como funciona isso, se eu migrar para um pago os usuários serão redirecionados para a nova pagina ou perderei esta referencia? Tenho muito medo deles não localizarem meu site na internet.

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Boa noite, Rafael! Obrigada pelo comentário.

      Entendo a sua dúvida e receio em fazer a migração. Uma mudança de URL sempre requer muito cuidado e atenção. Segundo o WordPress informa neste link: https://en.support.wordpress.com/domains/, ao adicionar um domínio personalizado, todas as URLs de posts e páginas são alteradas. Eles informam que redirecionam os visitantes automaticamente, mas que serviços de terceiros, como o Facebook, utilizam a URL para mensurar atividade, o que pode fazer com que as contagens atuais de curtidas e compartilhamentos de conteúdos existentes sejam zeradas após a migração.

      Este procedimento é semelhante ao que seria feito com qualquer mudança de URL, inclusive em sites de outras plataformas. A diferença é que o WordPress.com faz isso para o usuário. Só é preciso ficar atento ao modo como vai adicionar o novo domínio. No link que mencionei eles explicam as diferenças (ex: registrar um domínio no WordPress.com, transferir ou apontar um domínio existente etc.). O modo mais simples é registrando o novo domínio no próprio WordPress.com, no momento da contratação do plano pago. No plano anual o domínio é gratuito.

      Uma vez que as novas URLs estejam funcionando no blog, uma forma de acompanhar e garantir que o Google irá atualizar os resultados com rapidez é subindo um novo sitemap no Search Console. Caso ainda não use essa ferramenta, recomendo que verifique seu blog nela. A ferramenta é gratuita, do Google, e permite que você veja como o buscador está indexando e exibindo seu blog na rede de pesquisas.

      Se tudo for feito corretamente, aos poucos as URLs novas serão indexadas pelo Google e você não perderá audiência. Espero ter ajudado, mas qualquer dúvida nova, basta comentar. Boa sorte e sucesso!

      Responder
  11. Marco Vieira

    Olá Tathiana, boa tarde!

    Poderia me ajudar?
    Queria fazer um blog de informações e curiosidade e colocar algumas postagens com links de produtos digitais, ganhando comissão como afiliado. Consigo fazer isso no plano gratuito? Caso consiga, vou ser muito prejudicado por não ter o plugin do SEO?
    Uma outra dúvida, no plano gratuito eu tenho como postar vídeos do youtube no meio das postagens e espaço para comentários como este?

    Desculpa o tanto de pergunta. Agradeço desde já pelas respostas e também pelo post! =)

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Marco. Boa noite!
      Obrigada pelo comentário! Vamos às respostas:
      Você consegue inserir um link de afiliado no plano gratuito sim. Sobre SEO, no plano gratuito ele realmente é muito básico. Isso afetará o ranqueamento do seu blog para termos mais concorridos, mas ainda assim ele será indexado e encontrado no Google.
      O plano gratuito do WordPress.com vem com o recurso de comentários, que você pode habilitar facilmente. Os vídeos do Youtube também podem ser inseridos nas postagens, através do recurso “incorporar” do Youtube. Basta colar o código e ele fica disponível no post.
      Espero ter ajudado e desejo sucesso para o seu blog! 🙂

      Responder
  12. Marta Branco

    Olá! Obrigada pela explicação sobre o WordPress.

    A minha dúvida é a seguinte:

    Preciso fazer um site para a minha empresa e não quero que o dominio tenha wordpress escrito nem que isso apareça em nenhum lado. Qual devo escolher?
    É que o que eu não percebi é se devo escolher fazer no wordpress.com ou no .org, porque eu não percebo mesmo nada disto e queria tentar fazer de uma forma que fosse a mais fácil e básica de fazer.

    Cumprimentos

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Marta!
      A forma mais fácil e básica de construir um site em WordPress é, sem dúvidas, através do WordPress.com. Nesta modalidade, a hospedagem já está incluída e você não precisa lidar com questões mais técnicas.
      Para ter um domínio sem o “wordpress”, você precisa contratar um plano pago. Todos os planos pagos possuem domínio personalizado. Já para remover a marca do WordPress.com do rodapé do site, você precisa contratar o plano Negócios do WordPress.com, que é o mais completo de todos, mas também o mais caro.
      Penso que ter um domínio personalizado vale muito a pena, mas não sei se pagaria o plano mais caro apenas para remover a assinatura do WordPress.com do rodapé. Apenas se eu fosse usar as demais funcionalidades do plano, que a propósito, são ótimas! Mas a escolha é sua, claro. Boa sorte com seu site! 🙂

      Responder
  13. Natalia Cristina Braz Neves

    Olá Tathiana!! Me esclareceu muito esse artigo!! Obrigada!! Eu estou com uma dúvida e por isso acabei chegando aqui no site. Eu me encaixo no perfil pago, sou Coach e terapeuta, mas tenho dúvida se basta comprar o plano pago e editar o visual e publica-lo, ou se preciso hospedar tipo na locaweb ou qualquer outra plataforma para meu site funcionar? Grata desde já

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Oi, Natalia! Que bom que o artigo foi útil. 🙂
      A hospedagem é por conta do WordPress.com e está incluída em todos os planos. Então, respondendo a sua pergunta, não é preciso contratar nenhuma hospedagem fora para fazer seu site funcionar.
      Boa sorte e sucesso com o seu site!

      Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Oi, Dayane! 🙂
      Sim, a versão gratuita fica visível nas buscas do Google. Não existe nenhuma restrição quanto a isso pelo fato de ser gratuito.

      Responder
  14. Catarina Candeias

    Boa tarde Tathiana,

    Antes de mais, muito obrigada por todas as informações e forma clara como estão expostas. Gostaria de lhe colocar uma questão, se possível: pretendo criar um endereço que não termine em wordpress.com Assim sendo, tenho de começar logo pelo plano Premium ou Negócios, certo? Inicialmente escolhi um endereço que terminada em wordpress.com e estou a tentar mudar mas sem sucesso. Depois, quando clico na opção “Premium” sou logo redireccionada para a página de pagamento. Estou apreensiva em fazer o pagamento sem ter a certeza se posso usar o meu próprio domínio e sem ter começado ainda… Muito obrigada pela ajuda

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Oi, Catarina!
      Além dos planos que citou, o plano “Pessoal” também permite domínio personalizado e é o mais barato deles (R$ 12/mês, pagos anualmente). Ou seja, pode ficar tranquila que ao contratar qualquer um desses planos, você terá direito a usar um domínio próprio. Inclusive, todos esses planos vêm com 1 ano de domínio gratuito.
      Qualquer dúvida estou por aqui. Boa sorte! 🙂

      Responder
  15. Samara Ribeiro

    Ola Tathiana!
    Parabéns pelo Artigo, está excelente.
    Eu já mexo com o WordPress há algum tempo, e tenho sempre uma dúvida que me assola: Eu tenho um plano pessoal, e ao invés de parcelar e u paguei de uma vez (foi aproximadamente 600 reais).
    Esse “Plano” Serve pra excecução de apenas 1 site? Ou eu consigo fazer mais de um site por “Plano” e pago apenas o domínio dos planos novos?

    Agradeço desde já pela atenção!

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Oi, Samara! Que bom que gostou. 🙂
      Os planos do WordPress.com permitem apenas 1 site, infelizmente. Seria muito bom se permitisse mais, né?
      De qualquer forma, pelo valor que pagou, talvez seu plano seja o Premium por 2 anos, pois a anuidade do Pessoal teria sido mais barata (R$ 144).
      Se a sua ideia é ter vários sites WordPress, no futuro talvez valha a pena migrar para a versão instalada do WordPress (.org). Dessa forma, você poderia colocar vários sites WordPress em uma mesma hospedagem, pagando apenas pela hospedagem (o WordPress é gratuito e pode ser instalado direto na hospedagem). Sem contar que você tem controle total sobre temas, plugins etc. Dá mais trabalho, mas pode representar uma boa economia.
      Se você se animar, pode encontrar mais informações nesse tutorial que a gente fez: Como migrar do WordPress.com para o WordPress.org. Ou ver neste artigo as diferenças entre as duas versões de WordPress.
      Se precisar de algo mais, pode contar com a gente!

      Responder
  16. Danilo Medeiros de Castro

    Olá Tathiana, como vai?
    Eu preciso de Hospedagem para o Wordpres.com (gratuito)? ou o WordPress.com já fornece a hospedagem?

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Oi, Danilo! Tudo bem, espero que com você também. 🙂
      O WordPress.com já fornece a hospedagem gratuitamente em qualquer um dos planos.

      Responder
  17. Júnior

    Tathiana,

    nos planos do WordPress, a cobrança é realizada mensalmente ou anualmente de uma vez só?

    Obrigado!

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Oi, Júnior!
      A cobrança é feita anualmente, de uma vez só.

      Responder
  18. André

    Olá!

    Primeiramente, quero parabenizar pelos textos do site, que descobri recentemente e são muito bons, ajudando a esclarecer várias dúvidas.

    Agora vem a minha dúvida. Estou querendo criar um site e monetizá-lo, usando Google Adsense e outros programas do tipo. Nesse caso, eu teria que usar o WordPress.org e ter um domínio e hospedagem a parte, correto?

    Por exemplo, posso contratar domínio e hospedagem da GoDaddy e usar o WordPress.org? Essa versão .org do WordPress é gratuita, certo?

    Agradeço pela atenção!

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, André!
      Muito obrigada pelo seu comentário.
      Realmente, para usar o Google Adsense é preciso usar a versão .org do WordPress, já que o .com permite apenas usar o WordAds, plataforma própria de anúncios deles.
      E como comentou, para usar o WordPress.org você irá precisar ter um domínio e uma hospedagem. Portanto, sobre a sua dúvida final: sim, você pode contratar um domínio e uma hospedagem na GoDaddy (ou qualquer outra empresa) e usar o WordPress.org, que pode ser instalado gratuitamente na sua hospedagem.
      Espero ter ajudado, mas fico à disposição caso tenha outras dúvidas. Sucesso com o seu site! 🙂

      Responder
      • André

        Oi Tathiana!

        Agradeço pela resposta, ajudou bastante!

        E se não for abusar da sua boa vontade, só mais uma perguntinha.

        Eu consigo usar o Adsense no Blogger? Sei que o Blogger não tem tantos recursos como o WordPress, mas o fato de ser gratuito já ajuda bem.

        Abraço!

        Responder
        • Tathiana Sobroza
          Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

          Que bom, André! Pode perguntar à vontade.
          Sobre a sua dúvida, consegue sim! E como o Blogger é do Google, essa integração com o Adsense é ainda mais fácil.
          Um abraço!

  19. Danielle

    Ótimo, Thatiana! Obrigada pelo conteúdo. Só para confirmar: escolhendo o plano gratuito, posso migrar para qualquer plano pago depois, inclusive para o wordpress.org? Obrigada!

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Oi, Danielle, obrigada!
      Sim, escolhendo o plano gratuito você pode fazer upgrades a qualquer momento para os planos pagos.
      Quanto ao WordPress.org, o processo é um pouco diferente, pois nesse caso o WordPress deve ser instalado em uma empresa de hospedagem (ao invés do WordPress.com, que fornece o serviço). A migração é possível, mas existem algumas restrições. De maneira simplificada, você consegue migrar todo o conteúdo e as imagens, mas a aparência e as configurações do site deverão ser refeitas.
      Para entender melhor como isso funciona, deixo aqui links para dois outros artigos:

      Como migrar do WordPress.com para WordPress.org
      WordPress.com e WordPress.org: entenda a diferença

      Espero ter ajudado, mas qualquer dúvida fico à disposição!

      Responder
      • Danielle

        Muitíssimo obrigada pelo pronto retorno, Tathiana. Foi de grande ajuda.
        Abraço.

        Responder
        • Tathiana Sobroza
          Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

          Que bom, Danielle! Disponha. Um abraço! 🙂

  20. Paulo Camargo

    Artigo de uma profissional dedicada. Parabéns, Tathiana! Mas como sou iniciante no empreendedorismo digital ainda tenho uma dúvida sobre o o “Premium” e o “Negócios”! Não tenho muito para investir, portanto optaria pelo “Premium” já que quero criar um site mais profissional possível conforme minhas condições. Porém tenho medo de me faltar ferramentas futuramente como os “Plugins”. A falta desses “Plugins” pode me prejudicar futuramente? Obrigado e sucesso sempre!

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Obrigada pelo comentário gentil, Paulo! 🙂
      Sobre a sua pergunta, os plugins farão mais ou menos falta dependendo do site que for criar e quais recursos quiser ter. Para quem trabalha nessa área, há pelo menos dois plugins gratuitos bem úteis no WordPress: o Yoast SEO e o Google Analytics. O primeiro auxilia no trabalho de otimização do site para os mecanismos de busca (SEO) e o segundo dá informações importantes sobre o tráfego do seu site. Não é que eles sejam obrigatórios para ter um site profissional, mas provavelmente você irá sentir falta deles no seu dia a dia administrando o site.
      Além disso, caso queira implementar algo específico, pode ser necessário usar um plugin. Um exemplo seria um módulo de e-commerce (ex: WooCommerce) ou uma integração com uma ferramenta de e-mail (ex: MailChimp) ou de Popup (ex: Optinmonster). Esses dois últimos são bem comuns para quem quer criar uma lista de e-mails, enviar newsletter etc.
      Sobre essa questão, vejo duas possibilidades:
      1) Testar o plano “Premium” e se necessário fazer um futuro upgrade para o plano “Negócios”;
      2) Usar o WordPress instalado em uma hospedagem e poder instalar os plugins que quiser, por um custo mensal inferior ao plano “Negócios”. Essa modalidade é mais trabalhosa, porém te dá mais liberdade e flexibilidade. Caso tenha interesse em saber mais, fizemos este tutorial ensinando a criar um blog no WordPress. Ali estão as duas modalidades que comentei (WordPress.com e WordPress.org).
      Espero ter ajudado com a sua dúvida, mas precisando de algo mais, basta deixar um comentário. Sucesso com o seu projeto online! 🙂

      Responder
      • Paulo Camargo

        Olá, Thati, me perdoe, mas por sua prestatividade me dei o direito de lhe chamar assim…rs….rs…..Muito obrigado por suas orientações. Foram muito esclarecedoras. Muito sucesso prá você!

        Responder
        • Tathiana Sobroza
          Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

          Imagina, fique à vontade! hehe
          Que bom que pude ajudar! Temos outros artigos no site sobre o WordPress, caso queira se aprofundar. E precisando novamente, conte com a gente!

  21. Bruno

    Magnífica e esclarecedora a sua mensagem! Muito obrigado por tirar 1 milhão de dúvidas que eu tinha. Vou começar com o gratuito mesmo porque a priori é um Hobby. =)

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Que legal, Bruno! Fico super feliz em saber que pude ajudá-lo com as suas dúvidas. Sucesso com seu blog! 😀

      Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Que bom que gostou, Elizabeth! Muito obrigada. 🙂

      Responder

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados. Então, seu comentário não será exibido imediatamente após o envio.
Mas fique tranquilo(a), porque ele será respondido em breve. 😉