O que é subdomínio

O que é subdomínio
Se você pretende ter um site ou está aprofundando seu conhecimento na área, provavelmente já ouviu falar de subdomínios. Ainda fica confuso com esse tipo de terminologia? Não se preocupe: se você está se perguntando o que é subdomínio, veio ao lugar certo. 🙂

Existem alguns conceitos básicos que envolvem a publicação de um site. Para qualquer pessoa que pretende publicar o seu próprio site, é fundamental conhecer estes termos e seu significado. O básico do básico pede que você saiba o que é um domínio e o que é necessário para hospedar um site. Mas tão importante quanto isso é saber o que é um subdomínio e como você pode utilizá-lo em benefício do seu site.

Acompanhe-nos neste artigo e descubra todas as possibilidades deste recurso fantástico que são os subdomínios! Vamos lá 🙂

Entendendo as partes de um domínio

O domínio é o endereço eletrônico do seu site. Ele permite que as pessoas visitem o seu site na internet. Ele possui sempre um valor único e somente o seu site terá este endereço. O domínio deste site é tudosobrehospedagemdesites.com.br. Como podemos observar, um domínio é formado por algumas subpartes, que podem ser melhor compreendidas na imagem abaixo.

Partes de um domínio

Vamos entender agora o que cada uma dessas partes representa.

Saiba mais: O que é Domínio

Extensão do domínio

Da direita para a esquerda, após o ponto, temos a extensão do domínio, que indica a natureza ou categoria do domínio. O nome técnico desta extensão é TLD, ou top level domain (domínio de primeiro nível, em português). Neste exemplo, o TLD do domínio é .com, que é uma das extensões de domínio mais populares do mundo. Ela indica, de forma genérica, que o site em questão possui fins comerciais.

Se a extensão do endereço acima fosse .com.br, teríamos a adição de um ccTLD, ou country code top level domain (código de país de domínio de primeiro nível). O ccTLD indica o país do qual o site em questão faz parte. Cada país do mundo possui o seu próprio código, o que facilita a identificação da nacionalidade do site, não apenas para nós, humanos, mas também para os mecanismos de busca e outros sistemas.

Nome do domínio

Continuando, no exemplo acima, a parte central do domíniomeusite – é o nome do domínio e o trecho que torna aquele endereço único. Tecnicamente, ele é chamado de second level domain (domínio de segundo nível).

Para que possa ser usado por você, o domínio precisa ser registrado em uma das diversas empresas que prestam esse serviço mundialmente. Após o registro, você poderá usar o domínio que você escolheu em seu próprio site.

Subdomínio

O subdomínio é a porção que fica à esquerda do domínio, antes do primeiro ponto. Neste exemplo, estamos usando o www, que geralmente, apenas redireciona um site para sua página principal. Dessa forma, quem acessar o endereço www.meusite.com, encontrará o mesmo conteúdo que está em meusite.com (sem www).

É importante saber, no entanto, que qualquer texto pode ser usado como subdomínio, o que dá infinitas possibilidades para o administrador do site.

Esse é justamente um dos papéis mais importantes de um subdomínio: criar áreas separadas do site principal, cuja identificação será feira pelo subdomínio. Seguindo essa lógica, é muito comum encontrar subdomínios como loja.meusite.com, blog.meusite.com, eventos.meusite.com, e por aí vai.

É possível ainda adicionar subníveis aos subdomínios, como por exemplo checkout.loja.meusite.com. Isso pode ser usado para criar hierarquias de informação. Mas cuidado para não abusar deste recurso e se ver perdido em meio a tantas possibilidades.

Veremos, a seguir, boas práticas no uso de subdomínios e o que evitar.

Quando usar um subdomínio

Subdomínios funcionam como uma extensão do domínio principal. Eles permitem que você direcione os visitantes do seu site para um endereço diferente do principal, e que contém um conteúdo igualmente distinto.

O uso mais comum para os subdomínios, como citamos anteriormente, é organizar e separar conteúdos de um site em seções distintas. Se você possui um tipo de conteúdo que é diferente o suficiente do conteúdo abordado no domínio principal, pode ser que ele seja candidato a um subdomínio.

Atenção: não confunda as categorias de um blog com o uso de subdomínios para categorizar o conteúdo de um site. As categorias de um blog possuem um uso específico e nunca serão organizadas como subdomínios. Os subdomínios são usados para separar e categorizar áreas mais abrangentes de um site, como uma loja virtual, uma área de marcação de consultas ou um blog, por exemplo.

Outro uso bastante comum dos subdomínios se dá quando se tem uma campanha de marketing ou ação comercial específica. Por exemplo, vamos supor que o site institucional de sua empresa está no domínio minhaempresa.com.br. Este site é usado para divulgar os serviços de sua empresa e apresentá-la para o público em geral. Um dia, você decide que deseja oferecer cursos para os visitantes do seu site. Independente de serem gratuitos ou pagos, a natureza deste tipo de conteúdo pede uma seção separada. Você poderia, então, criar o subdomínio cursos.minhaempresa.com.br.

Esse raciocínio vale para seções dos mais variados tipos. Programadores e web designers costumam utilizar um subdomínio para testes, escondido do público, para desenvolver e testar melhorias. O subdomínio dev.meusite.com ou temp.meusite.com poderia ser usado para essa finalidade, por exemplo.

Quando não usar um subdomínio

Devido à quantidade de possibilidades de criação de subdomínios, é importante estar atento à hierarquia da informação. Na era do ilimitado, é muito fácil se perder dentro da quantidade infinita de possibilidades e se ver em um emaranhado de informações, difíceis de entender. Se a organização de um site pode ser difícil de entender para quem o criou, imagine para seus visitantes.

Portanto, tenha cautela antes de criar um subdomínio para cada área do seu site. Levante questionamentos para ter certeza de que a área em questão é mesmo candidata a um subdomínio ou se poderia ser uma página do seu site, dentro do domínio principal.

Como citamos anteriormente, alguns conteúdos podem ser organizados muito bem em um esquema de categorias. Nesse caso, você poderia ter URLs como meusite.com/categoria-x/, meusite.com/categoria-y/ e assim por diante.

Como criar um subdomínio

As empresas de hospedagem de sites facilitam bastante o gerenciamento e a manipulação de diversos aspectos de um site, incluindo os subdomínios. O subdomínio pode ser criado através do painel de controle da hospedagem.

A localização da área de gerenciamento de domínios e subdomínios varia de empresa para empresa. Naquelas que disponibilizam o painel de controle cPanel para seus clientes, existe uma seção específica para o gerenciamento de subdomínios. Na imagem abaixo, está um exemplo da área de gerenciamento de domínios disponível no cPanel da GoDaddy.

cPanel - gerenciamento de domínios

Ao criar um subdomínio, o cPanel adiciona automaticamente um diretório em sua hospedagem, onde os arquivos que você deseja disponibilizar naquele subdomínio devem ser alocados. O nome desse diretório pode ser alterado à vontade e não necessariamente deve ser igual ao subdomínios. Abaixo está o exemplo da criação do subdomínio loja.meusite.com no cPanel.

cPanel - criação de um subdomínio

Além de um diretório na hospedagem, um subdomínio também pode ser direcionado para um IP ou para outro servidor, externo à sua hospedagem. Ele também pode ser usado como redundância para determinadas partes do site. Por exemplo, para acessar o blog de um site, poderíamos ter o endereço meusite.com/blog e tambem blog.meusite.com.

Conclusão

Como vimos, são inúmeras as possibilidades de criação de subdomínios e suas aplicações em um site. Sempre que for necessário criar uma seção com um conteúdo e/ou propósito diferente do original de um site, um subdomínio poderá ser utilizado.

Ficou com alguma dúvida ou deseja acrescentar algo ao artigo? Escreva para nós! Estamos à disposição. 🙂

,

Publicado originalmente em 2/03/2017 - Atualizado em 28/06/2018

Por:

Tudo Sobre Hospedagem de Sites é um site independente e que se propõe a ser exatamente o que sugere seu nome: uma fonte de conhecimento relevante sobre o universo de hospedagem de sites.

42 Comentários

  1. mauricio

    Obrigado Bill,

    Mas nem acho que meu questionamento, minha necessidade é tão complexa assim.
    Conheço bem EUA e a Europa, e os processos de “Ubernização” de tudo ( que eu sou contra), está me levando a cada vez mais a procurar soluções – antes de chegar o problemas. Que neste caso, depender de menos pessoas e preparar contingencias/ recovery disaster .

    E neste caminho especifico da ubernização/redução de custo utilizando plugin de terceiros sem ter que pagar pelos altos custos de desenvolvimento local. Mas para avaliar plugins, não dá para fazer-lo no ambiente de produção. Eu tenho que ter um ambiente separado de homologação ( minha formação professional é de recovery disaster, deve ser isto que explica minha preocupação)

    O outro aspecto, são os proprios hackers, plugins mal feitos ou inuteis. Neste caso, recuperação rapida de uma invasão. Passei por isto frequentemente no inicio do Joomla. A cada 6 meses, invadiam o site por erros/backdoors do proprio joomla.

    Resumindo, nem acho que a minha necessidade é tão especifica, deveria ser de todos. E os produtos de mirroring só vão espelhar os sites, somente para backups, mas não resolvem ambiente de produção e de homologacao.

    Obrigado pelas suas sugestoes e interesse.

    Responder
    • mauricio

      em tempo,

      Para backups do worldpress, muitos não conhecem o uso de ferramenta que todos tem a disposição. Estou falando do cpanel/.whm.

      O backup que está disponivel para todos, que pode fazer backup do site completo como tambem apenas dos bancos de dados. Até da para clonar, mas novamente volta a ser um trabalho manual e as vezes a necessidade de alteraçoes pós-clonagem no phpmyadmin

      Responder
      • Bill Bordallo
        Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

        Olá, Mauricio,
        Muito interessantes suas colocações e observações, obrigado por compartilhar.
        Realmente, a ferramenta de backup do cPanel é bastante útil, mas espero que possamos um dia ter uma solução como essa que você procura. Vai facilitar muito a vida de quem usa o WordPress.
        Fique à vontade para entrar em contato conosco sempre que quiser. 🙂
        Um abraço.

        Responder
        • mauricio

          Tenho visto as solucoes da AWS EC2 com RDS. Tenho achado mais facil a implementacao que o github, que requer mais conhecimento tecnico. E talvez replicacao/backup por um nakivo da vida.

  2. mauricio

    Meu problema é o seguinte….

    comofazer um ambiente de teste e outro de producao. Para ser mais especifico. Gostaria de tem um ambiente para testar novas funçoes no site via worldpress e somente quando tiver certeza, clonar e/ou copiar no ambiente de producao

    pensei em criar isto, atraves de dois dominios – dentro domesmo dominio…é possivel ? alguma sugestão ?

    Responder
    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Mauricio!
      Sim, é perfeitamente possível criar um ambiente de testes em um subdomínio para testar alterações antes de publicá-las no site oficial. Na verdade, esta é uma prática bastante recomendada em diversas situações. Existem muitas maneiras de fazer isso, algumas mais complexas e outras mais simples.

      Se você quiser uma configuração mais simples, você pode começar simplesmente clonando o seu WordPress em um subdomínio. Antes de qualquer coisa, faça a criação do subdomínio. Em seguida, realize a migração do WordPress para o novo subdomínio (veja um tutorial detalhado para migração do WordPress aqui). Ao fazer isso, você vai manter os arquivos do WordPress, assim como o banco de dados, completamente separados, podendo testar mudanças à vontade. O lado ruim desta configuração é que as alterações terão que ser copiadas manualmente para o site publicado.

      Você também pode fazer uma cópia do seu WordPress em um ambiente de desenvolvimento local, como o seu próprio computador. Para isso, antes de qualquer coisa é necessário configurar o ambiente de desenvolvimento na sua máquina. Também existem muitas maneiras de fazer isso. Uma ferramenta bastante popular é o XAMPP. Também gosto bastante do EasyPHP. Essa opção oferece a mesma desvantagem da anterior: qualquer alteração terá que ser enviada manualmente para o servidor de produção.

      Uma opção mais avançada e que particularmente recomendo, é usar um sistema de controle de alterações, como o Git, juntamente com um repositório externo. Nesse caso, você vai configurar o seu ambiente de desenvolvimento no seu computador, podendo criar ramificações (branch) do código-fonte em produção para qualquer nova funcionalidade ou ajuste que quiser desenvolver. Nesse tipo de cenário, as alterações no código-fonte ficam registradas e podem ser publicadas automaticamente no seu repositório através de comandos do Git. Além do ambiente no seu computador, você também precisa de uma conta em um repositório Git. Um repositório bem popular é o GitHub. Também gosto do BeanstalkApp, porque ele oferece integração com o servidor de hospedagem via SFTP. Dessa forma, os commits enviados para o repositório são publicados automaticamente. Existem muitos outros, estes são apenas alguns exemplos. Para saber mais sobre o Git, veja este link.

      Há ainda a opção de hospedar o seu site em uma empresa que ofereça este recurso. Algumas hospedagens especializadas em WordPress te dão a possibilidade de ter um ambiente de desenvolvimento configurado já na instalação do WordPress. É uma alternativa bem cômoda, mas pode ser mais cara, porque depende de um serviço especializado. Se quiser saber mais, veja aqui boas opções de hospedagem WordPress.

      Muito importante: seja qual for o método escolhido, assim que publicar a cópia do seu WordPress, não esqueça de deixar ele invisível para os mecanismos de busca. Também existem diversas maneiras de fazer isso. Uma das maneiras mais simples é ir no painel do WordPress, em Configurações -> Leitura e marcar a opção “Evitar que mecanismos de busca indexem este site“.

      Espero ter ajudado! Qualquer outra dúvida, é só entrar em contato.
      Abraços.

      Responder
      • mauricio

        O problema que eu vejo no uso do multisite / o uso do subdominio usando a mesma conta, são os plugins compartilhados. Ou seja, eu gostaria de testar os plugins num ambiente separado do site principal, mas usando o mesmo conteudo.
        So que mexer em no phpadmin para clonar conteudo requer tempo e os devidos ajustes.

        Por enquanto fiz via cpanel,esta situacão já que nãoencontrei de outra mais segura.

        principal.dominio.com.br
        +
        teste.dominio.com.br

        O problema que são duas instalacao diferentes, tive que criar dois SSL diferentes no cpanel, para ter a certeza que os plugins estão em ambientes separados.

        Mas o que não resolvi de uma forma simples, é o clone/replicacao do conteudo do site principal para o de teste, sem ter que fazer manualmente.

        espero que tenha entendido.

        Responder
        • Bill Bordallo
          Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

          Olá, Mauricio,
          Sim, acho que entendi. Me parece que você tem um cenário com alguma complexidade, então é esperado que tenha um certo trabalho para configurar este ambiente de desenvolvimento. Apesar disso, esta é uma prática muito boa sob diversos aspectos.

          Em qualquer situação que você precisar criar um ambiente de testes para o WordPress é recomendado usar um banco de dados separado, criado a partir de um clone do banco de dados original. O motivo é que diversas configurações do WordPress (incluindo a URL de instalação) são gravadas no banco. Isso também afeta temas e plugins. Portanto, mesmo que fosse viável fazer um clone do WordPress usando o mesmo banco de dados, acho que você não ia querer isso. A cópia do WordPress dá algum trabalho, mas vale a pena. Se você não quiser refazer as configurações manualmente, existem outras opções, como usar um plugin, por exemplo (este aqui é bem famoso).

          O certificado SSL adiciona um pouco mais de complexidade ao cenário. Se o site não depende do SSL para funcionar, você pode fazer um clone do WordPress sem o certificado. Nesse caso, teria apenas que ajustar as URLs para a versão HTTP. Não conheço os detalhes do seu ambiente, mas uso aqui um ambiente de desenvolvimento sem SSL. Não há problema em fazer isso, já que ele não será indexado nem utilizado por nenhum usuário do site.

          Quanto à replicação das mudanças para o site principal, isso também pode ser um pouco complexo. Se estivermos falando de mudanças apenas no código-fonte, então o Git pode te ajudar bastante. Configurar um ambiente com controle de alterações e deploy automático pode dar algum trabalho, mas certamente compensa. Você nunca mais vai precisar lidar com o envio de arquivos para o servidor via FTP. Aqui tem um artigo interessante sobre uma maneira de fazer isso. É apenas um exemplo de configuração, então você pode buscar outro que te atenda melhor.
          Agora, se você quiser migrar alterações feitas no banco de dados, então infelizmente não há uma solução tão eficiente quanto o Git (ou pelo menos não conheço). Você poderia migrar o banco de dados completamente do site de desenvolvimento para o principal, fazendo os ajustes necessários nas configurações de URL. Mas se o site principal tiver sofrido qualquer alteração de conteúdo desde o momento em que o banco de dados foi exportado, então essa opção não é indicada, porque as alterações seriam perdidas. Nesse caso, você deve refazer tudo o que foi alterado no site principal.

          Aqui no TSHS, além do site publicado, nós temos um ambiente de desenvolvimento na web (para que outras pessoas do time possam interagir com mudanças sem afetar o site principal) e tudo é controlado por um repositório Git externo. No meu computador também há um clone do site e posso enviar alterações via Git tanto para o ambiente de desenvolvimento quanto para o site publicado. Dessa forma, todas as alterações no código-fonte (incluindo a inserção de novos plugins) é publicada automaticamente a partir do Git. O lado ruim desta configuração é o banco de dados, que nesse caso, são 3 bancos independentes. Para minimizar as diferenças ao longo do tempo, de tempos em tempos refaço a importação do banco de dados oficial nos clones. Dessa forma os ambientes de desenvolvimento estão com um conteúdo sempre próximo do que está publicado.

          Apesar da complexidade aparente, existem muitas maneiras de se conseguir isso que você deseja, então vale a pena pesquisar até encontrar uma configuração que te atenda. Se eu estivesse no seu lugar, daria especial atenção ao fluxo de trabalho, que é migrar as alterações para o site publicado.

          Se conseguir chegar a uma configuração satisfatória, compartilha aqui para que outras pessoas possam aprender também. 🙂

          Abraços!

      • mauricio

        resumindo….. achar uma forma facil de sincronizar tabelas, banco de dados, categorias, conteudos, e ATE PLUGINS JA HOMOLOGADOS ANTERIORMENTES… mas sem o compartilamento de plugins que ainda estão sendo avaliados..

        Acho ate estranho que nenhum desenvolvedor tenha pensado nisto. Achei diversos produtos para migracao de sites, clone de sites,mas geralmente é TUDO.

        espero que tenha entendido agora

        Responder
        • Bill Bordallo
          Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

          Oi, Mauricio,
          Realmente, a sincronização de tabelas é a parte mais chata do processo de manter ambientes separados no WordPress. Ainda faço isso manualmente, mas é bem chato mesmo.
          Encontrei um plugin que parece fazer este trabalho, mas infelizmente ele não é atualizado há alguns anos, então pode ser arriscado usá-lo. Se quiser conferir mesmo assim, veja este link. Aqui há um tutorialsobre como usá-lo.
          Também encontrei este artigo com 8 maneiras de sincronizar repositórios com o WordPress.
          Espero ter ajudado!
          Abraços.

  3. Renato

    Olá, criei com sucesso um subdomínio, porém como utilizar? Quando acesso este subdomínio aparece como se o endereço não existisse. Preciso configurar algo antes? Queria colocar um site para mostrar de exemplo para meus amigos.

    Responder
    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Renato,
      Em algumas empresas, a publicação do subdomínio não ocorre imediatamente após a sua criação. Verifique novamente em algumas horas para saber se não é este o caso. Se quiser nos informar qual a sua empresa de hospedagem, podemos tentar verificar o tempo de propagação.
      Qualquer dúvida, basta entrar em contato.

      Responder
  4. REINALDO OLIVEIRA

    Que ótimo, dá para criar um subdomínio e baixar o WordPress separado em uma nova instalação.
    Valeu,

    Responder
    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Reinaldo,
      Sim, é perfeitamente possível ter múltiplas instalações do WordPress em subdomínios diferentes.
      Qualquer dúvida, estamos à disposição.
      Abraços.

      Responder
  5. Deivis Vargas

    só me resta uma duvida ,sou desenvolvedor e gostaria de utilizar isso ,para criar acessos diferentes para cada cliente no sistema ,se por exemplo 4 pessoas acessarem seus subdomínios diferentes simultaneamente ,eu estarei utilizando o domínio principal com logins simultâneos ,ou ficaria cada um acessando domínios diferentes ?.

    Responder
    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Deivis,
      Isso depende da forma como a autenticação será realizada. A princípio, se a autenticação for realizada por sessão na linguagem de programação, então ela só é válida para o subdomínio em questão. Nesse caso, se 4 pessoas acessarem os subdomínios simultaneamente, nenhum destes acessos será válido para o domínio principal. Eles serão contabilizados individualmente em cada subdomínio.
      Por outro lado, se você usar outra forma de autenticação, como um token, isso pode ser refletido em diferentes domínios e subdomínios.
      Abraços!

      Responder
    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Claudio,
      Obrigado pelo comentário.
      Se pudermos ajudar a esclarecer alguma dúvida, basta entrar em contato.

      Responder
  6. Paulo Tonietti

    Parabéns Bill pelo artigo. Muito bem explicado. Tirei minhas duvidas.

    Responder
    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Paulo,
      Obrigado pelo comentário. Fico feliz que conseguiu esclarecer suas dúvidas com o artigo. 🙂
      Abraços.

      Responder
  7. Fabia

    Oi!! Muito boa a explicação ?!! Eu tenho 2 blogs e 1 deles tem o domínio do Google domains, já tentei fazer subdomínio para o outro, mas sempre depois um tempo da erro, acho que eu faço alguma errada que o primeiro blog principal que tem o domínio some e fica só o outro que é subdomínio ?!! Até que desisti de fazer subdomínio!

    Responder
    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Fabia,
      Qual é a plataforma que você utiliza nos blogs? Blogger, WordPress.com, WordPress instalado ou outra?
      Se puder nos fornecer mais detalhes, podemos tentar ajudá-la a configurar o subdomínio.
      Fico à disposição.
      Abraços!

      Responder
  8. Luciana Claudia dos Santos

    boa noite eu tenho um site no wix da pra criar subdominio também? Nao achei nada nas configurações.

    Responder
    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Luciana!
      Sim, é possível criar subdomínios no Wix. Um subdomínio pode tanto apontar para um site externo (ex.: blog.site.com) como para um site Wix. Em ambos os casos você precisa estar assinando um plano pago do Wix, já que é necessário apontar um domínio principal para o Wix e este recurso só está disponível a partir do plano Connect Domain.
      As instruções detalhadas para uso de subdomínios em todas as configurações possíveis estão nesta página (em inglês).
      Espero ter ajudado! Qualquer dúvida me fale. 🙂
      Abraços.

      Responder
  9. João Carlos

    Bom dia,
    Muito obrigado pelas informações está me ajudando muito.
    Mas tenho um outra dúvida, eu tenho um domínio de uma loja, mas vou abrir outra loja em outro estado, eu posso ter um subdomínio para essa loja? Mas quero que o site seja exatamente igual, mas que as vendas entre para a loja que vendeu.
    Tem como fazer isso?
    Desde já agradeço.

    Responder
    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, João,
      Obrigado pelo comentário.
      Sim, você pode ter um subdomínio para a segunda loja, sem problemas. Para isso, basta configurar o subdomínio na hospedagem e fazer uma cópia do site.
      Não conheço os detalhes do seu negócio, mas vale levantar outras possibilidade para fazer o que você deseja (separar as vendas por loja). Se quiser fornecer mais informações, podemos tentar te orientar melhor.
      Abraços.

      Responder
  10. Santiago

    Boa noite, estou estudando WordPress e tenho um site em joomla, posso criar um subdominio do meu site em joomla com wordpress ?

    Responder
    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Santiago,
      Sim, você pode ter um subdomínio com o WordPress instalado. A configuração para criar um subdomínio está relacionada à hospedagem, ou seja, independe da linguagem ou plataforma utilizada no site que está no domínio principal. Ao criar um subdomínio na sua hospedagem, você precisará associar um diretório a ele, que será criado no momento da configuração do subdomínio. Após isso, basta realizar a instalação do WordPress no diretório onde o subdomínio foi configurado e pronto: você terá agora um site em Joomla no domínio principal e um site em WordPress no subdomínio. Existe ainda a possibilidade de apontar este subdomínio para outro servidor, em outra hospedagem, mas acho que não seria o caso, certo?
      Se puder ajudar com mais alguma informação, basta retornar o contato. 🙂
      Abraços e boa sorte!

      Responder
  11. Marcel

    Boa noite pessoal! Utilizei o recurso do cpanel para criar um subdomínio para desenvolver um novo website em wordpress para não retirar o site atual do AR! Agora como faço para publicar o novo site que esta no subdomínio para o domínio correto.

    Responder
    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Marcel,
      Você precisará fazer uma pequena migração do WordPress com mudança de domínio. Isso porque o WordPress grava a URL base de sua instalação no banco de dados. Além disso, os arquivos também precisarão mudar de diretório para funcionarem na raiz do domínio. Existe um procedimento para manter o WordPress funcionando na base do domínio mesmo estando fora do diretório raiz, mas não conheço os detalhes do seu ambiente para avaliar se esta seria a opção mais indicada. A migração, no entanto, com certeza vai servir para o que deseja.
      Para ver o passo a passo do procedimento, acesse o artigo Como migrar o WordPress com mudança de domínio.
      Se puder ajudar com mais alguma informação, é só entrar em contato.
      E boa sorte com a migração! 🙂

      Responder
  12. REINALDO

    Olá,, muito bom seus esclarecimentos, ajudam muito a todos.
    Gostaria de saber em um subdomínio eu posso ter instalado um outro tema de WordPress.
    Por exemplo, no principal usar o buddypress como rede social e no subdomínio um tema normal para site

    Responder
    • Redação
      Equipe Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Reinaldo,
      Sim, você pode. Nesse caso, você precisa ter uma segunda instalação do WordPress neste subdomínio. Eles vão funcionar como dois sites completamente independentes. Assim, você poderá ter configurações diferentes em cada um deles, incluindo o uso de temas e plugins distintos em cada instalação.
      Antes de realizar a instalação, no entanto, é importante verificar se o seu plano de hospedagem permite mais de um site.
      Se pudermos ajudar com mais alguma informação, basta entrar em contato.
      Abraços e boa sorte!

      Responder
  13. Juka

    Tudo bom? Eu posso criar uma loja virtual no subdominio? Sendo que no domínio já existe uma loja virtual, seria possivel criar outra totalmente diferente em um subdominio?

    Responder
    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Juka,
      Sim, você pode criar sites, blogs, lojas virtuais e outras aplicações de maneira completamente independente usando subdomínios. É possível, inclusive, configurá-los em servidores/hospedagens distintas.
      As possibilidades são muitas. Por isso, antes de criar o subdomínio, é importante planejar como será a sua presença online. Definir, por exemplo, se você terá apenas uma loja virtual, um site, um blog e quais serão os endereços de cada um.
      Espero ter ajudado. Tendo outras dúvidas, basta entrar em contato.
      Um abraço!

      Responder
      • Juka

        Obrigado pela resposta.
        No caso a loja virtual do meu domínio é voltada para pessoa física. Eu gostaria de criar um subdominio apenas para pessoa jurídica.
        Eu uso o wordpress para edição, seria totalmente possivel entao, certo?

        Muito obrigado pela atenção e na prontidão de sua resposta.
        Um abraço

        Responder
        • Bill Bordallo
          Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

          Sim, é possível instalar a segunda loja no subdomínio. Verifique se a sua hospedagem oferece alguma restrição quanto à inclusão de um segundo site ou uma segunda instalação do WordPress. Se não existirem restrições, acredito que você poderá criar sem problemas.
          Precisando de outras informações, estamos por aqui.
          Um abraço.

    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Edson,
      Ótima pergunta!
      “www” é um subdomínio de “teste”.

      Todo nome que está à esquerda do ponto é um subdomínio do trecho à direita. O ponto, no caso, é o que separa as hierarquias.
      Usando o seu exemplo, www é um subdomínio de teste.dominiox.com.br. O nome teste, por sua vez, é um subdomínio de dominiox.com.br. Já dominiox é um subdomínio do TLD (top level domain, ou domínio de topo) com. Por último, com é um subdomínio do ccTLD (country code top level domain, ou domínio nacional de nível superior) br.

      Espero ter ajudado! Caso tenha outras dúvidas, é só escrever. 🙂
      Abraços.

      Responder
      • Edson

        Obrigado Bill. Sim, me ajudou bastante. Muito bom saber que existem canais como este. Um grande abraço.

        Responder
    • Redação
      Equipe Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá!
      Tecnicamente, o domínio é apenas meusite.com.br. O www é na verdade um subdomínio, como explicamos neste artigo.
      Apesar disso, na prática, as pessoas estão acostumadas a se referir ao domínio – ou endereço eletrônico – na forma que contém o www. Portanto, fique à vontade para usar a maneira que preferir, o importante é que o seu site seja encontrado.
      Um abraço.

      Responder

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados. Então, seu comentário não será exibido imediatamente após o envio.
Mas fique tranquilo(a), porque ele será respondido em breve. 😉