Blogger ou WordPress: qual a melhor ferramenta?

blogger ou wordpress

Para quem está pensando em criar um novo blog ou site, uma das etapas mais importantes está na escolha da ferramenta. É comum ficar em dúvida, principalmente sobre qual a melhor: Blogger ou WordPress.

Este questionamento é compreensível, afinal, as duas ferramentas são gratuitas e muito populares. E em um mundo com cada vez mais opções, é normal ficar dividido, mesmo após uma longa pesquisa sobre o tema. Isso acontece comigo, com você e com todas as pessoas que precisam tomar decisões todos os dias, mas não são especialistas em determinado assunto. 🙂

Para ajudá-lo nesta missão, mostrarei os pontos fortes e fracos do Blogger e do WordPress, através de um comparativo detalhado, como no artigo que escrevi sobre Wix e WordPress. Você verá que cada ferramenta é mais indicada para uma situação e um tipo de pessoa, mesmo que tecnicamente uma delas seja superior. Vamos lá?

Resumo da comparação

Se você prefere ver um resumo da nossa análise, confira a tabela abaixo com as pontuações do Blogger e do WordPress para cada item avaliado. Para se aprofundar, basta ler nosso artigo.

BloggerWordPress
Facilidade de Uso44
Aparência35
Recursos35
SEO35
Segurança55
Suporte34
CustoGratuito, inclusive com uso de domínio próprio. O domínio deve ser comprado separadamente.WordPress.com é gratuito, com versão paga a partir de US$ 2,99/mês. WordPress.org (instalado) é totalmente gratuito, mas precisa de domínio e hospedagem.
Indicado paraPessoas que querem criar um blog de forma fácil, rápida e gratuita. Blogs pessoais são ótimos exemplos de uso desta ferramenta.Qualquer pessoa que queira criar um blog ou site, do mais simples ao mais profissional. A escolha da versão do WordPress dependerá do nível de flexibilidade e recursos que se busca.
Comece jáExperimente o BloggerAprenda a criar um site no WordPress.org ou experimente o WordPress.com

Apresentando: Blogger e WordPress

Antes de analisar os pontos de cada ferramenta, faremos uma breve apresentação de cada uma, para que possa conhecê-las melhor.

Blogger

Blogger

O Blogger é uma ferramenta gratuita de publicação de blogscriada em 1999 e comprada pelo Google em 2003. Lançada apenas 4 anos depois da internet se tornar pública no Brasil, o Blogger foi e continua sendo uma das ferramentas mais populares da web. A ferramenta está disponível em todo o mundo, em dezenas de idiomas, incluindo Português do Brasil.

Segundo o site W3Techs, o Blogger é utilizado por 1,1% de todos os sites publicados na internet e ocupa o 5º lugar entre os gerenciadores de conteúdo, ficando atrás apenas das ferramentas WordPress, Joomla, Drupal e Magento.

WordPress

wordpress

O WordPress é um sistema de gerenciamento de conteúdo gratuito, voltado principalmente para a criação de blogs e sites. Criada em 2003, a ferramenta é open source e utiliza a linguagem PHP e banco de dados MySQL.

Segundo o WordPress, a ferramenta já conta com mais de 60 milhões de usuários e é utilizada por mais de 27% de toda a internet, o que a torna líder mundial entre os sistemas de gerenciamento de conteúdo.

É importante destacar que o WordPress possui duas versões: uma hospedada pela própria empresa e disponível no site WordPress.com, e a versão instalada, que pode ser baixada no site WordPress.org. Sempre que possível, farei essa diferenciação no artigo, mas para que possa entender melhor as versões, recomendo nosso artigo WordPress.com X WordPress.org.

Agora que apresentamos as duas ferramentas, vamos compará-las nos quesitos: facilidade de uso, temas, flexibilidade, recursos, SEO, segurança, suporte e custo. Desta forma, será mais fácil para você decidir qual é a mais indicada: Blogger ou WordPress. 🙂

#1 – Facilidade de uso

Blogger 4

O Blogger é uma ferramenta gratuita, muito simples e fácil de usar. Para começar, basta ter uma conta gratuita do Google (ou criar uma na hora). O painel está em português e é fácil de entender, mesmo para quem não é familiarizado com o assunto.

Ao navegar pelo menu, em poucos cliques você seleciona um nome e um tema para o seu blog, personaliza o layout e já pode começar a escrever seu primeiro post. Também é possível fazer upload de temas ou configurar um domínio próprio, gratuitamente e com facilidade. Para quem tem conhecimento técnico, é possível customizar ainda mais o layout, editando o CSS.

Blogger painel

O editor de texto é igualmente fácil de usar, mas em alguns pontos se mostra restrito. Há poucas opções para formatação de textos (normal, título, subtítulo e título secundário) e ao inserir uma imagem é preciso selecionar um tamanho pré-determinado, não sendo possível arrastar a imagem para o tamanho desejado. A única saída, neste caso, é modificar o tamanho no HTML, o que não é amigável.

WordPress 4

O WordPress é uma ferramenta menos intuitiva que o Blogger, principalmente no começo. Mas com a prática se mostra uma ferramenta fácil de usar e com muitos recursos que facilitam a rotina do usuário. Começar é simples e parecido com o Blogger, se você for pelo WordPress.com. Já na versão instalada, como o próprio nome diz, é preciso instalar o WordPress em uma hospedagem, para então começar a usá-lo. É um processo simples, principalmente se você utilizar um instalador automático. Ainda assim, não dá para comparar com a facilidade das demais opções.

Uma vez que você acessa o WordPress, é fácil selecionar um tema para o seu blog ou site. Há muitas opções, gratuitas e pagas, acessíveis pelo próprio painel. Dependendo do tema que escolher, é possível personalizá-lo sem ver uma linha de código sequer. Ainda assim, a ferramenta também permite customizações avançadas, para quem tem conhecimento técnico. Neste ponto, as possibilidades do WordPress são quase infinitas (e quanto mais customizado, mais complexo pode se tornar).

WordPress.com e WordPress.org - painel de controle

WordPress.com e WordPress.org – painel de controle

A questão do domínio funciona um pouco diferente. Assim como no Blogger, no WordPress.com você pode usar um endereço gratuito, no subdomínio deles (ex: meusite.wordpress.com). A diferença está no uso de domínio próprio, que só é permitido no plano pago. Já na versão instalada do WordPress, o domínio é obrigatório.

O editor de texto difere entre as versões do WordPress, mas ambas são amigáveis e oferecem uma gama de opções maior do que o Blogger, inclusive nos aspectos de formatação de textos e inserção de imagens. No WordPress.com é possível ainda usar o painel padrão ou o do WordPress.org.

#2 – Aparência

Blogger 3

O Blogger parece ter parado no tempo quando o assunto é tema. A ferramenta disponibiliza pouquíssimos temas gratuitos (ao todo são 7 modelos, com variações básicas) e seus layouts são bastante simples. É possível personalizar o tema, mas de forma limitada. Para fazer customizações avançadas é preciso editar o CSS, opção restrita às pessoas com conhecimento em web design.

Tema Blogger

Tema gratuito do Blogger

Por outro lado, na internet há templates, gratuitos e pagos, disponíveis para utilizar no Blogger. Alguns deles, inclusive, responsivos (se adaptam às telas). É preciso pesquisar bem, pois os modelos gratuitos costumam ser mais limitados e alguns nem funcionam adequadamente. Os modelos pagos, por sua vez, são mais profissionais e têm suporte incluído. Os preços variam entre 10 e 29 dólares, e são oferecidos em sites especializados como o ThemeForest.

Blogger template pago

WordPress 5

Neste aspecto, o WordPress está muito à frente do Blogger, tanto pela quantidade como pela qualidade dos temas. Só o WordPress.org oferece mais de 4.000 temas gratuitos no seu diretório. Além disso há mais de 8.000 temas pagos só no site Themeforest, com preços que ficam na média de 60 dólares. Para quem opta pelo WordPress.com, que é a versão hospedada no próprio WordPress, são mais de 350 temas.

Muitos temas desenvolvidos para o WordPress utilizam as melhores práticas de design e desenvolvimento web, então é relativamente fácil encontrar temas responsivos e profissionais. Para escolher um bom tema, uma dica é filtrar pelos mais vendidos e melhor avaliados. Este é um sinal de que muitas pessoas já testaram e aprovaram o tema.

WordPress diretório de temas

#3 – Flexibilidade

Blogger 3

No quesito flexibilidade, o Blogger também leva desvantagem frente ao WordPress, tendo apenas um ponto a seu favor: a possibilidade de usar um domínio próprio gratuitamente.

No restante, é uma ferramenta que oferece customização limitada e pouca versatilidade. Criar um blog no Blogger até pode ser fácil, mas criar um site ou loja virtual é mais complicado. Outra restrição está relacionada à hospedagem. Como o Blogger está hospedado nos servidores do Google, você não tem controle sobre a hospedagem. Para migrar é preciso mover todo o conteúdo para outra plataforma, em um processo bastante trabalhoso e que costuma resultar em perda de assinantes e posicionamento.

WordPress 5

O WordPress é bem mais flexível, podendo ser hospedado nos servidores próprios da empresa (Automattic) ou em uma empresa de hospedagem, através da versão instalada. É possível ainda migrar da versão WordPress.com para a instalada, com certa facilidade.

A ferramenta também oferece muitas possibilidades de customização, sendo adaptável para sites, blogs e lojas virtuais, esta última com algumas restrições. Entre as versões, a instalada (WordPress.org) é a que oferece maior flexibilidade. Como citei anteriormente, é possível fazer quase tudo em um WordPress. Basta ter em mente que ele pode ser bem simples ou se tornar bastante complexo, dependendo do que você quiser fazer.

#4 – Recursos

Blogger 3

O Blogger vem com alguns recursos interessantes para quem está começando e não tem conhecimento técnico. Dentre eles, está a integração com o Google Adsense, que permite que você veicule anúncios da rede Google e ganhe dinheiro com os cliques originados no seu site. Como ambas as ferramentas são do Google, essa integração é bem fácil no Blogger.

O Google Analytics é outra ferramenta gratuita do Google que também está disponível para usuários do Blogger. A integração é muito simples, como você pode ver neste link de ajuda da própria empresa.

Além disso, o Blogger possui os recursos básicos de qualquer ferramenta de blog, como moderação de comentários, controle de acessos, inserção de autores, configuração de domínio e SEO (que vamos analisar adiante). Também é possível fazer backup de forma bem fácil, baixando um arquivo para o computador.

Recursos Blogger - AdSense

WordPress 5

Por ser uma ferramenta de código aberto e oferecida gratuitamente, o WordPress conta com muitos recursos, próprios e de terceiros, que podem ser adicionados através de mais de 47.000 plugins. Dentre os mais populares estão o W3 Total Cache, Yoast SEO, Jetpack, Contact Form 7 e WooCommerce, apenas para citar alguns. Também é possível integrar ferramentas externas, como o Google Analytics e o Google Adsense, citadas anteriormente, além de várias outras.

Aqui temos mais uma diferença significativa entre as versões do WordPress. Ao contrário da versão instalada, que permite que você instale qualquer plugin, no WordPress.com você tem acesso a um número restrito de plugins, que estão disponíveis na sua conta. E alguns deles, como o Google Analytics, só estão disponíveis no plano pago. Esta restrição infelizmente acaba limitando os sites e blogs construídos no WordPress.com.

WordPress - diretório de plugins

#5 – SEO

Blogger 3

Apesar de ser uma ferramenta do Google, o SEO não é um dos pontos fortes do Blogger. A ferramenta até permite algumas configurações de SEO, mas de forma limitada. Como por exemplo, inserir uma descrição para o blog, ocultar páginas e links da pesquisa, fazer redirecionamentos e inserir atributos nas imagens (mais opções neste link de ajuda do Blogger).

O Blogger também tem dois pontos positivos, que são as URLs amigáveis (que podem ser compreendidas por usuários e por robôs, como www.meusite/minha-empresa) e o sitemap, que é um arquivo que fornece para os buscadores uma lista contendo todas as páginas do site ou blog, facilitando a sua indexação.

Blogger SEO

Um ponto negativo do Blogger em relação ao SEO é a marcação de títulos, configurada previamente pelo tema escolhido. Os títulos são aqueles Hs que ficam no HTML e ajudam os robôs a entender a hierarquia do conteúdo. Um “H1” identifica um título, e em seguida, com menor importância, vêm os títulos “H2”, “H3” e assim por diante. Nos temas que analisei, essas tags não estão otimizadas. Em alguns casos, o H1 é o título do blog, o H2 é o título dos widgets e somente o H3 é o título do post. Vale lembrar que nem todos os temas foram testados, então é interessante analisar qualquer tema antes de aplicá-lo em seu blog, ok?

WordPress 5

Umas das grandes vantagens do WordPress é que ele é amigável para os buscadores (ou SEO Friendly, como chamam por aí). Em outras palavras, você tem chances maiores de estar bem posicionado no Google se estiver usando um WordPress (e seguir as boas práticas, claro).

Para ter um site WordPress otimizado para os buscadores é preciso realizar algumas configurações importantes, disponíveis na versão instalada (WordPress.org). Dentre elas está a configuração de URLs amigáveis e a instalação de plugins, como o Yoast SEO e o W3 Total Cache, que vão permitir que você faça as configurações necessárias e otimize pontos como a velocidade de carregamento, também relevante para o SEO.

WordPress.org - Detalhe do plugin Yoast SEO

WordPress.org – Detalhe do plugin Yoast SEO

Como este é um tema vasto, não seria possível descrever todas as possibilidades de SEO neste artigo. Vale apenas frisar que o WordPress.org tem uma estrutura amigável e permite configurações que o tornam a ferramenta ideal para quem procura um bom posicionamento orgânico nos sites de busca.

Por outro lado, infelizmente na versão do WordPress.com é preciso ter um plano pago para poder fazer algumas das configurações de SEO. Este é mais um dos aspectos que tornam a versão instalada do WordPress a melhor opção.

#6 – Segurança

Blogger 5

O Blogger está nos servidores do Google, que certamente estão entre os mais seguros do mundo. Sendo assim, ao ter um blog nesta ferramenta, você não precisará se preocupar com segurança, pois ela é de responsabilidade do próprio Google.

Além disso, o Blogger já utiliza o HTTPS (de forma opcional), que oferece maior segurança nas conexões através da criptografia. A implementação do certificado de segurança SSL é cada vez mais comum e vem sendo incentivada pelo próprio Google, como forma de tornar a internet mais segura.

WordPress 5

No WordPress.com você também conta com a segurança da empresa que fornece o serviço, a Automattic. Da mesma forma, todos os sites e blogs hospedados já utilizam o HTTPS gratuitamente, e plugins de segurança, como Akismet e Jetpack, já vêm instalados automaticamente.

A versão instalada, por sua vez, funciona de forma totalmente diferente. Como a hospedagem é de sua responsabilidade, no WordPress instalado a segurança depende principalmente de você e do servidor onde seu blog está hospedado. Para isso, é preciso: manter o WordPress atualizado, instalar e atualizar plugins de segurança, configurar o SSL e escolher uma hospedagem segura, entre outras coisas.

#7 – Suporte

Blogger 3

Como na maioria das ferramentas gratuitas, o suporte do Blogger é limitado à Central de Ajuda e ao Blog. Por ser muito popular, certamente é possível encontrar bastante conteúdo na internet para questões comuns. Ainda assim, é preciso encontrar as respostas e resolver o problema por conta própria (ou com a ajuda de algum profissional).

WordPress 4

O WordPress.org, que também é gratuito, conta com uma comunidade grande e participativa, que ajuda a desenvolver e manter a ferramenta. Por isso, é possível encontrar bastante material de ajuda no fórum de suporte, além de milhares de sites na internet dedicados ao assunto. Por tratar-se de uma comunidade mundial, os fóruns de ajuda existem em dezenas de idiomas, além do português, é claro.

Fórum de suporte WordPress.org

Não há telefone ou e-mail de suporte, então também é preciso resolver as questões por conta própria. Caso seja necessário obter ajuda profissional, pode-se contratar algum especialista, que provavelmente cobrará pelo serviço. A vantagem de usar o WordPress é que há milhares de profissionais aptos a trabalhar nesta plataforma. No WordPress.com há suporte via chat e e-mail, porém somente em alguns planos pagos.

#8 – Custo

Blogger 5

O Blogger é gratuito e permite até o uso de domínio personalizado, sem que seja necessário um plano pago. Por conta disso, podemos dizer que é a forma mais barata de entrar na internet.

WordPress 4

O WordPress.com também permite começar gratuitamente, mas é preciso pagar para usar um domínio personalizado ou até mesmo para remover os anúncios do site. Atualmente os planos começam em 2,99 dólares por mês, cobrados anualmente. Em reais, ficaria em torno de R$ 10 mensais. A tabela abaixo mostra todos os planos atualmente em vigor:

Planos WordPress.com

Já a versão instalada do WordPress é gratuita e está disponível no site WordPress.org. Sendo assim, os custos básicos são do domínio e da hospedagem, ambos obrigatórios nesta versão do WordPress. O domínio custa a partir de R$ 40 por ano e a hospedagem custa a partir de R$ 10 mensais, dependendo do plano e da promoção. Para ver mais informações sobre preços e planos, acesse nosso comparativo com as melhores hospedagens. Caso opte por um tema pago, este custo também deve ser considerado.

Para quem o Blogger e o WordPress são indicados?

Blogger

Blogger logoO Blogger é ideal para pessoas que querem criar um blog, de forma fácil, rápida e gratuita. Blogs pessoais são ótimos exemplos de uso desta ferramenta. Não há grande preocupação com SEO ou design, porque o blog não é um projeto profissional, e sim um passatempo ou um lugar para expôr suas ideias. Não há planos para investir dinheiro no blog, a não ser que ele dê algum retorno financeiro no futuro. Neste caso, ele poderia ser migrado posteriormente para outra plataforma.

WordPress

WordPress logoO WordPress é indicado para diversos tipos de pessoas e necessidades. Existem aquelas que querem apenas um blog pessoal, e por isso utilizarão a versão gratuita do WordPress.com. Há também aquelas que buscam um site ou blog simples e profissional, sem complicações, e por isso contratarão a versão paga do WordPress.com. E finalmente o grupo que deseja ter um site ou blog profissional mais robusto e escalável, e portanto estão dispostas a investir em uma ferramenta que oferece controle, flexibilidade e uma infinidade de recursos, como o WordPress.org. Para estas pessoas, design, SEO e todos os demais aspectos de um site são essenciais para alcançar os melhores resultados.

Conclusão: Blogger ou WordPress?

Como você pode ver, tanto o Blogger como o WordPress são ótimas opções, dependendo do seu objetivo. E mesmo dentro do WordPress há muitas possibilidades, como o WordPress.com e a versão instalada. De forma resumida, eu diria que: se o seu projeto é pessoal e a grana está curta, opte pelo WordPress.com (ou Blogger). Se este é um projeto importante e que você espera que dê retorno no futuro, inclusive financeiro, considere usar o WordPress instalado. E principalmente, faça você a sua escolha, pois ninguém conhece melhor as suas necessidades do que você.

Se tiver alguma dúvida ou precisar de ajuda, deixe um comentário que terei prazer em responder. Se gostou deste artigo, compartilhe nas suas redes sociais. Sucesso com o seu projeto online! 🙂

Crie seu site agora mesmo!

Blogger.com WordPress.com WordPress.org

↑ Ir para o topo

Por:

Profissional de marketing e empreendedora, com mais de 10 anos de bagagem digital. Ama viajar e sonha com o dia em que qualquer pessoa poderá ter o seu site na internet.

10 Comentários

  1. Ronnie Martyns

    Eu tenho um plano de hospedagem no hostgator lá eles são muito.
    Tô pensando seriamente em transferir meus sites pra…sabe quero algo profissional.
    Você acha que consigo crescer no Blogger? Nossa amei seu site…faz e horas que tô aqui funçando kkkk tirando minhas dúvidas.
    E muitas dúvidas cruéis vc me etende

    Responder
    • Tathiana Sobroza

      Que bom que curtiu nosso site! Fico muito feliz em saber. 😍
      Sobre crescer no Blogger, essa é uma pergunta difícil de responder porque depende da muitos fatores (muitos mesmo!). O que posso dizer é que vale a pena dar uma atenção especial para os seguintes itens: o conteúdo (original, bem escrito, otimizado para palavras-chave etc.), o SEO (conjunto de ações para otimização do site nos mecanismos de busca) e o site propriamente dito (boa arquitetura, agilidade no carregamento etc.). Se você seguir essas boas práticas, certamente verá crescimento no seu site. No entanto, as limitações do Blogger poderão fazer com que este crescimento seja menor. Por outro lado, se você tiver um WordPress e ele não for otimizado (ex: se não usar URLs amigáveis), também terá dificuldades para crescer.
      Quanto à hospedagem, tanto a HostGator quanto outras empresas possuem bons planos, e mesmo os mais baratos não deixam de ser profissionais. Em outras palavras, você só deve pensar em usar uma hospedagem mais robusta se os seus sites demandarem este tipo de solução. Caso contrário, ficará com uma hospedagem mais cara e não usará todos os recursos que ela oferece.

      Responder
  2. Ronnie Martyns

    Nossa li tudo.
    Tudinho.
    E tô com uma dúvida cruel…quero um site de Notícias Diários de música e entrevista.
    Quero que ficar Bem profissional.
    Aí começei no Blogger mas quero expandir e crescer com o site.Eu num sei se investir no Blogger vai dar certo ou um dia vier mi decepcionar.
    http://www.atitudeevisao.com.br

    Responder
    • Tathiana Sobroza

      Oi, Ronnie.
      Toda escolha tem prós e contras. O WordPress (instalado) oferece muitas vantagens em comparação com o Blogger, porém torna mais complexa a manutenção do seu site. Nessa versão você precisará gerenciar todos os aspectos do WordPress, incluindo plugins e atualizações, e também a hospedagem. É a escolha recomendada para quem está disposto a investir no site. Caso você não tenha certeza, ou no momento não disponha de recursos ($ ou tempo), o Blogger acaba sendo uma opção viável e bem mais fácil. Há ainda o WordPress.com, que é um bom caminho para quem quer usar o WordPress, sem o trabalho de manutenção da versão instalada. Neste caso, vale lembrar que as opções são um pouco mais limitadas e que é preciso pagar por um plano, caso queira usar um domínio próprio. Espero ter ajudado e boa sorte com o seu site! 🙂

      Responder
  3. Wallace

    Parabéns pela matéria!

    Tenho um blog há mais de 1 ano e estou vendo que o mesmo pode gerar benefícios financeiros, ele está no blogger e temos domínio próprio.
    Porém, não tem receitas ainda.
    Mas, quero transformá-lo em profissional, apesar de poder me dedicar poucas horas no mesmo.

    Qual sua posição em relação a hospedagem?
    E quais gastos?

    http://www.viajaremochilar.com.br/

    Responder
    • Tathiana Sobroza

      Obrigada, Wallace. Bem legal o seu blog! 🙂
      A hospedagem do Blogger é fornecida gratuitamente pelo Google, dono da ferramenta. Ou seja, se optar por continuar no Blogger, penso que não precisa se preocupar com a questão da hospedagem.
      Por outro lado, caso esteja considerando uma mudança para o WordPress (versão instalada), com o intuito de crescer com o blog e torná-lo ainda mais profissional, então você realmente precisará de uma hospedagem.
      Sobre qual hospedagem contratar, você deverá levar em conta, entre outras coisas, o tráfego do seu blog. O espaço em disco também é um recurso para analisar, mas pelo que vi do seu blog, a grande maioria dos planos atenderá a sua necessidade. Eu diria, apesar de não conhecer a fundo o seu blog, que uma hospedagem compartilhada seria suficiente. O nosso blog está neste tipo de hospedagem e nunca ultrapassamos os recursos do plano. Os preços deste tipo de plano custam entre R$ 7 e R$ 15 por mês, na contratação de um plano anual ou superior. Temos um ranking de hospedagem de sites que poderá te ajudar a comparar os planos das principais empresas. Caso tenha interesse em ver, este é o link: https://tudosobrehospedagemdesites.com.br/ranking-melhor-hospedagem-de-sites/.
      Sucesso com o seu blog e qualquer dúvida, conte com a gente!

      Responder
  4. Amarilys - Muito bom

    Tathiana,

    Agradeço sua pesquisa e explicação. Foi muito útil para mim.
    Ganhei muito tempo achando seu post.
    Parabéns.

    Responder
    • Tathiana Sobroza

      Que bom, Amarilys! Fico muito feliz em saber. Obrigada!! 🙂

      Responder
  5. Rosana - Simplicidade e Harmonia

    Tathiana,

    Muito bom seu post, ficou bem explicado os prós e os contras de cada um. Tenho um blog no Blogger e estava pensando em migrar para o WP, mas de acordo com o que li em seu post, percebi que ainda não é o momento.

    Sucesso!

    Responder
    • Tathiana Sobroza

      Oi, Rosana! Obrigada pelo seu comentário. 🙂
      Fico feliz que o post tenha sido útil. Se em algum momento surgir alguma dúvida, fico à disposição.

      Responder

Deixe um comentário

↑ Ir para o topo