9 dicas para ter uma hospedagem otimizada em promoções e datas comemorativas

Hospedagem otimizada

Existem diversos momentos ao longo do ano em que as vendas no comércio aumentam consideravelmente. Estamos falando de datas comemorativas como o Dia das Mães, o Dia dos Pais, a Black Friday, o Natal, e tantas outras. Com o crescimento da Internet, esta tendência já se faz presente também em sites e lojas virtuais.

Se você possui um site que realiza vendas online e pretende fazer promoções relacionadas a qualquer data comemorativa, é importante preparar-se. E isso não diz respeito apenas à parte de estoque e logística, que também é importante, mas também ao site e à infraestrutura da sua loja virtual. Afinal, o tráfego costuma aumentar consideravelmente durante o período e o seu servidor precisa conseguir atender a todos os visitantes, sem interrupções.

Mas como fazer a sua hospedagem suportar o aumento de tráfego característico destas datas? Se este tipo de dúvida já passou pela sua cabeça, você está no lugar certo. Vamos listar aqui algumas dicas valiosas para otimizar sua hospedagem e receber mais visitantes sem sufoco.

Dica 1: Otimize o desempenho do site

Sempre que um usuário carrega uma página em seu site, há um determinado consumo de recursos do servidor. Este consumo é especialmente maior em sites que possuem conteúdo dinâmico, como é o caso de lojas virtuais e de gerenciadores de conteúdo, como Magento e WordPress. Neste tipo de plataforma, as páginas possuem partes dinâmicas, carregados de acordo com certas condições. Também ocorrem consultas ao banco de dados, para carregamento das informações dos produtos, entre muitos outros detalhes.

Podemos concluir então que quanto maior o número de visitantes de um site, maior será a carga no servidor. A recomendação, portanto, é otimizar ao máximo o desempenho do site, o que pode ser feito de diversas formas.

Como ponto de partida, é preciso entender como está o desempenho atual do seu site. Para isso, pode-se usar ferramentas como o Google Page Speed Insights, GTmetrics e similares.

Page Speed Insights, do Google

A ferramenta Page Speed Insights, do Google, traz recomendações para melhorar o desempenho de um site

Este tipo de análise vai levantar os pontos do site que merecem atenção e cuja otimização pode trazer melhorias significativas de desempenho. Ao implementar as sugestões, além de passar a ter um site mais rápido, também há redução da carga no servidor. Este é um passo importante para ter uma hospedagem otimizada e deixará o seu site melhor preparado para o aumento de tráfego característico das datas comemorativas.

Dica 2: Estime o aumento de tráfego

O uso de recursos de um servidor está diretamente ligado ao número de visitantes de um site. Portanto, estimar o tráfego que o seu site pode receber em determinado período pode ser crucial para preparar o servidor para períodos de aumento de demanda.

Muitas hospedagens possuem um limite de visitantes mensais. Mas mesmo entre as hospedagens que não possuem tal limite, a maior preocupação deve ser com os picos de tráfego. São aqueles momentos em que o site recebe um número de visitantes muito maior do que o normal, o que geralmente ocorre em campanhas de venda muito atrativas.

Tela do Google Analytics mostrando dados de audiência de um site

Tela do Google Analytics mostrando dados de audiência de um site

Ao analisar o histórico de audiência do seu site, é possível realizar estimativas para tentar prever o quanto de aumento pode ser esperado em dias de promoção. Com esta informação em mãos, verifique se a sua hospedagem poderá lidar com este aumento. Se antecipadamente você perceber que o plano atual não dará conta do aumento, é possível se planejar para fazer um upgrade. Caso tenha dúvidas, entre em contato com o suporte ou com o responsável técnico da sua loja virtual e peça ajuda.

Dica 3: Utilize cache no servidor

Dentre as medidas que podemos tomar para aliviar a carga do servidor, uma das mais efetivas é a utilização de cache no servidor. Este tipo de recurso cria cópias estáticas das páginas de um site e as serve aos usuários. Dessa forma, elimina-se parte significativa do processamento que seria realizado pelas linguagem de programação, ao montar páginas dinâmicas. As consultas ao banco de dados também são reduzidas, já que parte do conteúdo está em cache.

É importante estar ciente de que nem todo conteúdo do site pode ser “cacheado”. Algumas informações precisam estar sempre atualizadas, especialmente em sites que realizam vendas online. Afinal, você não quer que um cliente compre um produto que não está mais em estoque, mas que aparece como disponível no site, não é mesmo? Portanto, vale analisar o que pode e o que não pode entrar no cache. Ainda assim, este é um recurso fundamental para ter uma hospedagem otimizada e que poderá beneficiar a maioria dos sites e lojas virtuais utilizadas atualmente.

Para saber mais sobre o assunto, leia o artigo o que é cache e por que ele é importante para a sua hospedagem.

Dica 4: Ative uma CDN

CDN é o acrônimo de Content Delivery Network, que significa Rede de Distribuição de Conteúdo. E o que ela faz é espalhar cópias do conteúdo do seu site (ou partes dele) em data centers localizados ao redor do mundo. Assim, os usuários podem receber o conteúdo solicitado a partir de um ponto mais próximo geograficamente de sua localização.

A ideia original por trás deste recurso é o aumento de velocidade na entrega do conteúdo. No entanto, há um “efeito colateral” muito bem-vindo, que é a redução da carga do servidor. Como grande parte das requisições sequer chegam à hospedagem, a CDN consegue reduzir de maneira considerável o uso de recursos do servidor, tornando este um item fundamental para uma hospedagem otimizada.

CDN CloudFlare - tela de tráfego

Uma CDN pode reduzir bastante a carga do servidor

E o melhor é que este serviço não custa muito mais do que a própria hospedagem. Em alguns casos pode sair até mesmo de graça, como é o caso do CloudFlare. É um recurso importante a se considerar, não apenas para datas comemorativas, mas permanentemente em seu site, loja virtual ou aplicação web.

Para saber mais sobre o assunto, veja o artigo o que é CDN e por que devo usá-la em meu site.

Dica 5: Otimize as imagens do site

As imagens estão entre os recursos mais pesados no carregamento de um site. Imagens pesadas podem ser um verdadeiro problema para o usuário, principalmente para aqueles que navegam utilizando conexões de internet lentas e/ou em dispositivos móveis.

Assim, é recomendado tratar todas as imagens que serão publicadas em seu site ou loja virtual. Felizmente existem muitas maneiras de realizar este tratamento e não é necessário ser designer ou especialista em TI para fazê-lo. Ferramentas gratuitas, como o TinyPNG se propõem a reduzir o tamanho dos arquivos de imagem gratuitamente, através da eliminação de pixels não utilizados e técnicas similares.

TinyPNG

Ferramentas como o TinyPNG são ótimas para reduzir o peso dos arquivos de imagem

Para saber mais sobre isso, visite o artigo como otimizar imagens para o seu site: 4 regras de ouro!

Dica 6: Certifique-se de que o SSL está configurado corretamente

Se você possui ou administra uma loja virtual, provavelmente já conhece a importância de um certificado SSL. Este recurso garante a segurança das informações trocadas entre seu site e os usuários, criptografando os dados enviados e recebidos. Assim, fica praticamente impossível extrair qualquer dado, caso um pacote seja interceptado por um hacker.

Mas não basta apenas ter o certificado SSL instalado. Também é fundamental garantir que o tráfego ocorra 100% sob criptografia HTTPS e que não exista nenhum arquivo sendo carregado via HTTP. Além de comprometer a segurança das informações, este tipo de falha pode afugentar potenciais clientes, já que os navegadores indicam este tipo de ocorrência.

Navegue no site e verifique se o cadeado verde aparece no navegador em todas as páginas. Se preferir, submeta as URLs do site a uma inspeção de segurança, através do site Why No PadLock. Além de buscar por conteúdo não-seguro, a ferramenta ainda verifica a validade do certificado SSL.

Why No Padlock?

O Why no PadLock ajuda a encontrar erros de SSL

Para saber mais, visite o artigo certificado SSL: o que é e por que seu site precisa de um.

Dica 7: Configure um serviço de ping para monitorar o site

Esta não é uma dica para ter uma hospedagem otimizada, mas pode ser fundamental para identificar problemas rapidamente. Existem serviços especializados em monitorar continuamente sites e servidores.

O tipo mais simples de monitoramento realiza um ping, que é o envio de um dado para um servidor, e monitora o recebimento da resposta. Caso não se receba nenhuma resposta, um alerta é disparado para o administrador do site. O intervalo de tempo para o monitoramento geralmente pode ser definido pelo usuário. Sistemas mais completos podem ser instalados no servidor para monitorar outros recursos, como o uso de CPU e memória, alertando o administrador do site, da mesma maneira, em caso de problemas.

Serviços como o PingDom e o UpTime Robot realizam este monitoramento e são oferecidos em modalidades gratuitas e pagas.

Tela de monitoramento do PingDom

Tela de monitoramento do PingDom

Ter o seu site ou loja virtual monitorada é fundamental para qualquer pessoa que vende online ou que depende da sua disponibilidade. Assim, apesar de não ser um recurso preventivo, este pode ser um grande aliado quando algo de errado acontece.

Dica 8: Faça um upgrade (se for o caso)

Mesmo depois de realizar otimizações, nenhum site está livre de passar por instabilidades em momentos de pico de tráfego em promoções e datas comemorativas. Se este for o caso, talvez seja o momento de considerar um upgrade de plano ou uma solução de hospedagem mais robusta, como um VPS, Dedicado ou Cloud.

Esta também pode ser uma opção mesmo que não se tenha passado por qualquer instabilidade. Como mencionamos anteriormente, ao estimar o tráfego durante uma promoção como a Black Friday, por exemplo, é possível antever potenciais problemas e agir preventivamente.

Dica 9: Tenha um plano B

Por mais que sejamos precavidos, ninguém está livre de imprevistos. E no universo da hospedagem de sites, os problemas mais graves dizem respeito à indisponibilidade (site fora do ar) e à perda de dados. Isso para citar apenas algumas situações ruins. Por conta disso, ter um plano B pode ser uma boa estratégia para contenção de danos.

Como item fundamental de um plano de contingência, podemos eleger o backup (descubra aqui o que é backup e por que ele é vital para o seu site). Ter uma cópia do site, incluindo código-fonte, imagens e o banco de dados, é fundamental. Apesar de não evitar que o site fique fora do ar, pode ser importante para a recuperação dos dados ou migração de servidor.

Em casos mais extremos, nos quais a indisponibilidade deve ser evitada a qualquer custo, é possível buscar soluções mais avançadas, como ter servidores adicionais rodando cópias redundantes do site ou loja virtual. Este tipo de saída, no entanto, costuma ser mais cara e demanda uma equipe dedicada ao assunto.

Seja qual for o cenário, vale a pena ter um plano de emergência. Assim, se algo der errado, você já estará preparado para lidar com a situação.

Conclusão

Ter uma hospedagem otimizada é fundamental para qualquer negócio que depende da internet. E isso independe de ser uma promoção pontual ou uma data comemorativa. Por outro lado, é interessante ver como estas ações podem realmente preparar o seu site ou loja virtual para receber mais tráfego e ainda assim se manter de pé.

A exceção das dicas listadas aqui fica por conta de plataformas e serviços já hospedados e cuja manutenção não depende de nenhuma ação por parte do administrador. Este é o caso de ferramentas como criadores de sites, blogs hospedados (ex: WordPress.com) e lojas virtuais alugadas. Nestas plataformas, muitas vezes não se tem acesso ao código-fonte, não sendo possível realizar otimizações por conta própria.

Acima de tudo, é importante ter em mente que estas ações vão contribuir para a saúde do seu site como um todo. Em muitos casos, adotar procedimentos como os listados aqui poderá prolongar a permanência de seu site em uma hospedagem de baixo custo, como é o caso das principais hospedagens de sites.

Agora que você já sabe como ter uma hospedagem otimizada para promoções, descubra como a hospedagem pode influenciar no ranqueamento de sites no Google.

Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário e teremos prazer em ajudar.

Por:

Tudo Sobre Hospedagem de Sites é um site independente e que se propõe a ser exatamente o que sugere seu nome: uma fonte de conhecimento relevante sobre o universo de hospedagem de sites.

Deixe um comentário