7 sinais de que você precisa trocar de hospedagem

Sinais para trocar de hospedagem

Você está feliz da vida porque finalmente publicou o seu site. Ele está funcionando direitinho, a audiência está crescendo e tudo parece ir muito bem. Até que, de repente, o seu site sai do ar. Para quem tem um site, não existe pesadelo pior do que este, não é mesmo?

A verdade é que ter um site requer muitos cuidados. Além de investir em design e conteúdo, é preciso cuidar daquela parte que o usuário não vê, mas que faz toda a diferença: a infraestrutura. O que, neste caso, inclui o servidor onde o site está hospedado.

Muitas pessoas investem tempo e dinheiro para criar um site, mas não dão a devida atenção à hospedagem. E aí, quando algo ruim acontece, percebem que “não adianta ter um carro potente, se a estrada for de péssima qualidade”. Com hospedagem também é assim. O seu site pode ser o melhor da internet, mas se “rodar” em uma hospedagem de baixa qualidade, terá sua performance prejudicada.

Se você tem tido problemas com a sua hospedagem, talvez seja hora de avaliar se vale a pena mantê-la. Para te ajudar nesta análise, listamos 7 sinais que indicam que chegou a hora de trocar de hospedagem. E de bônus, essa lista com as melhores ofertas de hospedagem. Confira! 🙂

#1 – Seu site fica fora do ar com frequência

Seu site fica fora do ar

Qualquer pessoa que tem um site deseja que ele fique no ar 100% do tempo. No entanto, conseguir isso é muito difícil. Na maioria dos casos, os servidores onde os sites ficam hospedados precisam passar por manutenções e não estão livres de problemas técnicos, que podem comprometer o funcionamento da máquina.

Por conta disso, seria razoável esperar que um servidor fique disponível por pelo menos 99,5% do tempo, a que chamamos de uptime. Para você ter uma ideia, um uptime de 99,5% significa cerca de 3 horas e meia de indisponibilidade, a cada 30 dias. Para muitos sites, no entanto, este tempo de indisponibilidade é longo e pode trazer grandes prejuízos. Nesses casos, o ideal é escolher uma hospedagem com no mínimo 99,9% de disponibilidade.

Se o seu site sai do ar com frequência, verifique se o problema está na hospedagemNeste artigo nós mostramos as razões pelas quais o seu site pode ficar fora do ar. Caso você conclua que a hospedagem é que está deixando o seu site indisponível, há duas coisas que pode fazer.

A primeira é solicitar o ressarcimento pelo tempo em que o site ficou fora do ar. A maioria das empresas de hospedagem oferece uma garantia de disponibilidade (ou SLA, de Service Level Agreement). Esta informação costuma estar presente no site e/ou nos termos de serviço e indica que a empresa garante determinada disponibilidade na hospedagem. Caso não cumpra o estabelecido, o cliente é ressarcido proporcionalmente ao tempo em que o servidor ficou indisponível.

A segunda é avaliar se vale a pena continuar com essa hospedagem. Afinal, os prejuízos de ficar com o site fora do ar serão sempre maiores do que o reembolso da empresa. Se a sua hospedagem não oferece estabilidade, nem garantias, talvez seja hora de trocá-la.

#2 – O carregamento do seu site é lento

O carregamento do seu site é lento

Em um site, a lentidão é um dos piores problemas. Um site que demora para carregar perde visitantes, que desistem de esperar e abandonam a página. Também perde posicionamento em mecanismos de busca como o Google, que consideram a velocidade de carregamento do site um critério de ranqueamento.

Um site pode ficar lento por diversos motivos, que podem estar relacionados ao seu site, à sua hospedagem ou a ambos. Para esclarecer esta dúvida, recomendo usar esta ferramenta gratuita do Google: PageSpeed Insights. Ao inserir a URL do seu site, a ferramenta avalia como está o seu desempenho e onde melhorar. Entre os pontos avaliados está o tempo de resposta do servidor.

Por ser uma avaliação pontual, nem sempre é possível identificar o problema no servidor. Portanto, se o seu site está otimizado e você acha que ele continua lento, você tem alternativas para checar se o problema está na sua hospedagem. Uma delas é consultar o tempo médio de resposta do servidor no Google Analytics, no item “velocidade do site”. Outra é usar uma ferramenta profissional para monitoramento de servidor, como o Pingdom ou o Uptime Robot, sendo este último gratuito.

#3 – O e-mail nem sempre funciona

O e-mail nem sempre funciona

Muitas empresas de hospedagem oferecem e-mail incluído no plano, o que costuma ser uma vantagem para quem contrata. O problema é quando o serviço de e-mail é instável ou não funciona adequadamente, causando prejuízos para o dono do site.

Se você possui problemas frequentes com o serviço de e-mail da sua hospedagem, procure saber qual a sua origem. Foi alguma configuração incorreta ou é um problema de instabilidade? O problema foi solucionado em definitivo?

Caso o problema persista, você tem pelo menos duas soluções. Usar um serviço de e-mail profissional (veja os melhores provedores de e-mail aqui) ou trocar de hospedagem.

#4 – O suporte te deixou na mão quando você mais precisou

Suporte não atende

Uma das questões mais importantes em uma hospedagem está na qualidade do seu suporte. É importante poder contar com a empresa, sempre que você precisar. Inclusive no sábado à meia-noite, se neste horário o seu site ficar fora do ar. E tão importante quanto conseguir contato com o suporte, é ter o seu problema resolvido.

O suporte também é de grande ajuda quando você acaba de contratar a hospedagem e precisa fazer as configurações para ter o seu domínio e o seu site funcionando corretamente. Por envolver questões técnicas, o suporte pode fazer toda a diferença. Melhor ainda se puder escolher o canal de contato mais conveniente para você, como chat, telefone ou e-mail.

Se o suporte da hospedagem que você contratou não está disponível quando você precisa, ou se não consegue resolver os problemas, talvez seja hora de trocar de hospedagem.

#5 – Seu site está perto dos limites de recursos da hospedagem

Seu site está perto dos limites de recursos da hospedagem

Pode parecer estranho, mas muitas vezes é preciso trocar de hospedagem porque o seu site está fazendo sucesso. Quando um site cresce em audiência e conteúdo, ele passa a consumir mais recursos da hospedagem, como espaço em disco e tráfego, por exemplo.

Neste momento, muitos sites ficam indisponíveis, pois atingem algum limite de recurso imposto pela hospedagem. Sendo assim, é importante acompanhar o uso de recursos do servidor e mover seu site antes de atingir esses limites. Fazer isso somente quando o site estiver indisponível prejudicará a reputação do site e o seu posicionamento no Google.

# 6 – Sumiram com os seus arquivos

Sumiram com os seus arquivos

Ter os seus arquivos deletados acidentalmente pela sua hospedagem não é um problema frequente, mas pode acontecer. Principalmente em empresas de hospedagem de má qualidade, que não possuem um sistema eficiente de proteção dos dados dos clientes. Por isso, sempre recomendamos que mantenha um backup do seu site.

Se você já passou por isso e perdeu os arquivos do seu site, pense duas vezes. Não é hora de hospedar seu site em uma empresa mais confiável?

#7 – Você encontrou uma hospedagem melhor

Você encontrou uma hospedagem melhor

Este é o melhor dos cenários: você encontrou uma hospedagem melhor para o seu site. A empresa oferece mais qualidade, ou o plano é mais atraente, ou talvez tenha um melhor custo-benefício.

Se a sua hospedagem atual não oferece o melhor serviço para o seu site e você encontrou uma opção melhor, troque de hospedagem. Só tenha cuidado para não trocar de hospedagem somente por causa do preço. Caso contrário, você correrá o risco de ter os mesmos problemas que acabamos de citar neste artigo.

Então, devo trocar de hospedagem?

Se você está passando por dificuldades com a sua hospedagem, como as que citei neste post, talvez seja hora de trocar de hospedagem. Continuar com ela pode significar problemas futuros e até mesmo prejuízo financeiro.

Após contratar a nova hospedagem, lembre-se de que será necessário migrar o site e todos os arquivos armazenados na sua hospedagem atual. Isso poderá ser feito por você ou pela empresa contratada. Caso opte fazer por conta própria, pode seguir esse tutorial em que ensinamos como migrar de hospedagem.

Se preferir contar com ajuda, pode ver aqui as empresas de hospedagem que oferecem o serviço de migração gratuita.

Espero que este artigo tenha sido útil para você! Caso tenha dúvidas ou comentários, compartilhe aqui com a gente. 🙂

Publicado originalmente em 18/10/2016 - Atualizado em 21/11/2018

Por:

Profissional de marketing com MBA pela FGV e mais de 10 anos de experiência na área digital. Já trabalhou em rádio, em empresa de tecnologia, teve uma agência digital e atualmente empreende no Tudo sobre Hospedagem de Sites. É apaixonada por sites desde o surgimento das primeiras ferramentas e adora ajudar as pessoas a criar os seus próprios sites.

2 Comentários

    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Obrigada, Moura! 😀

      Responder

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados. Então, seu comentário não será exibido imediatamente após o envio.
Mas fique tranquilo(a), porque ele será respondido em breve. 😉