Hospedagem SSD: conheça as vantagens

Hospedagem SSD

Existem inúmeras tecnologias envolvidas na hospedagem de um site, a maioria delas desconhecida de seus usuários. Na receita para o bom desempenho de um site, cada aspecto conta. Afinal, o uso da internet cresce junto com a expectativa do público, que cada vez mais espera uma navegação rápida e eficiente.

Entre as tecnologias envolvidas, uma delas diz respeito ao armazenamento de dados. Tradicionalmente, os servidores utilizam discos rígidos para isso – o famoso HD, igualmente presente em computadores pessoais. Mas há alguns anos uma nova tecnologia entrou em cena e está mudando para melhor não apenas nossos computadores pessoais, mas também servidores, estando presente cada vez mais em grandes data centers. Estamos falando dos discos SSD.

Neste artigo, vamos descobrir o que é SSD, suas características e os benefícios que esta tecnologia de armazenamento pode trazer para sua hospedagem. Veremos também uma seleção de empresas que oferecem hospedagem SSD (se você deseja ir direto ao ponto e ver as empresas, clique aqui). Continue conosco e descubra!

O que é SSD

A sigla SSD vem de unidade de estado sólido, que é a tradução de Solid State Drive. Também conhecido como flash disk, este dispositivo é usado para armazenar dados de forma permanente e pode ser encontrado tanto em computadores pessoais quanto em servidores.

Os discos SSD representam uma evolução em relação ao tradicional disco rígido, ou HDD (Hard Disk Drive). Ambos os dispositivos foram criados para armazenar dados de maneira permanente, ou seja, de modo que a informação seja preservada mesmo que o computador seja desligado e desconectado da rede elétrica.

Mas então, qual a diferença entre um um HDD e um SSD? Para descobrir a resposta, é necessário entender as características de cada um deles, com veremos a seguir.

Características de um HDD

Um HDD (Hard Disk Drive), também conhecido como HD ou simplesmente disco rígido, possui um ou mais discos giratórios e um braço mecânico. Os discos são feitos de metal e possuem uma camada magnética, permitindo assim a gravação dos dados. Na ponta do braço, há um sensor eletromagnético, responsável pela leitura e gravação dos dados no disco. Para que uma informação seja gravada ou recuperada, o disco precisa girar e o leitor precisa ser posicionado no exato local onde a informação está/será gravada.

O tempo de leitura/gravação das informações em um HD tradicional será determinado, principalmente, pela velocidade de rotação do disco. Em computadores pessoais, é comum encontrar HDs de 5400 a 7200 RPM (rotações por minuto). Em servidores, discos de até 15 mil RPM são comuns.

Além da questão da velocidade de rotação, o problema da fragmentação de dados também precisa ser considerado. Em um HD tradicional, a gravação de dados é feita em áreas específicas do disco magnético, chamadas de setores. Por conta dessa arquitetura, um único arquivo pode ser armazenado em partes espalhadas pelo HD, fisicamente distantes umas das outras. Isso gera uma lentidão ainda maior na leitura dos dados. Para resolver este problema, é necessário “desfragmentar” os dados de tempos em tempos. Os sistemas operacionais modernos fazem isso regularmente, sem que o usuário precise iniciar o procedimento. Ainda assim, isso pode ser um problema quando o disco está muito cheio, perto de sua capacidade total.

Características de um SSD

Ao contrário de um HDD, um disco de estado sólido (SSD) não possui partes móveis e todas as informações são gravadas e acessadas em um circuito eletrônico. Sua arquitetura é parecida com a de um pen drive. No entanto, a velocidade de acesso às informações é maior do que a encontrada neste dispositivo. A gravação e o acesso aos dados é mais rápida no SSD e não há problemas em ter arquivos fragmentados em sua memória, pois a velocidade de acesso é a mesma em qualquer parte do dispositivo.

Para se ter uma ideia de seu desempenho, a velocidade de acesso aos dados em um SSD é de 0,2 milissegundos, enquanto pode chegar à 20 milissegundos em um HDD*. Essa diferença pode parecer pequena, já que estamos falando de milissegundos. Mas quando se trata de acessar e armazenar uma grande quantidade de dados, o ganho de desempenho pode ser significativo.

O SSD foi inventado décadas após o HDD e somente há cerca de 10 anos os fabricantes de computadores começaram a usá-lo em larga escala. O custo sempre foi uma questão decisiva para quem precisa optar por uma dessas tecnologias. Em geral, o custo de um disco SSD é superior ao de um HDD. Mas felizmente, com a evolução da tecnologia, essa diferença vem sendo reduzida a patamares bem mais acessíveis.

Vantagens

Como você pode ter deduzido, o SSD possui diversas vantagens sobre o HD tradicional. Vamos conhecer as principais a seguir. É importante mencionar que as características listadas aqui consideram o SSD tanto para uso doméstico, como por exemplo em computadores pessoais, quanto para uso corporativo, como em servidores e data centers.

Uma das vantagens mais aclamadas do SSD sobre o HDD é a velocidade. Como citado anteriormente, o tempo de acesso/gravação das informações em um SSD pode ser 10 vezes mais rápido quando comparado a um HD tradicional. Esse é o motivo, inclusive, pelo qual muita gente migra do HDD para o SSD.

Além da questão da velocidade, um SSD também possui, quando comparado a um HDD, menor consumo de energia e ruído praticamente zero, já que não possui partes móveis. Como citado anteriormente, a fragmentação dos dados não é um problema nos SSDs, já que a leitura de dados gravados em qualquer lugar da memória é acessada com a mesma rapidez.

A resistência à vibrações e quedas também é superior no SSD. Por possuir um braço de leitura, o HDD pode ser danificado e/ou dados podem ser perdidos caso ele seja agitado ou sofra qualquer tipo de impacto durante seu funcionamento. Isso não se aplica ao SSD, tornando este dispositivo muito mais resistente do que um HDD.

Desvantagens

A capacidade de armazenamento de uma unidade de estado sólido é, em geral, menor do que a encontrada em um HD tradicional. Enquanto é comum encontrar HDs de 1 Terabyte para uso doméstico, os SSDs raramente passam de 256 Gigabytes em computadores com especificações semelhantes. É verdade que esta diferença vem sendo reduzida e é possível encontrar SSDs de até 1 Terabyte para o consumidor final, mas o custo ainda é superior ao de um HDD.

Dessa forma, o custo por Gigabyte é mais alto em SSDs, o que nos traz a outro ponto que pode ser considerado uma desvantagem: o preço. A diferença de custo entre um HDD e um SSD, no entanto, vem diminuindo ao longo do tempo. Ela é mais significativa quando falamos de computadores pessoais. Em se tratando de serviços, como o de hospedagem de sites, esse custo é diluído junto com uma série de outros aspectos inerentes ao negócio e não chega a fazer tanta diferença.

Vamos entender um pouco melhor por que usar uma hospedagem SSD a seguir.

Hospedagem SSD: por que usar

Da mesma forma como a tecnologia SSD chegou ao grande público, o mercado corporativo também vem aproveitando os benefícios da utilização do SSD. Assim, é cada vez mais comum encontrar empresas oferecendo armazenamento SSD em seus servidores, seja como um opcional ou como padrão em todos os planos.

A grande vantagem de usar uma hospedagem SSD é a velocidade. O tempo de acesso reduzido aos dados pode fazer muita diferença em sites e aplicações que realizam muitas requisições ao servidor e/ou banco de dados.

Vale lembrar que, em uma empresa de hospedagem, o armazenamento SSD pode ser usado tanto no servidor de arquivos quanto no servidor do banco de dados. Portanto, é possível ganhar desempenho em vários aspectos da hospedagem.

Para quem a hospedagem SSD é indicada

Qualquer site ou aplicação que realiza um número alto de leitura e escrita no servidor e/ou banco de dados pode se beneficiar com uma hospedagem SSD. Neste grupo podemos incluir principalmente lojas virtuais, aplicações com banco de dados ou qualquer serviço online cuja velocidade de carregamento e processamento dos dados é importante para o negócio. Lojas e sites com alto tráfego, incluindo os criados com plataformas de gerenciamento de conteúdo como WordPress, Joomla, Magento e outros, são fortes candidatos ao uso desta tecnologia.

Sites estáticos, com baixo tráfego e que não dependem de alto desempenho para atender seu público, talvez não precisem se preocupar em usar esse tipo de recurso. No entanto, em um mundo cada vez mais instantâneo, o bom desempenho de um site não é apenas esperado, mas pode ser fundamental para criar uma boa impressão em seu público-alvo.

É claro que o bom desempenho de um site está ligado à diversos fatores, como ter uma aplicação otimizada, memória RAM suficiente, usar recursos como cache e CDN, entre outros. Ainda assim, qualquer aspecto que ofereça ganhos de desempenho pode ser considerado para a otimização de um site como as que citamos aqui.

A boa notícia é que a tecnologia de armazenamento SSD está cada vez mais barata e já é possui um grande oferta de empresas e planos, como veremos a seguir.

Quanto custa uma hospedagem SSD?

O fato de uma empresa oferecer armazenamento em discos SSD não encarece o produto em si. Como mencionado anteriormente, o custo do serviço de hospedagem é formado por diversos fatores e as despesas com equipamento, que inclui o SSD, é apenas um destes itens.

Dessa forma, é possível encontrar empresas que oferecem hospedagem SSD em planos com preços bastante competitivos. Por menos de R$ 40 mensais é possível contratar um plano de hospedagem que ofereça este tipo de armazenamento.

Planos de hospedagem SSD

A oferta de planos de hospedagem SSD (ainda) não é tão grande comparada ao que é oferecido em hospedagem compartilhada (veja aqui a lista das 10 melhores). No entanto, é possível encontrar uma oferta generosa de opções. Isso vale tanto no Brasil quanto no mundo, de empresas oferecendo esta tecnologia com a preços acessíveis.

Separamos aqui alguns planos de hospedagem SSD com uma boa relação custo-benefício.

Hospedagem SSD no Brasil:

KingHostOferece SSD no banco de dados de qualquer plano de hospedagem. A partir de R$ 12,50 por mês.Saiba mais
UOL HostDiscos SSD presentes em todos os planos de hospedagem compartilhada. Ganhe 45% de desconto e pague $ 9,90 por mês usando este link.Saiba mais
GoDaddyArmazenamento SSD disponível apenas nos planos de hospedagem WordPress. A partir de R$ 16,99 por mês.Saiba mais

Hospedagem SSD internacional:

InMotionSSD disponível por padrão em todos os planos de hospedagem. A partir de $ 5,59 por mês.Saiba mais
DreamHostSSD em todos os planos de hospedagem. Ganhe 40% de desconto e pague $ 5,78 por mês usando este link.Saiba mais
Digital OceanUma das pioneiras em oferecer SSD, seja para armazenamento ou banco de dados. A partir de $ 5 por mês.Saiba mais
SiteGroundSSD em todos os planos de hospedagem, menos em servidores dedicados. A partir de $ 3,95 por mês.Saiba mais

Conclusão

Neste artigo, aprendemos o que é SSD e entendemos as diferenças deste tipo de armazenamento sobre o tradicional disco rígido. Vimos também as vantagens de utilizar esta tecnologia tanto em computadores pessoais quanto em ambientes profissionais.

Vimos também que o preço já teve mais peso na hora de optar por este tipo de tecnologia. Mas, felizmente, o custo de discos SSD vem baixando, o que deixou o recursos bem mais acessível e popular.

Se você ficou com alguma dúvida ou tem algo a acrescentar, deixe um comentário e vamos conversar!

*Fonte: NotebookCheck

Por:

Tudo Sobre Hospedagem de Sites é um site independente e que se propõe a ser exatamente o que sugere seu nome: uma fonte de conhecimento relevante sobre o universo de hospedagem de sites.

2 Comentários

  1. Matheus Silva Soares

    Gostei muito do assunto, estou atualmente pesquisando sobre hospedagem pois quero colocar meu portfólio online, tenho algumas peças ,como cover de sessões que serão animações , estou em duvida em qual tipo de hospedagem adquirir pra não ter dor de cabeça

    Responder
    • Redação

      Olá, Matheus!
      Se o seu site ainda será lançado, você não terá uma audiência muito grande, pelo menos não a princípio. Na verdade, sites de portfólio, pelo seu propósito, acabam não tendo uma audiência muito grande ao longo de sua vida. Por isso, acredito que você pode começar com uma hospedagem compartilhada, porque ela deve te atender por um bom tempo sem que você precise fazer um investimento muito grande. Temos uma seleção das melhores hospedagens de sites aqui. Recomendo também que dê uma olhada no artigo “Como escolher uma boa hospedagem“.
      No mais, lembre-se também de que você deve se preocupar com o desempenho do seu site como um todo, para que ele carregue rápido e isso vai além da escolha da hospedagem.
      Se tiver outras dúvidas e precisar de ajuda com mais alguma coisa, basta entrar em contato!
      Um abraço.

      Responder

Deixe um comentário