Como tornar o seu blog profissional

blog profissional

A internet é, sem dúvidas, o canal de maior alcance da atualidade. Por outro lado, é também um dos mais competitivos. Atualmente, existem milhões de blogs na web, e milhares são criados diariamente, somente no WordPress (fonte: WordPress.com).

Mesmo com tantos blogs por aí, muitos ainda sonham em criar o seu próprio blog, seja como hobby ou profissão. A questão é, em um meio tão concorrido como esse, como ganhar audiência e se destacar na multidão?

Antes de mais nada, é preciso tornar o seu blog profissional. E como fazer isso? Como veremos a seguir, não há uma receita de bolo, mas existem boas práticas que aumentam (e muito) as chances de você ter sucesso com o seu blog. Além, é claro, de muito trabalho e dedicação. Vamos lá? 🙂

Tenha um domínio próprio

Tenha um domínio próprio

Quando falamos em ter um blog profissional, é impossível não mencionar a questão do domínio. Domínio é o endereço virtual do blog e a forma como ele é escrito influencia na imagem que os usuários têm sobre este blog.

Um blog criado no Blogger, que não tenha domínio próprio, terá um endereço parecido com este: www.meublog.blogspot.com.br. Um blog criado da mesma maneira no WordPress.com se parecerá com www.meublog.wordpress.com. Veja que ambos endereços trazem os domínios das ferramentas Blogspot e WordPress.

Este tipo de endereço, infelizmente, é frequentemente associado a um conteúdo de baixa qualidade. Isto pode parecer injusto, afinal há ótimos blogs sem domínio próprio. Porém, devido à facilidade de se criar um blog gratuito, é comum ver blogs ruins, abandonados ou até mesmo criados apenas para spam nessas ferramentas. Logo, se você tiver um blog sem domínio, poderá ter a sua imagem prejudicada, mesmo que ele seja um ótimo blog.

Por este motivo, um passo fundamental para ter um blog profissional é possuir um domínio próprio. Com ele, o seu endereço é personalizado e não possui o nome da ferramenta que você utiliza no blog. Um domínio próprio poderia ter uma estrutura parecida com esta: www.meublog.com.br. Só que neste caso, ele teria o nome do seu blog e a extensão que preferir.

Como registrar um domínio

Para ter um domínio próprio é preciso registrá-lo através de uma empresa a um custo a partir de R$ 30 por ano. Os preços podem variar bastante, mas esta é uma boa referência. Para registrar um domínio você pode utilizar o Registro.br (somente domínios .br) ou uma empresa de hospedagem (para domínios nacionais e internacionais). Veja aqui a lista das empresas que registram domínios.

É possível utilizar um domínio personalizado na maioria das ferramentas de blogs, mas o funcionamento varia de uma para outra. No Blogger e no Tumblr, por exemplo, é possível inserir um domínio próprio com facilidade, na área de configurações da ferramenta. Já no WordPress.com é preciso contratar um plano pago inicial de US$ 2,99 por mês, cobrados anualmente.

Em plataformas instaladas em um serviço de hospedagem, como o WordPress e outros gerenciadores de conteúdo, também é possível configurar um domínio próprio, sem custo adicional, em um processo que costuma ser simples.

Invista em um tema de blog profissional

Invista em um tema de blog profissional

 

O layout é outro aspecto que diferencia os blogs amadores dos profissionais. Um blog que não dá a mínima atenção para o design dificilmente terá sucesso. Mesmo que o blog cresça, porque tem um conteúdo espetacular, em determinado momento sofrerá as consequências do seu layout ruim. Elas poderão se refletir no número de páginas visitadas, no tempo de permanência no blog e até mesmo na receita que ele poderia gerar.

E quando falamos em layout, precisamos incluir o design responsivo. É ele que permite que os usuários tenham uma ótima experiência em seu blog, independente do dispositivo que estejam usando, seja ele computador, celular ou tablet. E os benefícios de ter um blog responsivo não se limitam ao usuário, mas incluem os mecanismos de busca, como o Google. O número de usuários que acessam a internet pelo celular é cada vez maior, inclusive no Brasil, e o Google tem privilegiado os sites que oferecem uma boa experiência mobile com melhores posições nas buscas.

Quanto custa um tema?

É possível ter um blog com design atraente, sem investir muito por isso. Se você tiver um blog no WordPress, pode comprar um tema profissional, que já vem praticamente pronto e pode ser inserido com facilidade. Temas como esse são vendidos em sites como ThemeForest, CodeCanyon e Template Monster por cerca de 59 dólares, que são pagos apenas uma vez. Você pode procurar mais temas pagos pelo Google ou no próprio site do WordPress, através deste link.

Se você possui um Tumblr, também poderá investir em um tema profissional. Há diversas opções de temas, que custam entre 9 e 49 dólares. O mesmo vale para os usuários do Blogger, que podem contar com uma centena de temas pagos, a partir de US$ 10, em sites como o ThemeForest (ver temas para Blogger).

Outra maneira de tornar seu blog profissional é contratando um web designer para personalizar o seu layout. O investimento é bem maior, mas o resultado é um blog único, tanto em layout como em funcionalidades.

Temas gratuitos valem a pena?

Para quem está começando, um tema gratuito bem escolhido até pode funcionar bem. No entanto, à medida que o blog crescer, será necessário fazer customizações e aí será quase impossível escapar de um tema pronto pago ou de um tema customizado por uma empresa ou profissional.

Sendo assim, utilize um tema gratuito apenas se a ideia do blog é ser um passatempo ou se esta é uma fase temporária, enquanto você ainda não pode investir um tema pago, personalizado para as suas necessidades.

Utilize uma ferramenta robusta

Utilize uma ferramenta robusta

O Blogger e o Tumblr são ótimas ferramentas para começar um blog, por serem gratuitos e fáceis de usar. Por outro lado, não são as ferramentas ideais para quem quer ter um blog profissional. Neste caso, a melhor opção atualmente é o WordPress.

Cerca de 26% dos sites da internet foram feitos com WordPress e muitos são os motivos que explicam tamanha popularidade. Dentre as qualidades do WordPress estão a sua flexibilidade, sua versatilidade e sua estrutura amigável aos buscadores. Essas e outras características fizeram com que o WordPress não fosse escolhido apenas para criar blogs, mas também para criar sites e lojas virtuais.

Diferença entre WordPress.com e WordPress instalado

Quando falamos em WordPress como plataforma para criação de blogs profissionais, estamos nos referindo ao WordPress.org, que está disponível para download e instalação por conta própria. O WordPress.com também é uma ótima ferramenta, mas com ela você fica restrito ao que a empresa oferece em seus planos, o que acaba não sendo a melhor solução para quem quer liberdade para gerenciar seu blog.

Se você possui um blog e quer torná-lo profissional, é preciso que ele esteja em uma plataforma robusta, escalável e que permita que você a leve para onde quiser, de acordo com as suas necessidades. O WordPress é a melhor plataforma para isso.

Contratando uma empresa de hospedagem

Ao escolher o WordPress instalado, você precisará de uma hospedagem para o seu blog. Ao contrário do WordPress.com, nesta opção você é o único responsável pelo seu WordPress. Há diversas empresas de hospedagem boas, oferecendo planos compartilhados a partir de R$ 6,99. Veja aqui as melhores empresas selecionadas pelo nosso site.

Para começar, você precisa contratar uma hospedagem e então instalar o WordPress nela. O processo costuma ser simples, principalmente se você utilizar o instalador automático oferecido pelas empresas. Se você for um usuário avançado, poderá fazer a instalação manual do WordPress através do FTP.

Agora que você já sabe o que precisa para ter um blog profissional, confira nosso artigo que ensina “Como criar um site WordPress em 4 passos“. Boa sorte e sucesso com o seu blog! 🙂

Quais as melhores hospedagens de sites?

Por:

Tudo Sobre Hospedagem de Sites é um site independente e que se propõe a ser exatamente o que sugere seu nome: uma fonte de conhecimento relevante sobre o universo de hospedagem de sites.

Deixe um comentário