O que é backup e por que isso é vital para o meu site?

backup site

Quem trabalha com tecnologia já está acostumado a ouvir sobre a importância do backup e como ele pode garantir que os dados de uma empresa não se percam após uma falha em um computador. Um comando errado, por exemplo, pode apagar informações vitais. Em situações como essa, a maneira mais eficiente de recuperar os dados perdidos é restaurá-los através de um backup feito anteriormente. Ter uma rotina de backup aumenta consideravelmente as chances das informações serem recuperadas facilmente.

Da mesma forma, para quem administra um sitebackup é uma atividade igualmente ou mais importante. Isso porque todo site publicado na internet está vulnerável a ataques. Esse tipo de ataque não necessariamente é direcionado a um site específico, mas pode ter origem em um script automatizado que varre a internet em busca de sites suscetíveis à invasões. As motivações para esse tipo de ataque são diversas: em muitos casos os malfeitores digitais buscam uma brecha para inserir propaganda não autorizada em um site, em outros eles querem capturar dados de clientes, cartões de crédito e outras informações que podem ter algum valor, mas a lista de motivações não para por aí.

Mas não se apavore ainda! Continue acompanhando este artigo e saiba como você pode se proteger de acidentes criando uma rotina de backups para o seu site.

O que é um backup?

Um backup é simplesmente a cópia de um arquivo (ou conjunto de arquivos). Por exemplo, quando você, em seu computador, faz uma cópia de um arquivo ou diretório para um pen drive ou para um HD externo, você está fazendo um backup. Se o seu computador tiver algum problema e parar de funcionar, você terá um backup dos arquivos que copiou anteriormente no seu pen drive ou HD externo.

Como vimos, o conceito de backup é bem simples, não é mesmo? É apenas a cópia de um arquivo. Mas é importante mencionar que um backup feito sem critério e sem planejamento pode não ter muito valor, afinal, um arquivo pode sofrer alterações e evoluir ao longo do tempo. Por isso, é fundamental garantir que o seu backup acompanhará estas mudanças e será um retrato fiel do estado mais recente de determinado arquivo ou diretório. Dessa forma, é possível garantir que nenhuma informação importante será perdida após uma falha ou ataque digital.

Como a falta de um backup pode impactar meu site?

site sem backup

A falta de um backup pode oferecer um risco maior ou menor, dependendo das proporções e do tamanho de sua presença online. Um site institucional e que possui poucas páginas publicadas, por exemplo, pode representar uma perda pequena, se os seus arquivos fossem apagados sem possibilidade de recuperação. Porém, em sites que publicam conteúdo com muita frequência, o trabalho de anos pode ser perdido, causando um grande estrago, caso não exista um plano de backup.

Um cenário ainda pior pode ser observado em lojas online e outros sites que armazenam informações confidenciais de clientes. Nesse caso, perder estes dados sem ter um backup pode causar um prejuízo financeiro incalculável e irreparável para a empresa em questão.

Os backups e sua importância para o gerenciamento de um site

O backup é uma das rotinas de gerenciamento mais importantes na administração de um site. Apesar de todos os avanços tecnológicos dos últimos anos, que garantiram mais confiabilidade e segurança para os nossos servidores, as possibilidades de um sistema de arquivos ser comprometido em função de uma falha humana ou de um ataque virtual ainda existem (e provavelmente existirão para sempre).

Falhas de hardware (equipamento), por exemplo, podem ocorrer. Todo equipamento possui um tempo de vida finito, da mesma forma que sabemos que nossos equipamentos pessoais, como computador e smartphone não vão durar para sempre, o mesmo vale para servidores de hospedagem. Logicamente, as empresas deste setor fazem previsões e realizam a troca de equipamentos dentro de um calendário que leve estas questões em consideração. No entanto, apesar de todas as precauções, um equipamento pode falhar antes do previsto, por inúmeras razões, o que coloca em risco os dados armazenados nele.

As ameaças externas também oferecem risco para os serviços de hospedagem de sites. Como mencionamos acima, por mais confiáveis que sejam os métodos de segurança e proteção de uma empresa de hospedagem, o site em si poderá conter brechas de segurança sem que o seu dono tenha consciência disso. Um simples formulário de contato, por exemplo, pode ser a porta de entrada para um ataque de injeção de script malicioso. Se o site em questão não estiver preparado para lidar com este tipo de ameaça, poderá ter o seu conteúdo hackeado e alterado, o que trará muita dor de cabeça para o administrador do site.

Outro cenário no qual um backup pode ser útil é quando um site precisa passar por um upgrade, o que é bastante frequente em sistemas de gestão de conteúdo como o WordPress ou Joomla. Um upgrade pode falhar por diversos motivos e, quando isso acontece, a melhor saída é voltar ao estado anterior da aplicação, o que pode incluir restaurar os arquivos e até mesmo o banco de dados. Portanto, ao utilizar uma ferramenta como essa, é fundamental ter um backup de tudo antes de realizar o upgrade.

Como vimos, em todos os casos mencionados acima, o backup pode ser empregado como uma forma rápida de recuperar os arquivos e voltar ao estado anterior, diminuindo drasticamente o tempo de indisponibilidade de um site ou aplicação.

Qual a melhor forma de realizar um backup?

backup onde armazenar

Existem diversas formas de se realizar um backup. Assim como no caso dos nossos arquivos pessoais, cabe ao administrador do site identificar qual método é o mais indicado, de acordo com o perfil do website. Independentemente do método escolhido, é importante garantir que teremos um retrato fiel da versão mais recente do site. De nada adiante ter um backup muito antigo e desatualizado, porque, se algo der errado e este backup precisar ser restaurado, o site perderá o conteúdo que foi publicado após a data do backup.

Se o site for atualizado com uma frequência baixa, por exemplo, o intervalo entre a criação de cada snapshot (nome dado para cada versão de uma backup) pode ser maior. Por outro lado, sites dinâmicos, como lojas online e blogs, devem ter uma rotina de backups mais frequente.

É importante mencionar também que o backup deve incluir todos os arquivos necessários para o funcionamento do site em questão. Em alguns casos, a cópia de todos os arquivos a partir da raiz do servidor pode bastar. No entanto, em qualquer aplicação web, como o WordPress, uma cópia do banco de dados também é necessária para se ter um backup completo.

Onde armazenar os arquivos de backup

A regra de ouro de qualquer backup é que a cópia dos arquivos deve ser armazenada em outro computador, diferente daquele onde estão os dados originais. No caso de um website, a cópia deve estar em um computador diferente do servidor onde o seu site está hospedado. Apesar de isso parecer óbvio, é muito comum se deparar com cópias de backup na raiz do próprio servidor de hospedagem. Portanto, a maneira mais básica de se fazer um backup é esta mesmo que você deve estar imaginando: fazendo uma cópia dos arquivos que estão no servidor de hospedagem para o seu computador.

Para que os arquivos sejam transferidos do servidor para o seu computador, você pode utilizar o painel de controle oferecido pela empresa de hospedagem, ou usar um programa de FTP (File Transfer Protocol – em português, protocolo de transferência de arquivos) como o Filezilla. Usar um programa de FTP é a maneira mais fácil e rápida para transferir arquivos do seu computador para o servidor (e vice-versa). Faça uma cópia de todos os arquivos que estão no servidor e guarde-os de maneira que você consiga localizar depois.

Como mencionado acima, se você utiliza um sistema de gestão de conteúdo, como o WordPress, também será necessário efetuar uma cópia do banco de dados da aplicação. Para isso, você deve utilizar um programa cliente de banco de dados, como o PHPMyAdmin, que é uma ferramenta bastante popular para a administração de bancos de dados do tipo MySQL. A vantagem do PHPMyAdmin é que você não precisa instalar nenhum programa para utilizá-lo, pois o acesso será feito diretamente no navegador. No entanto, a sua empresa de hospedagem precisa oferecê-lo para que você possa usá-lo. Se esse não for o caso, você precisará instalar um programa similar em seu computador. Existem diversas opções gratuitas e que cumpre perfeitamente este papel, como por exemplo o MySQL-Front (para Windows), o Sequel Pro (para Mac OS) e o Workbench (para Linux, Mac OS e Windows).

Uma vez cumprida essa etapa, o administrador do site deve manter os arquivos organizados em seu computador ou em uma mídia de armazenamento externa, de preferência com uma indicação ou controle da data no qual o backup foi realizado. Ainda melhor seria ter uma rotina simples, como um lembrete na agenda, para fazer um novo backup de tempos em tempos, na frequência que você julgar mais adequada.

Levando o backup do seu site para outro nível

super backup

Fazer o backup manualmente, mesmo em sites pequenos, pode ser uma tarefa chata e sujeita a erros. Por isso, contar com uma rotina automatizada de backups pode ser excelente para lidar com essa questão com segurança e profissionalismo, principalmente em sites que fazem publicações e atualizações frequentes.

O primeiro ponto onde podemos melhorar a rotina de backups de um site diz respeito à frequência na qual o backup é realizado. Idealmente, precisamos de, no mínimo, uma cópia de todo o site atualizada diariamente. Essa atualização pode ser feita manualmente, o que seria um tanto trabalhoso, ou de maneira automática. Algumas empresas de hospedagem oferecem esse recurso como um serviço extra, que pode ser contratado à parte da hospedagem. Então, vale a pena checar se a sua hospedagem oferece o serviço de backup diário para o seu site.

Também existem empresas especializadas em backup na nuvem, o que pode ser uma opção igualmente ou mais interessante. Nesse caso, o backup funcionará de forma semelhante ao que descrevemos acima: uma vez configurado o serviço, uma cópia será feita automaticamente para os servidores da empresa que oferece o serviço, na frequência desejada. A empresa CodeGuard, por exemplo, oferece o serviço de backups automatizados para o seu site e mais: eles salvam cada alteração realizada no site, ou seja, você terá a certeza de ter sempre uma cópia da versão mais recente do site, podendo restaurar uma versão anterior do conteúdo a qualquer momento.

Conclusão

Como vimos, um dos recursos mais seguros e confiáveis para garantir a segurança dos seus dados é o bom e velho backup. Mas ele deve ser feito de maneira organizada, para estar à mão e atualizado sempre que necessário.

Uma rotina de backup automatizada, além de ser bastante conveniente para o administrador de um site, além de evitar a perda de dinheiro e de clientes, em empresas que utilizam o site para fazer negócios online.

Se você possui alguma dúvida sobre o assunto ou deseja acrescentar alguma informação, deixe um comentário e participe! 😀

Por:

Tudo Sobre Hospedagem de Sites é um site independente e que se propõe a ser exatamente o que sugere seu nome: uma fonte de conhecimento relevante sobre o universo de hospedagem de sites.

2 Comentários

  1. Mauro Medeiros

    Boa tarde! Muito bom o artigo e bem acessível a todos os níveis.
    Falamos aqui do backup, mas e quanto ao restore? Os serviços pagos incluem também este serviço, além da cópia e da sua guarda?
    Muito obrigado.

    Responder
    • Redação

      Olá, Mauro!
      Boa observação! Sim, grande parte dos serviços de backup pagos, como o CodeGuard, por exemplo, oferecem o serviço de restauração dos arquivos, caso necessário. Alguns planos de hospedagem que oferecem o backup como um recurso extra, também o fazem, mas isso não é uma regra. Nesse caso, vale checar antes de contratar.
      Vou deixar registrado em seu nome a sugestão do tema para um próximo artigo. 🙂
      Um abraço e obrigado.

      Responder

Deixe um comentário