Google Workspace x Microsoft 365 (G Suite x Office 365): qual é o melhor?

Google Workspace x Microsoft 365

Se você vive no planeta terra, provavelmente já ouviu falar do Google e da Microsoft, que são duas das maiores empresas de tecnologia da atualidade. Dentre os diversos produtos e serviços oferecidos, ambas possuem soluções voltadas para empreendedores e empresas de todos os tamanhos. Para atender este grande público corporativo, Google e Microsoft concorrem, respectivamente, com o Google Workspace (anteriormente G Suite) e com o Microsoft 365 (anteriormente Office 365).

Se você está em dúvida sobre qual escolher para a sua empresa, me acompanhe neste comparativo e descubra qual é a melhor solução para o seu negócio neste comparativo entre Google Workspace x Microsoft 365 (antigos G Suite e Office 365).

O que são e para que servem Google Workspace e Microsoft 365

Google Workspace e Microsoft 365 são serviços voltados para profissionais e empresas, e que concorrem entre si. Por meio de uma assinatura, é possível utilizar diversas ferramentas essenciais para o dia a dia de qualquer profissional moderno.

Ambas as plataformas incluem uma vasta coleção de ferramentas. As soluções vão desde o e-mail profissional, passando por programas de textos, apresentações e planilhas, ferramentas de comunicação, indo até o gerenciamento da segurança dos dados da empresa, dentre muitos outros recursos.

Neste tipo de serviço, que também é conhecido como suíte de aplicativos, você encontrará comumente:

Ferramentas de comunicação

  • E-mail profissional;
  • Agenda/calendário compartilhado;
  • Sistema de chat, ligações e videoconferência.

Ferramentas de criação

  • Editor de documentos de texto;
  • Editor de planilhas;
  • Editor de apresentações;
  • Criador de sites;
  • Formulários;
  • Entre outras…

Ferramentas de gerenciamento de arquivos

  • Armazenamento de arquivos na nuvem;
  • Sincronização de arquivos nuvem/computador/dispositivo móvel.

Ferramentas de administração

  • Painel para administração de usuários, recursos disponíveis e pagamentos.

Ao longo deste artigo, vamos entrar em detalhes sobre os recursos presentes no Google Workspace e Microsoft 365 e compará-los. Vamos lá?

Planos iniciais: Google Workspace x Microsoft 365

Para efeito de comparação, vamos considerar os planos de entrada de cada empresa. São eles o Business Starter, do Google Workspace e o Business Basic, do Microsoft 365. Ambos os serviços possuem características semelhantes, como a suíte de programas 100% online, e-mail, ferramentas de comunicação etc. Estes planos também são os que apresentam melhor custo-benefício para o consumidor.

Os planos que veremos a seguir são basicamente os mesmos que existiam anteriormente no G Suite e no Office 365, mas com algumas mudanças decorrentes da evolução natural dos serviços.

Confira a tabela abaixo com a comparação dos planos iniciais do Google Workspace e Microsoft 365.

  Google Workspace
(Business Starter)
Microsoft 365
(Business Basic)
E-mail profissional Sim Sim
Espaço e-mail 30 GB
(para e-mail + arquivos)
50 GB
(somente e-mail)
Sincronização de e-mails
mobile/desktop/nuvem
Sim Sim
Armazenamento em nuvem Sim Sim
Espaço de armazenamento 30 GB
(para e-mail + arquivos)
1 TB
(somente arquivos)
Sincronização de arquivos
computador <-> nuvem
Sim Sim
Compartilhamento
de arquivos e documentos
Sim Sim
Trabalho simultâneo
no mesmo documento
Sim Sim
Agendas compartilhadas Sim Sim
Ferramenta de chat,
ligações e videoconferência
Sim Sim
Suíte de programas online
(ex.: textos, planilhas e apresentações)
Sim Sim
Suíte de programas instalados
no computador (ex.: textos,
planilhas e apresentações)
Não Não
Criador de sites Sim Sim
Suporte 24 horas Sim Sim
Canais de suporte Telefone, e-mail e chat Telefone e e-mail
Preço (mês, por usuário) R$ 24,30 R$ 23,60/mês
Visitar Visitar

Comparação de recursos: Google Workspace x Microsoft 365 (G Suite x Office 365)

A partir de agora vamos entrar em detalhes sobre os recursos específicos de cada provedor de serviços. Para facilitar o entendimento e a comparação das ferramentas, que são concorrentes, veja a tabela abaixo com a nomenclatura dos principais recursos disponíveis no Microsoft 365 e no Google Workspace.

Recurso Google Workspace Microsoft 365
Plataforma de e-mail Gmail Outlook
Arquivos na nuvem Drive OneDrive
Editor de textos Documentos Word
Editor de planilhas Planilhas Excel
Editor de apresentações Apresentações PowerPoint
Criador de Sites Sites SharePoint
Comunicação instantânea Hangouts Teams
Agenda Agenda Outlook

E-mail

O serviço de e-mail do G Suite é baseado na famosa plataforma Gmail. Toda a inteligência e funcionalidades do Gmail estão disponíveis para os usuários do Google Workspace, com a vantagem de não existir nenhum anúncio, já que se trata de um serviço pago. Outra diferença relevante é quanto ao espaço de armazenamento. Enquanto no Gmail o espaço disponível para cada usuário é de 15 GB, no plano Business Starter ele começa em 30 GB. Nos planos superiores o espaço de armazenamento é de 1 TB (plano Business Standard) e de 5 TB (plano Business Plus).

Um ponto importante sobre o espaço para e-mails, é que o Google Workspace contabiliza o mesmo espaço para e-mails e arquivos no Drive. Assim, se você ocupa, por exemplo, 2 GB no Gmail e 3 GB no Google Drive, estará utilizando 5 GB do seu armazenamento total. Vale lembrar que, no Google Drive, os arquivos no formato do Google (planilhas, documentos e apresentações) não entram nesta conta e não consomem o armazenamento disponível na conta do usuário.

O Gmail é a plataforma de e-mail do Google Workspace, em uma versão sem anúncios
O Gmail é a plataforma de e-mail do Google Workspace, em uma versão sem anúncios

O e-mail do Microsoft 365 também é oferecido sobre uma plataforma bastante conhecida dos usuários da Microsoft: o Outlook. Assim como ocorre com seu concorrente, a versão presente no Microsoft 365 não exibe anúncios. O espaço para armazenamento de e-mails é de 50 GB por usuário. Já a versão gratuita do e-mail (outlook.com), oferece apenas 15 GB de espaço.

Um ponto importante sobre o e-mail, é que a Microsoft contabiliza o armazenamento de e-mails separadamente dos arquivos. Dessa forma, o volume de e-mails e anexos na sua caixa de entrada não consome espaço do OneDrive e vice-versa.

O famoso Outlook é a plataforma de e-mails do Microsoft 365
O famoso Outlook é a plataforma de e-mails do Microsoft 365

Em ambos os serviços o e-mail é usado com o domínio personalizado da empresa (ex.: joao@empresa.com). As duas plataformas também oferecem um filtro antispam bastante eficiente.

Comparando apenas o serviço de e-mail, a Microsoft leva vantagem pelo espaço oferecido — 50 GB contra 30 GB do G Suite. Essa diferença fica ainda maior se considerarmos que no G Suite este espaço é compartilhado com o Google Drive para armazenamento de arquivos não nativos da plataforma, o que não ocorre no Office 365, que tem esse espaço dedicado ao e-mail. Portanto, ponto para a Microsoft.

→ Veja também: Google Workspace: recursos, planos e como usar o serviço profissional

Armazenamento de arquivos na nuvem

O Google Workspace utiliza o Google Drive para armazenamento de arquivos na nuvem. O plano Business Starter compartilha os mesmos 30 GB incluídos no Gmail, mas apenas arquivos fora do formato do Google consomem este espaço. Ou seja, documentos criados pela própria suíte de aplicativos (ex.: textos, planilhas e apresentações) não consomem espaço de armazenamento. Esse funcionamento é bastante positivo para empresas que adotam os formatos de arquivos do Google, pois pode representar uma economia de espaço significativa no longo prazo.

O sistema de armazenamento em nuvem presente no Google Workspace é o Google Drive
O sistema de armazenamento em nuvem presente no Google Workspace é o Google Drive – Fonte: G Suite

O Google Workspace também oferece, para sincronização entre dispositivos: o programa Drive for desktop (anteriormente chamado de Drive File Stream). Ao ser instalado no computador, todos os arquivos armazenados no Google Drive ficam visíveis e podem ser acessados nativamente pelo explorador de arquivos do computador. Mas a grande vantagem é a seguinte: o Drive for desktop não armazena de verdade os arquivos no computador, mas apenas informa que ele existe. Ao clicar para abrir um documento, o programa faz streaming do arquivo e o abre normalmente, o que permite editar e salvar o mesmo. Esta é uma abordagem bem interessante para aqueles que desejam economizar espaço físico no HD do seu computador. Se desejado, qualquer arquivo ou diretório pode ser salvo offline, ao invés do método de streaming.

No Microsoft 365 o sistema de armazenamento em nuvem é o OneDrive. Ele oferece 1 TB de armazenamento na nuvem e este espaço não tem nenhum vínculo com o do e-mail, ao contrário do que ocorre com seu concorrente. Por outro lado, qualquer arquivo presente no OneDrive consome espaço.

O One Drive, presente no Microsoft 365, oferece 1 TB de armazenamento
O One Drive, presente no Microsoft 365, oferece 1 TB de armazenamento

O OneDrive também possui um programa para ser instalado no computador que permite a sincronização entre os arquivos locais e na nuvem. O nome do programa é o mesmo (OneDrive) e ele também permite fazer streaming de arquivos para economizar espaço. Um recurso interessante do OneDrive que não está presente no Google Workspace é a possibilidade de sincronizar várias contas no mesmo computador. No Drive for desktop, do Google, apenas uma conta pode ser configurada no computador. Já o OneDrive permite sincronizar mais de uma conta (seja ela empresarial ou pessoal).

Ambos os serviços permitem compartilhamento de arquivos com pessoas dentro ou fora da sua organização. As permissões podem ser alteradas pelo administrador do serviço, sempre que desejado.

Por conta do espaço disponível e do recurso de sincronização de múltiplas contas, o Microsoft 365 leva a melhor quando o assunto é armazenamento.

Suíte de programas

Juntamente com o e-mail profissional, a suíte de programas é um dos itens mais relevantes e procurados neste tipo de serviço. No início dos tempos, a Microsoft dominava este mercado, pois era praticamente a única opção viável existente. Qualquer pessoa com mais de 30 anos deve conhecer o pacote Office, que contém os famosos Microsoft Word, Excel e Power Point. Estes programas eram vendidos em licenças, pagas apenas uma vez, ao invés de uma assinatura, que é o modelo vigente atualmente. Originalmente, os programas do pacote deveriam estar obrigatoriamente instalados no computador do usuário.

Principais programas encontrados na suíte do Microsoft 365
Principais programas encontrados na suíte do Microsoft 365

O cenário de monopólio da Microsoft mudou ao longo dos anos, principalmente após o surgimento da suíte do Google, que apresentou ao mundo uma série de programas que não precisavam ser instalados no computador e permitiam a colaboração em tempo real em um mesmo documento — algo inédito até então. O único pré-requisito para sua utilização é uma conexão com a internet e um navegador. Outro ponto interessante é que o Google permitiu a utilização de sua suíte de programas gratuitamente para qualquer pessoa que possuísse uma conta Gmail. Dessa forma, o Google aos poucos virou um concorrente de peso para a Microsoft neste campo. O serviço foi lançado em 2006, batizado de Google Apps. Em 2016 passou a se chamar G Suite, até finalmente ter seu nome alterado para Google Workspace em 2020.

Principais programas encontrados no Google Workspace
Principais programas encontrados no Google Workspace

No início, é verdade que os programas do pacote Microsoft Office eram muito superiores em recursos à recém-lançada suíte do Google. Nos dias de hoje, provavelmente muitos usuários dos programas instalados da Microsoft vão afirmar que não trocariam o Office por outra suíte de aplicativos. De fato, ter um programa instalado no computador, ao invés de utilizar uma versão no navegador, oferece uma experiência superior, dependendo da sua conexão com a internet e da qualidade do computador.

No entanto, a Microsoft, provavelmente forçada pela concorrência, evoluiu com o Office, que agora também oferece uma versão online e colaborativa, nos mesmos moldes que o Google Workspace. A suíte de programas da Microsoft, que se popularizou inicialmente como “pacote Office”, foi rebatizada para Office 365 e depois para Microsoft 365, que é o nome vigente atualmente. Inclusive, no plano de entrada do Microsoft 365, que é o que estamos usando neste comparativo, apenas a versão online dos programas do pacote Office está disponível. Ou seja, ao contratar o serviço, o usuário não pode instalar o Word, Power Point e o Excel em seu computador, apenas usá-lo online. Para usar a versão instalada é necessário contratar um plano superior, como o Business Standard (R$ 59/usuário) ou um dos planos para uso doméstico.

Portanto, neste comparativo, podemos afirmar que estamos comparando ferramentas bem semelhantes, já que se tratam de duas suítes de aplicativos 100% online.

Apesar da tradição da Microsoft, que inventou o famoso pacote Office, o Google leva vantagem por ter levado este tipo de programa para a era da internet. Atualmente, a experiência e usabilidade dos programas presentes no Google Workspace é tão boa quanto a dos programas instalados da Microsoft. Além disso, os recursos de compartilhamento e colaboração nos arquivos foram apresentados ao mercado pelo Google e são amplamente utilizados atualmente.

Diante disso, consideramos que há um empate técnico quando falamos da suíte de programas: a Microsoft sai na frente por ter praticamente inventado este tipo de programa, mas o Google chegou junto ao trazê-los para a era da internet e da colaboração.

Ferramentas de comunicação

A comunicação entre membros de uma mesma empresa, e até mesmo de clientes e parceiros, é algo que também é bem presente nos pacotes de serviço analisados. Apesar de não terem tanto destaque quanto o e-mail profissional ou os programas de escritório, os recursos de comunicação representam um incremento fundamental na produtividade dos profissionais modernos.

O Microsoft 365 aposta no Teams como ferramenta de comunicação em tempo real. Ele permite realizar reuniões por vídeo/áudio para até 250 pessoas. O Teams também inclui uma plataforma de chat, que pode ser individual ou em grupo, para manter a equipe alinhada. Como plataforma para centralizar a comunicação, o pacote inclui o SharePoint, que faz o papel de uma intranet, mas está disponível na internet para qualquer pessoa que participe da organização ou seja convidada para tal.

O Microsoft Teams é a ferramenta de comunicação do Office 365 - Fonte: Microsoft
O Microsoft Teams é a ferramenta de comunicação do Office 365 – Fonte: Microsoft

Já no Google Workspace, a plataforma de vídeo e áudio é o Google Meet. Através dele, é possível criar um link para que qualquer pessoa possa participar da reunião, o que facilita bastante. O limite de participantes é de 100, 150 e 250, respectivamente nos planos Starter, Standard e Plus. Além disso, o Google Meet permite a integração com outras plataformas de call, como o sistema Skype for Business, Cisco e Polycom. É possível ainda criar um número de telefone temporário para que os participantes possam fazer parte através de uma ligação telefônica. A plataforma de chat é o Google Chat, que permite conversas particulares ou em grupo e é integrado ao Google Drive, permitindo anexar documentos armazenados na plataforma. E como intranet, o Google Sites faz este papel através de um criador de sites fácil de usar. Também é possível conectar domínios personalizados e disponibilizar sites publicamente na internet.

Google Chat e Google Meet são as ferramenta de comunicação instantânea do Google Workspace - Fonte: Google
Google Chat e Google Meet são as ferramenta de comunicação instantânea do Google Workspace – Fonte: Google

Ambos os serviços também oferecem listas/grupos de distribuição de e-mails, o que pode ser bastante interessante para disparar comunicados internos e/ou promover debates sobre assuntos diversos.

No quesito comunicação em tempo real, a Microsoft ganha em número máximo de participantes (250). A questão é se você vai precisar ou querer fazer uma call com tantas pessoas ao mesmo tempo. Tirando este aspecto, as capacidades e a confiabilidade das ferramentas é bem semelhante, o que acaba gerando preferências pessoais, como a ferramenta que o usuário está mais acostumado.

Aplicativos mobile

Ambas as plataformas possuem como chamariz a possibilidade de trabalhar remotamente, a partir de qualquer lugar do mundo. Isso fica claro quando sabemos que a maior parte dos recursos disponíveis são baseados na web e necessitam apenas de uma conexão com a internet e um navegador. Mas não é só isso. Em ambas as plataformas, Google Workspace e Microsoft 365, encontramos diversos aplicativos para smartphones e tablets que permitem realizar praticamente qualquer atividade mesmo sem a utilização de um computador.

O Microsoft 365 oferece apps para Android e iOS dos principais programas da suíte: Word, Excel, Power Point e One Drive. Assim, é possível acessar e editar os arquivos existentes na conta do usuário a partir de qualquer dispositivo móvel. As ferramentas de compartilhamento e edição em tempo real também estão presentes nestes apps. Assim como estão disponíveis gratuitamente o cliente de e-mail Outlook, o Microsoft Teams, o SharePoint, entre outros. Os administradores do serviço possuem um app exclusivo para gerenciar usuários e realizar diversas das tarefas disponíveis na versão desktop: o Microsoft 365 Admin. Dessa forma, a Microsoft conseguiu trazer o conceito de trabalho remoto para a era atual, onde muitos utilizam o celular como ferramenta de trabalho primária.

Apps mobile estão disponíveis para os principais recursos do Microsoft 365
Apps mobile estão disponíveis para os principais recursos do Microsoft 365

Da mesma forma, o Google Workspace permite localizar, compartilhar e editar diversos tipos de arquivos que estejam presentes na conta do usuário, a partir de tablets e smartphones. Para isso, os aplicativos Google Drive, Textos, Apresentações e Planilhas podem ser usados, citando apenas alguns. O Gmail app é o programa padrão de e-mail e o Google Chat e Google Meet também estão disponíveis para comunicação em tempo real. Os administradores do serviço contam com o Google Admin, para gerenciar usuários e diversas das funcionalidades do G Suite. Um ponto interessante dos apps do Google é que muitos deles são os mesmos utilizados em contas gratuitas. Assim, quem já possui os apps do Google instalados, precisa apenas fazer login na conta Google Workspace para que os demais apps presentes fiquem disponíveis para a nova conta corporativa.

O Google Workspace possui apps para os principais recursos oferecidos no pacote de serviços
O Google Workspace possui apps para os principais recursos oferecidos no pacote de serviços

Em termos de complexidade, os aplicativos da Microsoft saem na dianteira. Os apps para smartphone de programas como o Word, Power Point e Excel oferecem recursos de edição em níveis bem detalhados, oferecendo uma experiência semelhante aos “irmãos maiores” do desktop. Por outro lado, os aplicativos do Google oferecem uma usabilidade incrivelmente mais simples e lógica. Esta simplicidade pode passar a impressão de menos recursos disponíveis, mas não se engane: os apps do G Suite são tão poderosos quanto os do Office 365. No final das contas, o objetivo, que é o uso dos recursos em dispositivos móveis, é alcançado com sucesso em ambas as plataformas, sendo mais uma questão de gosto/adaptação por parte dos usuários.

Recursos avançados

No campo dos recursos avançados, Microsoft e Google oferecem funcionalidades interessantes.

O Google Workspace oferece recursos de controle de usuários com definição de política de senhas, verificação em duas etapas e gerenciamento dos dispositivos móveis da empresa. Também é possível criar grupos de usuários com permissões distintas, regras para uso de programas, entre outros. Os planos superiores oferecem ainda o Vault, que é um serviço de retenção e pesquisa de dados, com auditoria integrada. Dessa forma, a organização garante que nenhum arquivo ou dado gerado dentro do ambiente virtual da empresa corra o risco de ser apagado por acidente ou por algum funcionário mal-intencionado. O Cloud Search, que é um recurso de busca global, também está disponível para os usuários do Google Workspace nos planos Standard e Plus.

Quanto à segurança dos dados, o Microsoft 365 oferece diversos recursos. É possível, por exemplo, proteger os dados corporativos acessados através dos dispositivos móveis dos colaboradores através de um PIN. Restrição de cópias e salvamentos em dispositivos móveis também podem ser aplicadas. Para os e-mails, é possível definir o recurso de “não encaminhar” e/ou “criptografar” determinados e-mails.  É possível ainda proteger dados em caso de roubo ou perda de um equipamento, gerenciar quem pode ter acesso móvel e apagar dados e arquivos remotamente, entre outros recursos.

No quesito dos recursos avançados, o Google Workspace leva vantagem sobre o Microsoft 365 pela poderosa ferramenta de retenção de dados e outras funcionalidades. Mas vale lembrar que os melhores recursos de ambas as plataformas só estão disponíveis nos planos mais caros.

Suporte

Os serviços Microsoft 365 e Google Workspace oferecem suporte para implementação e ajuda no uso diário da plataforma. O suporte é restrito aos administradores do sistema, ou seja, usuários comuns da organização não podem contatar o suporte diretamente. Apesar disso, ambos os serviços oferecem uma vasta documentação, contendo instruções sobre o uso de todos os seus recursos, o que pode ser bastante útil para os membros da organização.

No Microsoft 365 o suporte técnico funciona 24 por dia, nos 7 dias da semana, por telefone — com ligação gratuita (0800). Para assuntos relacionados à cobrança, o suporte funciona de segunda a sexta, em horário comercial. Também é possível enviar uma mensagem por escrito para o suporte. O acesso ao formulário de suporte está dentro do painel de administração do Microsoft 365 (admin.microsoft.com), na área de ajuda. Os administradores também contam com uma documentação voltada para eles (docs.microsoft.com/pt-br/office/admins-itprofessionals). Os usuários comuns contam com uma central de ajuda (support.office.com/pt-br) que contempla artigos para todas as ferramentas oferecidas.

O Google Workspace também oferece suporte 24 horas por dia, nos 7 dias da semana, por telefone, e-mail e chat online. O acesso ao suporte está disponível para os administradores diretamente no painel Google Admin. A opção chat online é a recomenda e oferece a resolução mais rápida para a maioria dos casos. Mas um telefone 0800, com atendimento em português, também está disponível 24 horas por dia. Também há uma central de ajuda para administradores (support.google.com/a#topic=7570177), site de status dos serviços (google.com/appsstatus#hl=en&v=status), fórum de clientes (support.google.com/a/community/?hl=en&gpf=%23!forum%2Fapps) e comunidade Google Cloud Connect (www.cloudconnectcommunity.com/ccc/).

Preços – comparação Google Workspace x Microsoft 365

No quesito preços, a competição Google Workspace x Microsoft 365 fica bastante acirrada. A Microsoft consegue oferecer um preço mais baixo no plano de entrada. Nos planos intermediário e topo de linha, o Google leva a melhor. Considerando que o custo da licença é contabilizado por usuário, em um calendário de pagamento mensal, é importante ficar atento às diferenças para não se surpreender com a conta no final do mês.

Uma boa notícia é que ambos cobram em Real, o que até pouco tempo atrás não ocorria.

Nos planos de entrada, justamente o que usamos aqui neste comparativo, o Microsoft 365 é ligeiramente mais em conta do que o Google Workspace (R$ 23,60 contra R$ 24,30).

No plano intermediário o Google leva vantagem, com a mensalidade em R$ 48,60 contra R$ 59 da Microsoft. Vale lembrar que este plano permite a instalação dos programas desktop do Microsoft Office, o que é algo desejado por muitos usuários. Do lado do Google Workspace, as diferenças ficam por conta da maior capacidade de armazenamento, Vault e Cloud Search.

No plano topo de linha o Google também oferece um preço menor do que a Microsoft. O plano Business Plus (Google) sai por R$ 81, enquanto o Business Premium (Microsoft) fica por R$ 94,40.

Veja a seguir a comparação dos planos.

Google Workspace (antigo G Suite):

  • Business Starter – R$ 24,30/mês por usuário
  • Business Standard – R$ 48,60/mês por usuário
  • Business Plus – R$ 81/mês por usuário

Microsoft 365 (antigo Office 365):

  • Business Basic – R$ 23,60/mês por usuário
  • Business Standard – R$ 59/mês por usuário
  • Business Premium – R$ 94,40/mês por usuário

A Microsoft oferece ainda o plano Microsoft 365 Apps, por R$ 39 por mês por usuário, que inclui apenas os programas do pacote Office (instalados e online) e o OneDrive. Nessa modalidade, ficam de fora o e-mail profissional e o Teams.

Afinal, quem leva a melhor: Google Workspace ou Microsoft 365?

Os fatores para uma decisão entre Google Workspace ou Microsoft 365 são sutis, pois, como vimos, os recursos são semelhantes em muitos casos e voltados para o mesmo público. Nesse ponto, alguns aspectos podem pesar bastante. Por exemplo, a familiaridade que a sua empresa tem com as ferramentas oferecidas. Se seus funcionários já trabalham com os programas tradicionais da Microsoft, como o Word, Excel e Power Point, pode ser interessante optar pelo Microsoft 365, pois a usabilidade dos demais recursos segue a mesma linha. Por outro lado, se as ferramentas colaborativas do Google já são uma realidade na sua empresa, mesmo que na versão gratuita, o Google Workspace pode ser uma escolha acertada, pois a transição será natural.

A questão do preço também deve ser levada em consideração, especialmente se a sua empresa possui muitos funcionários. Em ambos os casos, as empresas cobram mensalmente por usuário ativo. Portanto, antes de contratar, faça seu dever de casa e verifique quantas licenças serão necessárias, não apenas imediatamente, mas ao longo dos anos.

Google Workspace e Microsoft 365 oferecem serviços robustos e altamente necessários para qualquer empresa e/ou profissional moderno. Não é para menos, considerando que por trás desses projetos estão duas gigantes da tecnologia. Assim, a empresa que utiliza uma destas suítes tem em mãos poderosas ferramentas de comunicação e produtividade, seja qual for a opção escolhida.

Então, já se decidiu? Se ficou com alguma dúvida, deixe um comentário e terei prazer em ajudá-lo(a). Se já está resolvido, utilize um dos links abaixo para contratar sua suíte de aplicativos:

Google Workspace – ver planos Microsoft 365 – ver planos

Pensando em contratar o Google Worksapce? Pegue aqui um cupom e garanta 10% de desconto por um ano!

Tags: , , , ,

Por:

Designer, desenvolvedor web, músico — e um dos fundadores do Tudo Sobre Hospedagem de Sites. Desde 2010 vem atuando na área de hospedagem de sites, tendo ajudado centenas de pessoas a encontrarem as melhores soluções para seus projetos online. É um entusiasta do WordPress e acredita que a Internet pode transformar a vida das pessoas através do conhecimento. Desde 2013 compartilha sua experiência sobre hospedagem e criação de sites no TSHS. É responsável pela área de infraestrutura e desenvolvimento do site e autor dos artigos e tutoriais técnicos do blog.

12 Comentários

  1. Luziani Cassia Sedano Machado Rigo

    Olá, obrigada pelo artigo, me ajudou muito. Eu tenho o Microsoft 365 e quero usar no meu escritório de Advocacia, e quero usar todas as funcionalidades. Obrigada mais uma vez.

    Responder
    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Obrigado pelo comentário, Luziani!
      Bom saber que te ajudamos de alguma forma. 🙂

      Responder
  2. Vitoria

    Queria saber como funciona a cobrança do domínio do e-mail em si, vi que na Google você paga R$50,00 para ter o @empresa.com que deseja mas não vi o da Microsoft, como funciona isso?

    Responder
    • Tathiana Sobroza
      Cofundadora - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Vitoria!
      O domínio é um serviço à parte e pode ser registrado em qualquer empresa, independente do seu fornecedor de e-mail. A Google tem um serviço próprio de registro de domínios, o Google Domains, mas é possível ter o domínio em outra empresa e vinculá-lo ao serviço Google Workspace, por exemplo. Já a Microsoft não registra domínios, mas também permite que você utilize um domínio registrado em outra empresa. Caso queira conhecer empresas que registram domínios, recomendo esta nossa página: https://tudosobrehospedagemdesites.com.br/melhor-site-para-registrar-dominio/.

      Responder
  3. RENAN KAYE

    A pergunta é: Você usou o word ou o docs pra redigir esse artigo?

    Responder
    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Renan,
      Usei o Docs para redigir esse artigo. 🙂
      Abraços.

      Responder
  4. NATHANAEL A LIMA

    Excelente artigo, acredito que cabe algumas atualizações devido mudanças ao longo do tempo, mas continua bem atual e servirá para fundamentar uma discussão. Obrigado!

    Responder
    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Olá, Nathanael,
      Obrigado pelo comentário. Os nossos artigos são revisados e atualizados de tempos em tempos e este aqui já merece essa atenção. Assim que possível faremos os ajustes necessários. Obrigado por observar isso!
      Abraços.

      Responder
  5. VALERIO CARVALHO

    Os dois são muito interessantes, realmente, difícil decidir… parabéns pela clareza!

    Responder
    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Obrigado pelo comentário, Valerio! 🙂
      Se pudermos ajudar com alguma informação, basta entrar em contato.
      Abraços.

      Responder
    • Bill Bordallo
      Cofundador - Tudo Sobre Hospedagem de Sites

      Obrigado, Robinson!

      Responder

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados. Então, seu comentário não será exibido imediatamente após o envio.
Mas fique tranquilo(a), porque ele será respondido em breve. 😉