Plataforma de e-commerce SaaS

plataforma de e-commerce saas
  • Tipo: Plataforma de e-commerce SaaS (loja virtual pronta)
  • Custo: a partir de R$ 30/mês
  • Indicado para: pequenos empreendedores até empresas de grande porte
  • Nível de dificuldade: baixo
  • Avaliação: oferece grande flexibilidade e baixo investimento inicial, ideal para quem quer começar a vender pela internet sem investir muito.
  • Onde contratar: conheça as empresas que oferecem Plataforma de e-commerce SaaS

O que é e como funciona este modelo de loja virtual

Com o crescimento das vendas pela internet, é cada vez maior o interesse das pessoas em montar uma loja virtual. No entanto, uma das barreiras ao iniciar um negócio online é o investimento necessário para construir a loja virtual e mantê-la funcionando. Neste momento muitas pessoas desanimam e acabam desistindo.

Como solução para este problema surgiram as plataformas de e-commerce SaaS, que permitem que se crie uma loja virtual com investimento inicial reduzido. Essas lojas virtuais funcionam no modelo SaaS (Software as a Service), em que se paga um aluguel para usar a ferramenta.

Neste tipo de solução, não é necessário instalar nenhum software para criar ou administrar a loja virtual. Ela está hospedada na empresa que você contratou e pode ser acessada pela internet, de qualquer dispositivo. A segurança é garantida pela empresa que fornece a plataforma de e-commerce SaaS.

Para quem a plataforma de e-commerce SaaS é indicada?

Este tipo de plataforma é bastante flexível e escalável, por isso atende desde micro-empresas até empresas de grande porte. As mensalidades começam em cerca de R$ 30 mensais, mas dependendo do tamanho da loja virtual podem ultrapassar R$ 1.000 por mês.

Há soluções prontas, em que é possível montar a loja virtual por conta própria, mesmo sem conhecimento técnico. Os temas são oferecidos pela empresa, facilitando a criação do layout da loja virtual. A interface é fácil de usar e as integrações com Correios e outras ferramentas vêm praticamente prontas.

Por outro lado, há plataformas de e-commerce SaaS mais robustas, e por isso mais complexas. É preciso contratar fornecedores para criar o layout da loja virtual, fazer as integrações e configurações de pagamento e segurança, entre outras coisas necessárias para ter um negócio online de grande porte.

Quais são as vantagens e desvantagens de usar uma plataforma de e-commerce SaaS?

As plataformas de e-commerce que funcionam neste modelo de aluguel possuem diversos pontos positivos, que as tornam excelentes opções para criar uma loja virtual. Por outro lado, também há pontos negativos que devem ser levados em consideração ao analisar este tipo de plataforma. Abaixo listamos as principais vantagens e desvantagens desta plataforma.

Vantagens

  • Maior facilidade para criar uma loja virtual
  • Baixo investimento inicial, pois não há custo de setup nem instalação
  • Risco reduzido, uma vez que se paga apenas uma mensalidade e não há investimento para construir a plataforma
  • Diversas opções de plataforma, que atendem a todos os tipos de empresas
  • Integrações são mais simples de fazer, pois a ferramenta faz a maior parte do trabalho técnico
  • Atualizações gratuitas da ferramenta, feitas pela empresa que você contratou
  • Suporte especializado
  • Hospedagem incluída

Desvantagens

  • Na maioria dos casos a plataforma é proprietária, o que significa que você não pode levar a sua loja virtual para outra empresa
  • Restrições para integrar ferramentas de terceiros, que não estejam pré-instaladas ou pré-configuradas pela empresa que oferece a plataforma
  • Restrição aos planos oferecidos pela empresa, que podem começar com preços baixos, mas ter custos altos nos planos superiores
  • Algumas empresas cobram comissão pelas vendas realizadas

Tipos de plataforma de e-commerce

A primeira coisa que você deve fazer ao decidir criar uma loja virtual é escolher o tipo de plataforma que deseja usar. De modo geral, é possível usar uma plataforma exclusiva, uma plataforma SaaS ou uma plataforma open source.

A plataforma exclusiva permitirá que você crie e desenvolva uma plataforma personalizada para as suas necessidades. Por outro lado, terá de fazer um alto investimento para isso.

A plataforma de e-commerce SaaS é a que abordamos neste artigo, em que a estrutura da loja virtual já existe e pode ser customizada para atender as suas necessidades. Nesta opção, o investimento é bem menor e o pagamento é feito através de uma mensalidade, pelo aluguel da ferramenta.

Já a plataforma de e-commerce open source permite que você instale e customize uma ferramenta gratuita e de código aberto, como o Magento, Prestashop ou Opencart. Você também pode escolher a melhor hospedagem para a sua loja virtual e fazer todas as configurações e integrações por conta própria ou por um profissional contratado por você. Nesta modalidade, o investimento inicial é um pouco maior, por conta do desenvolvimento da loja virtual, mas no longo prazo esta costuma ser a opção mais barata entre todas. Além disso, oferece grande liberdade e flexibilidade.

Principais recursos oferecidos em uma plataforma de e-commerce SaaS

A lista de recursos oferecidos pelas plataformas de e-commerce SaaS é extensa e pode variar bastante de uma empresa para outra. Vamos listar abaixo os que consideramos mais importantes, para que tenha uma ideia do que esperar deste tipo de plataforma.

Temas e layout

As plataformas para lojas virtuais costumam oferecer uma variedade de temas gratuitos para você escolher e personalizar a sua loja virtual. Em sua maioria, esses temas possuem uma versão mobile ou responsiva, sendo esta última adaptável a qualquer tipo de dispositivo. Em alguns casos, a empresa também poderá vender alguns temas premium.

Wix galeria de temas

Galeria de temas Wix

Uma vez selecionado o tema, é possível customizar sua aparência, mudando fontes, cores, etc. ou realizar customizações avançadas, usando HTML e CSS, por exemplo. O nível de personalização varia de acordo com a ferramenta, mas todas oferecem as opções básicas de personalização de layout.

e-commerce NuvemShop

Painel de edição de layout da NuvemShop

Clientes e pedidos

As áreas de gestão de clientes e pedidos são muito importantes em uma loja virtual. Conhecer os clientes e seu perfil de compra é a chave para o sucesso das ações promocionais e de fidelização de clientes. Gerenciar os pedidos também é fundamental no dia a dia da sua loja virtual, pois eles estão diretamente relacionados às suas vendas e faturamento. Veja algumas das funcionalidades normalmente disponíveis na plataforma de e-commerce SaaS:

  • Gestão de clientes
  • Gestão de pedidos
  • Rastreamento de pedido
  • Usuários administradores
  • Gerenciamento da loja pelo celular
Tray commerce

Área de pedidos no painel da Tray Commerce, da Locaweb

Produtos

Tão importante quanto gerenciar clientes e pedidos, é gerenciar os produtos da sua loja virtual. Uma plataforma de e-commerce SaaS costuma oferecer uma série de funcionalidades relacionadas a produtos, tais como:

  • Cadastro de produtos e categorias
  • Gerenciamento de inventário
  • Inserção de variações de produtos (múltiplos tamanhos, cores, materiais etc.)
  • Inserção de múltiplas imagens por produto e zoom nas fotos
  • Importação e exportação de produtos em lote
  • Compre junto (criação de combos de produtos complementares)
  • Produtos relacionados (oferta de produtos similares)
tray commerce - produtos

Área de produtos no painel da Tray Commerce, da Locaweb

Vendas e logística

Parte do sucesso de uma loja virtual está relacionada aos meios de pagamento que ela oferece e à qualidade e pontualidade da entrega. Por isso, as plataformas de e-commerce costumam oferecer diversos recursos para que o dono da loja preste o melhor serviço para seus clientes. Algumas das opções oferecidas pelas plataformas:

  • Certificado SSL grátis (para a segurança da sua loja virtual)
  • Opções de entrega por Correios, transportadora, motoboy etc.
  • Tabela de frete e frete grátis por valor, região e produto
  • Recuperação de carrinhos abandonados
  • Integração com intermediadores de pagamento, como PagSeguro, PayPal, MercadoPago, Moip e outros
  • Opção de checkout transparente (a venda ocorre na loja virtual, e não no intermediador)
Meios de pagamento loja virtual

Marketing e SEO

Uma vez que a sua loja esteja funcionando, uma das suas principais atividades será criar ações de marketing para levar tráfego para sua loja virtual. As empresas oferecem diversos recursos de SEO e marketing para facilitar a vida do dono do site. Algumas delas são:

  • Cupons de desconto
  • Descontos e promoções
  • Cartões de presente
  • Avaliação dos produtos pelos clientes
  • Venda pelo Facebook
  • Otimização para mecanismos de busca
  • Geração de sitemap
  • Google AdWords
  • E-mail marketing
  • Integração com redes sociais (clientes poderão compartilhar seus produtos nas redes sociais)
  • Login com Facebook (somente algumas empresas)
promover loja virtual

Hospedagem web

Todas as plataformas de e-commerce SaaS oferecem hospedagem gratuita. Isso significa que a sua loja será hospedada pela empresa e você não precisará se preocupar com isso. Em algumas empresas, há limites de armazenamento e largura de banda. Nesses casos, caso a sua loja cresça muito, pode ser necessário fazer upgrade de plano para continuar utilizando o serviço.

Cada empresa oferece uma garantia de disponibilidade do servidor, também chamado de SLA ou uptime. Nem todas as empresas divulgam esse número, mas ele costuma ficar acima de 99%. Você pode questionar isso para a empresa se desejar, afinal, este é o tempo que eles garantem que a sua loja virtual estará no ar. Apesar de ser o ideal, praticamente não existe uptime de 100%. Qualquer coisa acima de 99,5% já é um bom número.

Relatórios e estatísticas

Para facilitar a análise de vendas e performance da loja virtual, as ferramentas de e-commerce costumam oferecer painéis e relatórios, além da integração com o Google Analytics. Os principais recursos são:

  • Painel com os indicadores mais importantes da sua loja virtual
  • Estatísticas de vendas, produtos, categorias, visitas etc.
  • Histórico por cliente, produto por cliente
  • Integração com Google Analytics
análise de dados e-commerce

Marketplaces e comparadores de preço

Para as lojas virtuais que querem aumentar as vendas oferecendo seus produtos em outros canais, os marketplaces podem ser uma ótima solução. Algumas plataformas oferecem integração com Mercado Livre, Google Shooping, B2W (Americanas.com, Ponto Frio etc.), cNova, Walmart e outros.

Também é possível divulgar seus produtos e ofertas nos comparadores de preço, como o Buscapé. Essa integração também é oferecida por diversas plataformas.

marketplaces

Marketplaces integrados ao Tray Commerce, da Locaweb

Como escolher uma plataforma de e-commerce SaaS?

Há diversas maneiras de escolher uma plataforma de e-commerce SaaS. Vamos compartilhar aqui uma forma que acreditamos ser simples e eficiente.

Por mais que você esteja ansioso para começar, é importante ter o mínimo de planejamento. Isto irá te auxiliar na hora de escolher a plataforma. Sendo assim, o primeiro passo é saber: o que precisa ter na sua loja virtual, qual o tamanho dela e quanto está disposto a investir.

Por exemplo, defina quantos produtos pretende vender, os meios de pagamento que quer disponibilizar e alguns recursos que considera importantes na sua loja virtual. Desta forma, poderá analisar os recursos oferecidos pelas plataformas e decidir qual se encaixa melhor no que você precisa. Em linhas gerais, quanto mais recursos a empresa oferecer, maior será o custo de aluguel da ferramenta.

Com isso estabelecido, visite os sites das empresas e entenda os limites dos planos oferecidos, no que se refere ao número de produtos e página visitadas (pageviews). Caso não haja nada sobre isso no site, procure por limites de espaço de armazenamento e largura de banda. São esses itens principais que irão te mostrar qual o plano ideal para a sua loja virtual.

Teste a ferramenta antes de contratar

É normal ficar em dúvida, principalmente quando não conhecemos as ferramentas no dia a dia. Para reduzir a chance de erro, procure saber se a empresa permite teste gratuito. A maioria oferece um período para você testar a ferramenta gratuitamente. Outras oferecem o reembolso gratuito, em caso de insatisfação com o plano. Seja como for, tente experimentar a ferramenta antes de contratá-la, se possível. Como você irá lidar com ela todos os dias, é importante que entenda e goste da ferramenta.

Procure saber como funciona o suporte

Por último, veja qual o nível de suporte que a empresa oferece. Esse quesito varia bastante entre as ferramentas, então fique atento. Nas melhores situações você tem suporte 24 horas por dia, 7 dias por semana, via chat, telefone e e-mail, mas nem sempre é assim. De qualquer forma, quando a ferramenta é intuitiva e está sempre funcionando bem, menos suporte você precisará. Avalie esta questão conforme a sua necessidade.

Principais plataformas de e-commerce SaaS no mercado

NuvemShopLoja virtual fácil de usar, com visitas e produtos ilimitados, a partir de R$ 49 por mês. Possui temas responsivos gratuitos e oferece as principais integrações com meios de pagamento e marketplaces. É possível testar gratuitamente por 15 dias. O suporte é feito via chat e e-mail.Testar grátis
Tray Commerce LocawebPermite de 50 a 3.000 produtos e 5.000 a 160.000 pageviews por mês. Os planos começam em R$ 29,40 mensais. Há temas responsivos gratuitos e pagos, e há integração com diversos meios de pagamento e marketplaces. É possível testar a ferramenta através de uma loja demo. O suporte é  24/7 via chat e e-mail.Testar grátis
UOL Host Loja virtualPermite 50 produtos até produtos ilimitados, sem limites de visitas e pageviews. Os planos custam a partir de R$ 59,99 por mês e vêm com e-mail grátis. Os temas também são gratuitos, mas a versão mobile é paga (R$ 19,99/mês). A plataforma está integrada aos principais meios de pagamento e marketplaces. O suporte é 24/7 via chat, e-mail e telefone. Não é possível testar a ferramenta gratuitamente.Ver planos
WixNão há limites de produtos, nem pageviews, porém há limite de 20GB de armazenamento e 10GB de largura de banda. O custo da mensalidade é de R$ 37,25 e há integração com alguns meios de pagamento. Os temas são modernos, responsivos e gratuitos, e é possível configurar a loja virtual antes de contratá-la. O suporte é feito pela central de ajuda, mas funciona bem.Testar grátis
FastCommercePermite 50 a 3.000 produtos, com pageviews entre 10.000 e 60.000. Os planos custam a partir de R$ 189 por mês e vêm com e-mail gratuito. Está integrada com uma grande variedade de meios de pagamento e marketplaces e oferece suporte especializado via e-mail, chat, telefone e WhatsApp, além de ter um executivo de conta.  Pode-se testar a ferramenta gratuitamente.Testar grátis
Loja IntegradaPermite que você tenha uma loja com até 50 produtos e 5.000 visitas gratuitamente, usando seu próprio domínio. Os planos pagos começam em R$ 49 mensais e oferecem um limite maior de recursos, além de mais possibilidades de integração e suporte técnico.Testar grátis

Plataforma de e-commerce SaaS para lojas de médio e grande porte

Para quem busca uma plataforma robusta, para lojas virtuais de médio a grande porte, também pode contar com outras empresas, como VTex, Rakuten, Ciashop e BSeller. Elas não foram listadas acima porque têm um foco em lojas virtuais maiores e não divulgam seus preços. Para saber os valores, é preciso solicitar uma proposta no site.

Espero que tenhamos ajudado você a entender o que é uma plataforma de e-commerce SaaS e se ela é ideal para as suas necessidades. Qualquer dúvida ou comentário é muito bem-vindo! 🙂


8 Comentários

  1. Jose Carlos

    Oi pessoal, seu blog é uma mão na roda, pra quem tá começando. Seus textos são didáticos, simples indo direto ao que interessa. Como iniciante (mas esforçado), quero montar uma loja virtual (segui as dicas de vocês) e testei algumas lojas. Reparei que em relação ao Layout das páginas, são pouco flexíveis, permitindo poucas alterações. Como não sei programar, gostaria de saber se vocês indicariam alguma Loja Virtual, que permitisse maiores alterações do Layout, mesmo usando os Templates deles.
    Um abraço, continuem nos ajudando.
    Obrigado,
    José Carlos

    Responder
    • Redação

      Olá, José!
      O nível de customização dependerá muito do que você deseja alterar na loja. Em geral, as lojas prontas oferecem possibilidades de alteração de cores, fontes e afins, mas são um pouco limitadas quanto à alterar a estrutura das páginas. A boa notícia é que, das empresas listadas aqui, com exceção da UOL, todas permitem que você teste gratuitamente o serviço, o que poderá te ajudar a decidir.
      Uma opção que te daria mais liberdade de customização seria usar uma loja de código aberto (open source), como o Magento, Open Cart, PrestaShop etc. No entanto, a customização de uma dessas lojas dará um pouco mais de trabalho do que a de uma loja pronta, como as que listamos neste artigo. Caso considere uma opção open source, sugiro que estude as possibilidades antes de escolher uma. Dependendo do orçamento que você tiver para o projeto, poderá terceirizar parte dessa customização com uma empresa ou profissional freelancer, se for viável.
      Espero ter ajudado! Se tiver outras dúvidas, basta entrar em contato.
      Um abraço e boa sorte.

      Responder
  2. Flavio Renato Freitas

    Parabéns pelo comparativo. Este blog é de muita utilizadade. Conteúdo rico.
    Poderiam falar da Shopify no Brasil?

    Responder
    • Redação

      Obrigado pelo feedback, Flavio! 🙂

      Sim, com certeza. A Shopify é uma boa ferramenta e merece um futuro review no site. Muito popular nos EUA, onde concentra mais de 70% dos seus clientes (fonte: Builtwith), a Shopify vem fazendo melhorias para atender o mercado brasileiro, o que tem tornado a ferramenta cada vez mais interessante.

      Um dos primeiros aspectos que eu analiso em uma ferramenta “gringa” é quão adaptada ela está para o mercado brasileiro, principalmente em relação ao idioma, à moeda, frete e formas de pagamento. Pelo que vi, a Shopify vem trabalhando para tornar a ferramenta funcional no país, oferecendo, por exemplo, sistemas de pagamento locais. Há diversos gateways de pagamento para o Brasil(confira a lista aqui), dentre eles o MercadoPago, o PagSeguro e o PayPal. A moeda Real também já está disponível na ferramenta.

      Por outro lado, ela ainda possui restrições que precisam ser consideradas. Uma delas é que tanto o painel da ferramenta como o suporte são em inglês, apesar da empresa já ter afirmado que está traduzindo o painel para que funcione em português. Outro ponto que precisa ser analisado é que ela cobra 2% de taxa sobre as vendas da sua loja, o que pode torná-la mais onerosa que outras ferramentas, dependendo do seu volume de vendas.

      Como ferramenta em geral, a Shopify parece funcionar bem e oferecer bastante flexibilidade para uma loja virtual pronta, como costumamos chamar este tipo de plataforma. E um ponto a favor é que ela oferece um período de 14 dias de teste gratuito, ou seja, dá para configurar a loja e testar se ela atende às suas necessidades antes de se comprometer financeiramente. A experiência pode valer a pena, já que muitas vezes é preciso estar na situação para ter uma visão mais clara sobre o que você precisa.

      Espero ter ajudado e boa sorte com a sua loja virtual!

      Responder
    • Redação

      Oi, Marcella!

      Nunca testamos o Iluria, mas podemos comentar sobre o eles oferecem e listar os principais cuidados que você precisa ter ao escolher uma loja virtual.

      O primeiro cuidado é com a estabilidade. Você precisa ter certeza que a sua loja virtual será estável e não ficará fora do ar nos momentos de picos de tráfego. Essa é uma das principais reclamações de quem possui um e-commerce. Vi que as lojas virtuais da Iluria ficam hospedadas na Amazon, o que é um excelente indicativo. Ainda sobre estabilidade, notei que a Iluria possui restrições para lojas com muitos acessos ou com picos de tráfego. Este trecho pode ser lido nos termos de uso, em http://www.iluria.com.br/termos.jsp. A propósito, recomendo que leia esse documento antes de utilizar a plataforma, pois há uma série de informações importantes referentes ao serviço, como por exemplo, backup da loja, uso de domínio próprio, entre outros.

      Pelo que pude ver em relação aos recursos e planos, a Iluria é mais voltada para lojas virtuais menores, com acesso baixo a moderado. Dependendo da loja que pretende ter, recomendo que entre em contato com eles antes da contratação.

      Um segundo cuidado que precisa ter é com o suporte. Você precisa poder contar com a empresa em caso de dúvidas ou problemas. Pelo que vi e pesquisei sobre o Iluria, o suporte é bem básico, por e-mail somente. É preciso saber ainda se este suporte é 24h e se funciona em todos os dias da semana. Contratar uma empresa com suporte restrito pode sair caro, se a sua loja ficar fora do ar por muito tempo. Por último, sempre recomendo visitar a página da empresa no Reclame Aqui, e as redes sociais, para ver como eles atuam no atendimento aos clientes.

      Boa sorte com a sua loja! 🙂

      Responder
  3. Lra

    Parabéns! Sou um verddeiro leigo e me sinto confortável e seguro para buscar informações no seu blog :))
    Mesmo que decisões de negócio sejam depois mais aprofundadas, tenho certeza que indicaria o site.

    Responder
    • Redação

      Olá, Lra!
      Obrigado pelo comentário! Ficamos felizes em saber que o site lhe está sendo útil. 🙂
      Se pudermos ajudar com mais alguma informação, basta entrar em contato.
      Abraços.

      Responder

Deixe um comentário